Connect with us
edgardo bauza são paulo treino medellín (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)Bauza é alvo da seleção argentina e pode sair do São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

A possibilidade de perder seu técnico para uma seleção não é nova para o São Paulo. O convite da Argentina para conversar com Edgardo Bauza poderá fazer o clube reviver situação de menos de um ano atrás: em outubro, Juan Carlos Osorio trocou o Tricolor pela seleção do México.

O São Paulo deu aval para a viagem de Bauza à Argentina, onde ele vai se reunir com a AFA nesta sexta-feira para discutir a possibilidade de assumir o cargo. Outros treinadores também serão consultados, como Miguel Ángel Russo. Ou seja: é uma espécie de entrevista de emprego.

MAIS: Em redes sociais, torcida do São Paulo reage à ida de Bauza para a Argentina

Na véspera da semifinal da Taça Libertadores com o Atlético Nacional, no dia 5 de julho, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, admitiu ao GloboEsporte.com que seria difícil manter o técnico em caso de um convite da seleção argentina.

O caso de Bauza lembra o de Osorio. Mas há diferenças importantes. Veja abaixo a comparação:

TREINADOR X GESTÃO

Juan Carlos Osorio São Paulo (Foto: Marcos Ribolli)Juan Carlos Osorio se despediu do São Paulo sem citar nome de Aidar (Foto: Marcos Ribolli)

Osorio deixou o São Paulo rachado com o ex-presidente Carlos Miguel Aidar. O colombiano não confiava no dirigente, que renunciou dias depois sob denúncias de corrupção. Aidar se intrometia no trabalho do técnico e chegou a mandar mensagem criticando seu rodízio nas escalações (“Pare de inventar”).

Bauza, por sua vez, está em sintonia com a gestão do São Paulo. Ele é visto como um parceiro do clube. O treinador concordou em usar tecnologia no departamento de futebol, tornou real o aproveitamento dos garotos de Cotia no elenco profissional e deu uma identidade de jogo ao time. Esses pontos considerados fundamentais pela diretoria foram colocados em prática no dia a dia do São Paulo graças ao treinador.

O ponto de divergência se deu na contratação de reforços. Bauza mostrou insatisfação com as perdas do elenco (saíram Ganso, Calleri e Kardec). Ele fez cobrança pública por novos jogadores e condicionou sua permanência à chegada de novos atletas.

E é aí que mora a maior ironia: na mesma semana em que o São Paulo atendeu aos pedidos de Bauza, o técnico recebeu o chamado da Argentina, e seu futuro é incerto.

SELEÇÃO DE SEU PAÍS

Osorio nunca escondeu o sonho de dirigir uma seleção em uma Copa do Mundo. Quando teve a oportunidade, juntou o péssimo ambiente no São Paulo ao antigo desejo e aceitou o convite mexicano.

Bauza, por outro lado, recusou propostas das seleções do Paraguai e da Costa Rica, segundo Leco. Agora, porém, o chamado é do seu país. A possibilidade de assumir a Argentina mexe com o treinador, e o São Paulo sabe que não há como competir com isso.

SEM CRISE, NEM MATA-MATA À VISTA

Osorio saiu do São Paulo em meio ao caos político causado pelas denuncias contra Aidar. Ele se despediu no dia 7 de outubro, o ex-presidente renunciou no dia 13, e o Tricolor tinha as semifinais de Copa do Brasil contra o Santos, nos dias 21 e 28 do mesmo mês.

Com Doriva, o técnico substituto, o time foi eliminado após duas derrotas: 3 a 1 no Morumbi, e 3 a 1 na Vila Belmiro, partida que marcou a despedida de Rogério Ceni de jogos oficiais. O goleiro sofreu uma lesão no ligamento do tornozelo direito. Depois, ganhou festa de despedida no Morumbi lotado.

Agora, o Tricolor não tem jogos de caráter decisivo pela frente e está apaziguado politicamente. Eliminado nas semifinais da Taça Libertadores, o time é o nono colocado do Brasileirão, com 22 pontos. A única turbulência recente se deu com o rompimento da diretoria com as torcidas organizadas, atitude motivada pelo episódio de violência depois da primeira semi contra o Atlético Nacional, no Morumbi.

E AGORA?

Gilberto Pintado São Paulo (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)Pintado conversa com Gilberto: auxiliar faz parte da comissão fixa (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

O substituto de Osorio foi Doriva, última escolha de Aidar antes de deixar a presidência. O técnico foi confirmado no dia 7 de outubro e demitido praticamente um mês depois, no dia 9 de novembro.

Milton Cruz, então, assumiu o time na reta final do Brasileiro e conseguiu a vaga no G-4. Profissional com 22 anos de clube e acostumado à função de tapar buracos dos treinadores na história recente, ele foi demitido no fim de março.

Agora, caso Bauza acerte com a seleção da Argentina, o São Paulo teria duas opções imediatas: Pintado, que trabalha na comissão técnica, ou André Jardine, técnico do sub-20, antes de decidir se contrataria um novo comandante para o cargo. 

Comentários Facebook

Entretenimento

Eclipse lunar traz ‘Lua de sangue’ no domingo (15); saiba mais

Published

on

No próximo domingo (15), acontecerá o primeiro eclipse lunar de 2022. Será um eclipse do tipo total, que ocorre quando a Lua cheia se move para a chamada sombra umbral profunda da Terra (parte mais interna e escura). Isso ocorre porque nosso planeta passa em frente à luz solar enviada para o nosso satélite natural.

De acordo com o astrofísico americano Fred Espenak, conhecido por prever eclipses, como a Lua cheia do dia 15 de maio é a chamada superlua, por estar no perigeu, o ponto mais próximo da Terra, esse eclipse será considerado uma superlua de sangue. O fenômeno, que poderá ser visto em todo o Brasil, ocorre quando a luz do sol passa pela atmosfera terrestre, mas desvia pelos comprimentos de onda para refletir de forma avermelhada na Lua.

Diagrama da sombra do eclipse lunar do dia 15 de maio. (Fonte: NASA/Divulgação.)Fonte:  NASA 

Quando acontecerá o eclipse total da Lua no domingo?

Conforme o perfil Astronomiaum no Twitter, nas cidades com fuso horário de Brasília, o eclipse lunar de domingo terá início às 22h32, e terá o seu ápice na madrugada de segunda-feira (16) à 1h11, com o término ocorrendo às 3h51. Além do Brasil, a Lua de sangue poderá ser vista também nos EUA e Canadá, além de partes da África e Europa.

Diferentemente do eclipse solar, que só é observável em uma área relativamente pequena do mundo, os eclipses lunares podem ser vistos em qualquer lugar no lado noturno da Terra. A sua visualização também é mais segura, pois esses fenômenos não necessitam de nenhum tipo de proteção para os olhos, pois são mais escuros do que a própria lua cheia em si.

Para quem mora em grandes cidades, e não pretende viajar para locais com baixa poluição visual para assistir ao eclipse total da Lua no domingo, será possível visualizá-lo através do canal oficial da NASA do YouTube. O telescópio da agência aeroespacial norte-americana irá iniciar a transmissão das imagens do fenômeno a partir da zero hora do dia 16 de maio, no horário de Brasília.

Para assistir, basta clicar no link acima para definir o lembrete e, na hora marcada, acompanhar os detalhes em alta resolução.

Fonte: https://www.tecmundo.com.br/ciencia/238420-eclipse-lunar-traz-lua-sangue-domingo-15-saiba.htm

Comentários Facebook
Continue Reading

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Published

on

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana