conecte-se conosco


Cáceres e Região

Teatro Plenilúnio abre temporada de apresentações de 2021

Publicado

Assessoria

O ano de 2021 começou a todo vapor no campo das artes no município de Cáceres com apresentações de diversos projetos nos mais variados segmentos e linguagens artísticas. Por meio do Edital de Seleção Pública nº 01/2020 Cultura Cáceres, da prefeitura de Cáceres, através da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura (SMTC) houve o fomento à produção de inúmeros projetos para o setor, com os recursos da Lei Aldir Blanc. É sempre bom lembrar que o setor artístico foi um dos primeiros a parar as atividades com o início da pandemia, que assola o mundo desde o início do ano passado, e ganhou um respiro com a aprovação da lei emergencial para o setor, possibilitando a continuação das atividades de pesquisa e produção artísticas no país.

O Teatro Plenilúnio, grupo de pesquisa e estudo das artes da cena, da cidade de Cáceres, como todos os artistas do mundo, precisou se reinventar nesse período e foi descobrindo as novas formas do fazer teatral. Descobriu os recursos das plataformas digitais fazendo cursos e dialogando com outros colegas e principalmente experimentando coisas e modos de expressar sua arte. Desse processo surgiram apresentações de teatro, performances, vídeo performances que fazem parte do repertório da trupe de teatreiros e podem ser conferidas esta semana a partir do dia 13.

A programação se inicia com a participação no Projeto Live Cênica com a apresentação de dois trabalhos. No dia 13 (quarta), o ator Ismael Diniz traz para a cena, da obra de Nelson Rodrigues, Para sempre fiel, a história de um homem que não acreditava na fidelidade. Utilizando uma mistura de linguagens, o ator apresenta as relações conturbadas de um casal que entra em conflito pelos pontos de vista antagônicos sobre a vida a dois, levando a mocinha ao extremo para provar sua fidelidade. Um clássico de Edgar Alan Poe é apresentado na quinta (14) pelo ator Luis Guilherme, trata-se da montagem de Coração delator, uma narrativa de suspense sobre um velho adoentado e os delírios de seu cuidador, que ao cometer um crime é perseguido pelas batidas de um coração denunciador. As apresentações acontecem sempre às 18horas (horário local), pelo Instagram de cada artista.

Leia mais:   Prefeitura inicia asfaltamento e drenagem de trecho da marginal da avenida Sete de Setembro

A participação no Projeto Monólogos: arte contemporânea em solo cacerense acontece de 15 a 17, às 20 horas (horário local), também pelo Instagram, no perfil oficial da mostra @monologosarte. O Teatro Plenilúnio traz a cena os espetáculos O pirotécnico Zacarias (15­), Quarto de despejo (16) e encerra com uma palestra perfomativa sobre Coração delator (17). Pirotécnico Zacarias é uma narrativa fantástica, adaptada da obra de Murilo Rubião, encenada pelo ator Gabriel Ferreira, que conta a história de um homem após um atropelamento e sua nova condição no mundo. Alessandra Mellyssa, discute em Quarto de despejo a situação de Carolina Maria de Jesus, escritora, negra, favelada, mulher, mãe. A atriz apresenta cenas do cotidiano dessa importante escritora do Brasil, suas angústias, frustações e felicidades num Brasil preconceituoso e racista. Encerrando a participação na mostra, o ator Luis Guilherme, conversa com o público sobre o processo de montagem de uma cena teatral na pandemia. Explana como foi feita a adaptação do texto, a criação da personagem, ensaios, criação de luz e som dentro do seu próprio quarto. A discussão é pontuada com cenas da peça Coração delator.

Leia mais:   Coordenador da bancada comemora decisão do Governo Federal em priorizar BR-174

Nos dias 15 e 16 as apresentações são voltadas a música e a poesia da nossa cidade. O diretor Luciano Paullo apresenta seu híbrido de teatro, vídeo e música em Sinestesia do Mato – poesia de se ver, às 19 horas, em seu canal do YouTube (abre.ai/sinestesiadomato). Em uma espécie de minidocumentário, o trabalho apresenta autores contemporâneos de poesia de Mato Grosso, em especial da cidade de Cáceres, que contam suas trajetórias e tem seus textos encenados pelos atores Ludymilla Landes, Well Oliveira e Luciano Paullo.

No dia 16, às 16 horas (MT), é a vez da obra do imortal Natalino Ferreira Mendes e da música autoral cacerense surgirem no Sarau Pantaneiro 2.0, com Gabriel Ferreira, Ismael Diniz, Luis Guilherme e Pedro Garcia. Os atores e músicos cantam e declamam as vozes cacerenses, tanto pelos poemas quanto pelas músicas, num formato muito comum da cidade, o sarau. Você pode conferir o trabalho no perfil do Instagram do projeto @saraupantaneiro.

Um fim de semana cheio de arte e cultura na nossa cidade. Evoé!

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Mais de 14 mil estão na fila para fazer perícia no INSS

Publicado

A Gazeta

Fila de segurados da Previdência Social que aguardam perícia médica em Mato Grosso é formada por 14.171 mil. Deste total, a maioria -81,1% ou 11,5 mil – estão à espera do atendimento por um médico perito do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) há mais de 45 dias, conforme o último Boletim Estatístico da Previdência Social (BEPS), referente a abril de 2021.

De acordo com o INSS, das 724 agências da Previdência Social que possuem serviço de perícia médica, 619 estão funcionando e 2,5 mil peritos médicos estão fazendo atendimentos. O tempo médio entre o agendamento e a perícia está em 39 dias, segundo o Instituto.

A informação repassada, porém, à requerente de benefício previdenciário Maria Aparecida Souza, 56 – ao ligar na central de atendimento 135 – é que teria que aguardar o agendamento da perícia, a ser confirmada em contato futuro do INSS. Na ligação também informaram que os pagamentos mensais do benefício seriam retroativos à data oficial do pedido, após concessão.

Leia mais:   PANDEMIA CONTINUA - Jovem de 26 anos e outras 11 pessoas morrem de covid-19

“Dei entrada no requerimento em abril, somente neste mês responderam pedindo para aguardar agendamento de perícia médica”, explica.

Em todo o país, 170 mil segurados que recebem benefícios por incapacidade temporária – o antigo auxílio-doença terão que agendar nova perícia médica, lembra o INSS. Os prazos para o agendamento começam a expirar em agosto. Quem não tomar a providência corre o risco de ter o pagamento suspenso.

Desde o início de julho, o órgão previdenciário começou a enviar cartas para segurados que não realizam perícia médica há mais de 6 meses. Quem recebe a convocação tem 30 dias, a contar do recebimento da notificação, para agendar o procedimento.

O INSS poderá também convocar as revisões por meio da rede bancária, considerando o órgão pagador do benefício, quando esse tipo de notificação for disponível. Estão previstas ainda as convocações por meio eletrônico ou edital em Diário Oficial. A revisão em benefícios por incapacidade temporária segue até dezembro deste ano, quando todas as convocações terão sido expedidas.

Em outra frente, o INSS realiza também as revisões administrativas de benefícios, que são feitas com regularidade. Na atual etapa, a previsão é que 1,7 milhão de segurados recebam a convocação para regularizar alguma pendência de documentação identificada pelo INSS. Desde setembro de 2020, foram enviadas 732,5 mil cartas para revisão administrativa de benefícios com pendências documentais identificadas pelo INSS.

Leia mais:   Paróquia São Luiz agradece donativos recebidos pelo Rotary Club, Força Tática e Justiça Comunitária

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Cáceres deve receber nesta quinta-feira mais 3120 doses de vacinas

Publicado

Assessoria

     A Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) aprovou a Resolução Nº 76, que estabelece a distribuição, o armazenamento e a aplicação das 181.130 doses de vacina contra a Covid-19 enviadas nesta terça (27.07) e quarta-feira (28.07) pelo Ministério da Saúde, sendo 89.700 doses da Astrazeneca, 57.500 doses da Coronavac e 33.930 da Pfizer.
     Conforme a Resolução Nº 76, tanto a Astrazeneca como a Pfizer devem ser aplicadas como segunda dose em pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente grave. Os imunizantes Pfizer também contemplarão com a primeira dose pessoas de 45 a 49 anos e com a segunda dose gestantes e puérperas sem e com comorbidades, desde que apresentem recomendação médica.

As pessoas de 45 a 49 anos ainda poderão ser vacinadas com a primeira e segunda dose do imunizante Coronavac. Para a vacina AstraZeneca, o prazo de aplicação da segunda dose é de até 90 dias. Já o prazo da segunda dose da Coronavac varia entre 14 e 28 dias. A administração da segunda dose da Pfizer deve ser feita em até 12 semanas.

Leia mais:   Aumenta o número de cidades com alto risco de contágio pela covid-19 em MT; agora são 15

O colegiado pontuou na Resolução que os municípios que já completaram a vacinação das pessoas de 45 a 49 anos devem seguir para a próxima faixa etária (ano a ano) em ordem decrescente de prioridade. Ainda foi acordado a distribuição de um remanescente de 615 doses da Astrazeneca e 260 doses da Coronavac que estavam armazenadas na Rede de Frio Estadual como estoque estratégico.

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.
A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde. Até o momento, Mato Grosso já recebeu 2.619.470 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana