conecte-se conosco


Política

Primavera do Leste receberá do governo R$ 3,5 milhões para construção de planta frigorífica

Publicado


Deputado Dilmar Dal Bosco em reunião com governador Mauro Mendes sobre o “Projeto Frango Social”

Foto: JUNIOR POYER

Projeto inovador e que atenderá as famílias carentes dos municípios de Mato Grosso, o “Ave Social”, idealizado pelo deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) e sua equipe técnica, em parceria com a prefeitura municipal de Primavera do Leste, teve apoio total do governador Mauro Mendes (DEM), na manhã dessa quarta-feira (8), em reunião realizada no Palácio Paiaguás.

O objetivo da iniciativa é beneficiar famílias de baixa renda, que estão em situação de vulnerabilidade social com recebimento de produtos da avicultura como complemento alimentar da cesta básica. Já para os avicultores, que têm dificuldades no descarte das aves poedeiras (destinadas à produção de ovos), que estão em final de ciclo de postura, o projeto vai fomentar a venda dessas aves para o município.

O deputado Dilmar explicou que o “Ave Social” atenderá famílias carentes no município, gerando emprego e renda aos avicultores. “Em Primavera, por meio do nosso vice-prefeito, Ademir Goes e do vereador Renato Cazanelli, ambos do meu partido, o Democratas, o projeto prevê o aproveitamento de parte da capacidade de cada planta para incentivo à produção de frango caipira e semi-caipira no município e na região, com objetivo de gerar emprego e renda na agricultura familiar, lembrando que da produção total, 33% deverá ficar para o frigorífico revender”, disse Dilmar.

Leia mais:   Emenda garante Raio-X digital para Pronto Atendimento de Paranatinga

O governador Mauro Mendes (DEM) enalteceu a importância do trabalho e salientou que Primavera do Leste será um dos municípios pilotos e atenderá famílias carentes com um produto de alto valor nutritivo e com qualidade. “Recebemos o vice-prefeito de Primavera do Leste e o deputado Dilmar Dal Bosco, que foi o idealizador deste projeto e acertamos aqui, que o governo do estado vai repassar o montante de R$ 3,5 milhões para a prefeitura de Primavera, para fazer o segundo projeto piloto. Queremos aproveitar essas aves poedeiras, que, com seis meses, elas deixam de ser úteis, porém, possuem alto valor nutritivo então, o município vai abater essas aves e com isso, teremos o frango social, que vai chegar à mesa das famílias carentes, feito com a parceria entre o governo do estado, a prefeitura de Primavera do Leste, a Secretaria de Assistência Social e Cidadania [Setasc] juntamente com os produtores da região, onde temos grandes granjas que vão repassar essa matéria prima para nós”, finalizou Mendes.

Deputado Dilmar explicou ainda que a prefeitura de Primavera se prontificou em fazer a doação do terreno onde será construído a planta frigorífica. “A prefeitura de Primavera do Leste irá doar o terreno, no valor de R$ 1,5 milhão para a construção da planta frigorífica e também dará mais R$ 500 mil de contrapartida financeira à iniciativa, para arcar com os custos da elaboração, do projeto assumindo o compromisso de fazer a interlocução com os produtores, que serão os fornecedores das aves de descarte, formalizado por meio da assinatura de um termo de compromisso”, finalizou Dilmar.

Leia mais:   Projeto institui programa "Ônibus da Saúde da Mulher e do Homem"

A prefeitura vai realizar a terceirização da gestão do frigorífico, por meio de uma Parceria Público Privada (PPP), assegurando a agilidade e a qualidade na administração do empreendimento e a SETASC deverá absorver toda a produção, promovendo a distribuição para as secretarias de ação social nos municípios.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Política

Deputado entrega certificados e moções de aplausos a personalidades de Poxoréu

Publicado


Entrega de certificados e moções em Poxoréu

Foto: HENRIQUE PIMENTA / ASSESSORIA DE GABINETE

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) promoveu na quinta-feira (21) a entrega de certificados de conclusão de cursos profissionalizantes e moções de aplausos para dezenas de pessoas que contribuíram com o desenvolvimento da cidade de Poxoréu. A solenidade também ocorreu em homenagem ao aniversário de Poxoréu, a ser comemorado dia 26.

O evento ocorreu na Câmara Municipal de Poxoréu e contou com a presença de vereadores, vice-prefeito, pastores, padres, políticos, comerciantes e alunos dos cursos profissionalizantes. A cantora Pamella Viola abrilhantou a solenidade com uma apresentação cultural. O deputado fez uma prestação de contas do trabalho em prol do município, parabenizou os formandos e também pessoas que trabalharam em prol do progresso de Poxoréu, que possui grande relevância histórica, sendo a cidade mãe da região sudeste.

“Como representante da região sudeste do estado na Assembleia Legislativa estamos trabalhando pelo desenvolvimento econômico da nossa cidade-mãe Poxoréu. Temos feito parcerias e destinado emendas para melhorar a qualidade de vida da população. Hoje entregamos certificados dos cursos que vão garantir a geração de emprego e renda e também homenageamos pessoas e famílias que fizeram de Poxoréu uma cidade próspera, acolhedora e com grande potencial no comércio e turismo. Vamos continuar trabalhando em prol do desenvolvimento do município, onde tenho muitos amigos e companheiros. Esta homenagem vem de encontro com a semana de aniversário da cidade de Poxoréu (25) e estamos sempre à disposição para bem representar o município”, disse o deputado.

Leia mais:   Emenda garante Raio-X digital para Pronto Atendimento de Paranatinga

O ex-vereador e empresário Adolfo Catalá foi um dos homenageados e agradeceu ao deputado e equipe. “Muito trabalhamos por Poxoréu e para nós é uma honra receber do deputado Thiago Silva essa homenagem em nossa cidade”, disse Catalá.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

CST discute proposta de regionalização de serviços de água e esgoto em Mato Grosso

Publicado


Foto: Helder Faria

A Câmara Setorial Temática (CST) do Desenvolvimento Socioeconômico da Assembleia Legislativa discutiu, na tarde desta segunda-feira (25), uma proposta para regionalização dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário para o estado Mato Grosso.

O estudo prévio foi apresentado por Frederico de Vasconcelos, consultor da empresa Houer Consultoria e Concessões, e prevê a criação de seis Unidades Regionais de Água e Esgoto (URAE), levando-se em consideração características geográficas, socioeconômicas e ambientais. Conforme o consultor, as regiões possuem economias de escala, o que, em sua avaliação, constitui fator essencial para a viabilização do saneamento.

O investimento para implementação da proposta é de R$ 3,7 bilhões, a serem distribuídos em um período de 11 anos, iniciado em 2022. Como pontos positivos da regionalização, Vasconcelos destacou: economia com serviços de saúde, valorização imobiliária, fortalecimento do turismo, aumento da produtividade e geração de empregos, entre outros.

O estudo foi elaborado em conjunto com a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) e utilizou informações disponibilizadas pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). De acordo com os dados, em 2019 o estado tinha uma média de 32,7% de esgoto tratado.

Leia mais:   Nova lei garante emissão de certidões em braile para deficientes visuais

“A regionalização proposta pela Lei 14.026/2020 estabeleceu como responsabilidade dos governos estaduais apresentar estudos de regionalização para que as metas de universalização do serviço de abastecimento de água e esgotamento sanitário, resíduos sólidos e drenagem sejam alcançadas até 2033. Essas metas foram estabelecidas pelo plano nacional de saneamento básico de 2013 e a incorporação delas traz um grande desafio para todos, lembrando que a titularidade dos serviços é municipal”, salientou o consultor.

O estudo subsidiará a elaboração de um substitutivo ao PL 614/2021, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre a criação de unidades regionais de saneamento básico no estado de Mato Grosso. Uma das principais alterações será a divisão do estado em seis URAES, e não 15, como prevê o atual projeto.

“Essas informações são muito importantes para que a gente apresente uma lei que realmente tenha funcionalidade e viabilidade”, ressaltou a presidente da CST e servidora da Sinfra, Rafaela Damiani.

Após apresentação e votação do substitutivo e publicação da lei, os municípios terão um prazo de 180 dias para aderirem ao projeto. Segundo Rafaela, embora a adesão não seja obrigatória, os municípios que não o fizerem ficarão impossibilitados de receber recursos estaduais e federais, bem como de fazer financiamento para essa finalidade.

Leia mais:   Call centers oferecerão chamada de vídeo para pessoas surdas

Em seguida, será realizado um estudo de viabilidade mais aprofundado e, posteriormente, iniciados os processos de licitação para dar início aos trabalhos.

A reunião contou ainda com a participação do superintendente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Francisco de Vasconcelos, do assessor especial da Governadoria, Vicente Gahyva, e dos demais membros da CST.

A próxima reunião da CST acontecerá no dia 22 de novembro.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana