conecte-se conosco


Estadual

Prefeitos recebem emendas para investimentos em Educação, Infraestrutura e Cultura

Publicado

Prefeitos de todas as regiões do estado participaram nesta terça-feira (28) da solenidade de assinatura de convênios das emendas parlamentares liberadas pelo governo do estado. Os recursos foram indicados para as secretarias de estado de Cidades, Educação, Esporte e Lazer, Cultura e Infraestrutura e Logística. Foram contemplados 47 municípios com os recursos, que resultarão em diversos investimentos, principalmente em pavimentação urbana.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, enalteceu a iniciativa do governador Pedro Taques em reunir prefeitos, secretários e deputados na assinatura. Ele reforçou que esta é uma ação inédita pela disponibilização imediata dos recursos, o que deve agilizar a execução das obras.  “Na última semana, quando participamos da etapa de assinatura dos convênios da área da Saúde, o recurso foi liberado nas contas das prefeituras no dia seguinte”, afirmou.

Neurilan agradeceu à Assembleia Legislativa de Mato Grosso e aos deputados pela destinação das emendas e garantiu que os recursos irão refletir em melhorias na base. O gestor também manifestou solidariedade ao governo do estado na discussão sobre o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) neste momento de crise financeira. “Estamos preocupados porque a receita, que advém da arrecadação do ICMS, está caindo com a greve dos servidores”, acrescentou.

Leia mais:   Defensoria Pública recomenda que Estado adote medidas para garantir transparência e evitar “fura-fila” na aplicação de vacinas em MT

O vice-presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho, parabenizou os prefeitos pelo trabalho que têm feito na aplicação dos recursos. O parlamentar disse que constatou uma melhora significativa nas administrações municipais, principalmente com a utilização dos recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).

Para o governador Pedro Taques, a liberação das emendas é uma forma de descentralizar os recursos, aplicando em obras e ações realizadas pelo próprio município. Taques anunciou mais três eventos como esse para assinatura de novos convênios e o início da entrega das ambulâncias, adquiridas em parceria com a AL, para o próximo mês. O governador também falou sobre a greve dos servidores públicos estaduais e convocou prefeitos, deputados e sociedade a firmarem um pacto para superar a crise. Ele ainda garantiu que as mudanças na lei do Fethab não irão prejudicar os municípios.

Agência de Notícias da AMM

Comentários Facebook

Destaque

Mato Grosso receberá 24 mil doses da vacina AstraZeneca

Publicado

Assessoria GD

O Governo de Mato Grosso recebe do Ministério da Saúde, neste domingo (23), 24 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. A chegada das doses está prevista para as 9h, em um voo da Azul, no Aeroporto Marechal Rondon em Várzea Grande. O imunizante contra a Covid-19 é produzido pelo laboratório indiano Serum.

Conforme as diretrizes do Ministério da Saúde, este quantitativo será totalmente destinado à aplicação da primeira dose em trabalhadores que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus. Portanto, com as novas doses, será possível dar continuidade à imunização de 24 mil profissionais da saúde.

“O Ministério da Saúde orientou que essas 24 mil vacinas sejam utilizadas exclusivamente como primeira dose e prioritariamente destinadas aos trabalhadores da saúde. O Governo Federal segurou parte do estoque para o encaminhamento futuro aos Estados, por isso a estratégia de vacinar mais pessoas neste momento”, esclareceu o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Como este é um imunizante diferente daquele já distribuído, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) irá elencar junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems-MT) o público prioritário que integra o grupo de trabalhadores da saúde para a distribuição proporcional aos municípios.

Leia mais:   Dois municípios registram alto risco de contaminação pela Covid-19

Imediatamente após a chegada do imunizante, as equipes da Vigilância Estadual trabalharão no recebimento das doses, na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes e no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios.

“O Estado repetirá toda a logística que já foi desenhada para a distribuição das doses da CoronaVac, que engloba o apoio das equipes de segurança”, concluiu o secretário adjunto de Vigilância à Saúde em exercício, Oberdan Coutinho Lira.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Eleitores protestam em Cuiabá e exigem ‘fora Bolsonaro’; veja vídeo

Publicado

Assessoria GD

Dezenas de carros participaram de carreata pelas ruas de Cuiabá em protesto contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Com carros de som, os manifestantes criticaram a postura do chefe do Executivo e exigiram “fora Bolsonaro” em adesivos, faixas, máscaras e em todo lugar que se pudesse escrever.

“Mais uma vez o povo na rua para gritar ‘fora Bolsonaro’. Onde um país governado por um grupo miliciano, que deixa o povo morrer na fila do hospital. Que deixa o povo morrer sem ar, que deixa juventude à minguam sem trabalho, sem emprego, sem condições de existência”, protestou uma das participantes do ato.

Um pesquisa do instituto DataFolha, divulgado na última sexta-feira (22), mostrou que 40% da população reprova a gestão do presidente. Em levantamento anterior, 32% dos eleitores consideravam a conduta de Bolsonaro ruim ou péssima. A elevação negativa é atribuída ao agravamento da pandemia de covid-19 no país e a postura negacionista do chefe do Executivo perante o caos de milhares de mortes, aumento dos casos e falta de estrutura.

Leia mais:   Pesquisa busca contribuir para o registro e preservação das línguas indígenas brasileiras

De acordo com a Folha de São Paulo, esse é o pior índice de avaliação do presidente desde o começo de sua gestão, em 2019.

“Estamos aqui na luta por fora Bolsonaro e essa política genocida, que nos mata dia a dia. Que nos deixa morrer de fome”, esbravejou a manifestante.

Essa semana, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) recebeu um novo pedido de impeachment do presidente. Dessa vez, juristas do país exigem dele e do futuro presidente do Legislativo atenção quanto aos pedidos, mediante a postura do presidente durante a pandemia. O requerimento ainda não foi avaliado. Além desse pedido, há outros 61 protocolados na Câmara. A decisão do presidente da Casa determina o início do processo que pode afastar Bolsonaro.

 

Vídeo

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana