Connect with us
 

O clima turbulento pelo qual passa o Inter em razão da fase atual aponta cada dia para um novo episódio. O mais recente foi a depredação de carros dos jogadores após a derrota por 1 a 0 para o Palmeiras no último domingo.

Virou rotina manifestações contra jogadores e direção nas últimas semanas. Xingamentos, faixas, rojões e pedras já fizeram parte do cenário vivido pelos colorados. Nesta quinta-feira, Paulão comentou sobre o ambiente de pressão enfrentado pelos comandados de Paulo Roberto Falcão. Inconformado, o capitão desaprovou os atos de violência, principalmente por entender que, apesar da sequência negativa de sete partidas sem vitórias – com cinco derrotas consecutivas e apenas um ponto conquistado em 21 possíveis -, nunca se faltou dedicação, seja durante treinamentos ou jogos:

Paulão zagueiro Inter (Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com)Paulão lamentou atos de parcela da torcida do Inter (Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com)

– Tenho uma opinião. Se for expor, ela não é favorável, mas sei como ocorre. Violência gera violência. Se você protesta é preciso ter motivos. Se acha que há vagabundo, mercenário, marginal, é preciso estudar a história de cada um. Estamos aqui correndo, faça chuva, sol. Estamos falhando sim, não conseguimos fazer os gols e tomamos. A manifestação será favorável se vier em paz. Não ao arranhar carros, como fizeram com o meu e o de outros. Ninguém tem medo de ninguém aqui. Com educação ouviremos. Ninguém quer ficar nessa situação, não há ninguém de bobeira. A responsabilidade é grande por trabalharmos para milhões de pessoas que precisamos deixar felizes, mas não é com violência. Isso não leva a nada. Se tiver revide, (dirão que) jogador é vagabundo. Isso não é coisa de torcedor. Não acho que seja torcedor quem faça isso.

LEIA MAIS:
> Inter empresta Augusto e Luque
> Nicolás López faz primeiro treino
> Bob aposta em evoluir com Falcão
> Inter freia estreia de Nicolás López
> Inter afunda sem Danilo Fernandes

Após o confronto com o Verdão, a tensão tomou conta do Beira-Rio. Logo após o término, cerca de 100 torcedores se manifestaram em frente ao portão pelo qual os jogadores concedem entrevistas. Além de gritos de ordem, balançavam a mureta e derrubaram uma lixeira. Porém, o ápice do tumulto ocorreu no edifício-garagem. Um contingente menor, de 30 aficionados, aguardava atletas e cúpula para bradar.

Para tentar evitar a confusão, seguranças e até o Batalhão de Operações Especiais (BOE) da Polícia Militar acabaram chamados. Houve confusão, com sangue, cassetetes e gás de pimenta enquanto ocorria as manifestações. No exercício realizado na tarde da última quarta-feira, enquanto Falcão orientava o grupo, rojões e pedras eram arremessadas, além dos cânticos e faixas de contrariedade. O zagueiro voltou a condenar os atos pelo terror que se cria:

 

– O reflexo disso aparece no fim do jogo. Todo mundo vendo se terá  pedrada, foguete. Não levamos para dentro de campo. Eles não são torcedores, mas pessoas que querem aparecer. Mudará o quê? São 10, 15, 20 pessoas. Estamos trabalhando. Em vez de nos apoiarem, estão atrapalhando o trabalho. Alguém acha que, quando estamos em casa, esquecemos tudo? Em casa com minha filha penso no trabalho, na responsabilidade, como o jogo do final de semana. Não será um cuspe, um arranhão, um foguete que nos diminuirá. Só cabe a nós (jogadores) mudar a situação. Não estamos aqui à toa. Precisamos deixar de lado e trabalhar para sair dessa situação complicada.

Atualmente, o Inter está em 11º com 20 pontos, 12 a menos do que  o Palmeiras,  que está  no topo do Brasileirão. O Santos, que fecha o G-4, soma 26, enquanto o Sport, que está em 17º e abre a  zona de rebaixamento, tem 15.

Choque teve que ser acionado para evitar um tumulto no Beira-Rio (Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com)Choque teve que ser acionado para evitar um tumulto no Beira-Rio (Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com)

Confira as notícias do esporte gaúcho em www.globoesporte.com/rs 

Comentários Facebook

Entretenimento

Eclipse lunar traz ‘Lua de sangue’ no domingo (15); saiba mais

Published

on

No próximo domingo (15), acontecerá o primeiro eclipse lunar de 2022. Será um eclipse do tipo total, que ocorre quando a Lua cheia se move para a chamada sombra umbral profunda da Terra (parte mais interna e escura). Isso ocorre porque nosso planeta passa em frente à luz solar enviada para o nosso satélite natural.

De acordo com o astrofísico americano Fred Espenak, conhecido por prever eclipses, como a Lua cheia do dia 15 de maio é a chamada superlua, por estar no perigeu, o ponto mais próximo da Terra, esse eclipse será considerado uma superlua de sangue. O fenômeno, que poderá ser visto em todo o Brasil, ocorre quando a luz do sol passa pela atmosfera terrestre, mas desvia pelos comprimentos de onda para refletir de forma avermelhada na Lua.

Diagrama da sombra do eclipse lunar do dia 15 de maio. (Fonte: NASA/Divulgação.)Fonte:  NASA 

Quando acontecerá o eclipse total da Lua no domingo?

Conforme o perfil Astronomiaum no Twitter, nas cidades com fuso horário de Brasília, o eclipse lunar de domingo terá início às 22h32, e terá o seu ápice na madrugada de segunda-feira (16) à 1h11, com o término ocorrendo às 3h51. Além do Brasil, a Lua de sangue poderá ser vista também nos EUA e Canadá, além de partes da África e Europa.

Diferentemente do eclipse solar, que só é observável em uma área relativamente pequena do mundo, os eclipses lunares podem ser vistos em qualquer lugar no lado noturno da Terra. A sua visualização também é mais segura, pois esses fenômenos não necessitam de nenhum tipo de proteção para os olhos, pois são mais escuros do que a própria lua cheia em si.

Para quem mora em grandes cidades, e não pretende viajar para locais com baixa poluição visual para assistir ao eclipse total da Lua no domingo, será possível visualizá-lo através do canal oficial da NASA do YouTube. O telescópio da agência aeroespacial norte-americana irá iniciar a transmissão das imagens do fenômeno a partir da zero hora do dia 16 de maio, no horário de Brasília.

Para assistir, basta clicar no link acima para definir o lembrete e, na hora marcada, acompanhar os detalhes em alta resolução.

Fonte: https://www.tecmundo.com.br/ciencia/238420-eclipse-lunar-traz-lua-sangue-domingo-15-saiba.htm

Comentários Facebook
Continue Reading

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Published

on

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana