conecte-se conosco


Destaque

Organização veta torcedores do exterior das Olimpíadas de Tóquio

Publicado

Por Redação do ge — Tóquio, Japão

     Uma reunião entre o Comitê Organizador, os Comitês Olímpico Internacional (COI) e Paralímpico Internacional (IPC) e governantes japoneses definiu que torcedores residentes no exterior não serão permitidos nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020. Apenas japoneses e estrangeiros residentes no país poderão adquirir ingressos para acompanhar as competições nas arenas.

     O presidente do COI, Thomas Bach, o presidente do IPC, o brasileiro Andrew Parsons, a presidente do Comitê Organizador, Seiko Hashimoto, a governadora de Tóquio Yuriko Koike e a Ministra Olímpica Tamayo Marukawa participaram da reunião.

     Em coletiva de imprensa concedida na sequência, Hashimoto disse que as partes japonesas apresentaram a decisão a Bach e Parsons, que lamentaram profundamente, mas respeitaram.

     – No momento a situação da Covid no Japão e em muitos outros países é muito desafiadora. Há restrições globais. As partes do lado japonês não poderiam garantir a entrada de torcedores do exterior sem afetar a segurança dos Jogos para os participantes e para o povo japonês. O COI e o IPC mostraram respeito e aceitaram esta conclusão. Estes Jogos serão completamente diferentes dos outros, mas a essência será a mesma, com os atletas dando o melhor e inspirando o mundo – disse Hashimoto.

     A organização disse que só divulgará o impacto financeiro da medida após a definição da capacidade das arenas, que também deve acarretar em devolução de ingressos destinados ao público doméstico. Esta decisão será tomada e anunciada em abril, quando espera-se que a situação da Covid no país esteja melhor.

     – Haverá uma queda de receitas, isso é muito claro. Quando decidirmos na capacidade das venues também haverá um impacto, então ainda estamos no início dessa análise. Quando tivermos a figura geral vamos ter uma noção do impacto total – disse o CEO do Comitê Organizador, Toshiro Muto.

     Com o veto a torcedores do exterior, os atletas não poderão contar com a torcida in loco de familiares. A medida também afeta convidados de patrocinadores, que só poderão entrar no país se estiverem envolvidos de alguma forma na operação do evento.

     – Nos compartilhamos a decepção de todos os entusiastas das Olimpíadas ao redor do mundo, e claro, de parentes e amigos dos atletas que planejavam assistir aos Jogos. Realmente sinto muito. Sabemos que é um enorme sacrifício para todos. Mas dissemos desde o início desta pandemia que sacrifícios seriam necessários. Faremos todo o esforço junto às emissoras de televisão para que os fãs ao redor do mundo consigam ter a experiência olímpica – disse o presidente do COI, Thomas Bach.

     A proibição começou a se desenhar de forma mais concreta no início do mês, diante da prorrogação do estado de emergência de Tóquio e três prefeituras vizinhas até o dia 21 de março. O surgimento de novas variantes do coronavírus no exterior, além da melhora tímida dos índices de contaminação no país e a falta de apoio da população foram determinantes.

     A presidente do Comitê Organizador, Seiko Hashimoto, havia estabelecido o dia 25 de março como data limite para a decisão sobre a presença de público estrangeiro. Apesar da vontade de adiar ao máximo a decisão na expectativa de uma melhora da pandemia, uma definição era necessária para o planejamento da rede hoteleira e de transportes do país.

     Torcedores japoneses ou residentes no Japão também terão que seguir protocolos de comportamento, mantendo distanciamento e evitando gritos e cantos. Em outubro do ano passado, os organizadores realizaram uma série de testes de medidas anti-Covid que podem ser implementadas para controle dos espectadores durante os Jogos.

     Chamaram atenção as diferentes tecnologias usadas para monitorar a temperatura corporal, desde o termômetro sem contato e câmeras termográficas a uma espécie de adesivo com cristais líquidos. Para minimizar aglomerações também havia adesivos colados no chão para controlar distanciamento social e pedidos para que os espectadores levassem às arenas apenas o indispensável. Com bolsas e mochilas menores o controle de segurança era mais ágil, e assim as filas tinham um fluxo melhor.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Jovem de 18 anos morre durante racha de moto em Poconé

Publicado

Da Redação

     Um jovem de 18 anos, identificado como José Flávio Germano dos Santos Lira, morreu durante racha entre motocicletas, na manhã de domingo (28), no distrito de Chumbo, em Poconé (104 km ao sul de Cuiabá).

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgencia (Samu) acionou a Polícia Militar, relatando que havia uma vítima no local.

Conforme testemunhas, o jovem estava disputando racha com uma motocicleta na MT-451, conhecida como rodovia Adalto Leite. Porém, ele perdeu o controle da direção e acabou caindo fora da pista.

Por conta da velocidade, José não resistiu e morreu na hora. Uma enfermeira do Samu constatou o óbito. A Polícia Civil apura o caso.

Comentários Facebook
Leia mais:   Novembro Azul: Hospital São Luiz promove palestra educativa sobre saúde do homem
Continue lendo

Cáceres e Região

Instituto Cometa e parceiros realizam plantio de mudas de árvores nativas nas margens do rio Paraguai

Publicado

Assessoria

O Instituto Cometa e parceiros através do Projeto Florestar, realizam ontem 25/11, a plantação de mudas nas margens do rio Paraguai, principalmente nas áreas afetadas pelas queimadas, e doação de mudas para as comunidades ribeirinhas. foram realizada o plantio de 800 mudas.

Estiveram presentes participando das ações de recuperação das matas ciliares e ações de educação ambiental para 20 alunos das escolas municipais Tancredo Neves e Escola Duque de Caxias.

Contamos com a parceria da Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil, da Secretaria de Meio Ambiente do Município, Secretaria Municipal Educação, que deram todo o suporte para a concretização da ação.
Foi possível contar com o apoio de voluntários do grupo cometa, monitores e estagiários do curso de Biologia da Unemat.

O apoio dos parceiros foi muito importante para a realização das atividades e ter um resultado gratificante, foram plantadas ao todo 800 mudas, sendo elas de ipê roxo, ipê Branco, genipapo, Jacarandá mimoso e aroeira.

Comentários Facebook
Leia mais:   Quatro suspeitos de tráfico de entorpecentes são presos na zona rural de Cáceres
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana