conecte-se conosco


Destaque

Oficiais colombianos e rondonienses conhecem estrutura do Gefron

Publicado

Sesp – MT

O modelo de combate aos crimes de tráfico de drogas e roubo de veículos nas regiões fronteiriças de Mato Grosso tem chamado a atenção de outros estados e até mesmo de outros países. Oficiais da Polícia Nacional da Colômbia e da Polícia Militar de Rondônia estiveram, nesta terça-feira (24.11), na base do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), em Porto Esperidião (374 km ao Oeste de Cuiabá), para conhecer a estrutura da unidade.

Na oportunidade, os oficiais foram recebidos pelo secretário adjunto de Integração Operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), coronel PM Victor Fortes, que também tem acompanhado a agenda dos militares colombianos ao longo da semana. Além disso, o coordenador do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, fez uma breve apresentação da unidade e alguns resultados obtidos neste ano.

Somente de janeiro a outubro de 2020, o Gefron atendeu 272 ocorrências. Entre as apreensões, destaque para os entorpecentes, totalizando 13,1 toneladas. Além disso, o grupo também conseguiu apreender ou recuperar 267 veículos roubados ou utilizados para o crime, 11 aeronaves, 53 armas, totalizando um prejuízo ao crime de aproximadamente R$ 262 milhões.

Os oficiais das polícias também tiveram a oportunidade de sobrevoar a região de fronteira nos postos do Limão, do Avião Caído e a região do Corixa. O voo foi realizado pelo Centro de Integração de Operações Aéreas (Ciopaer), que também participou da visita.

Leia mais:   Otimistas, quilombolas da comunidade de Pita Canudos acreditam que reassumem a terra neste ano

Presentes em Mato Grosso desde o último domingo (23.11), os oficiais da Polícia Nacional da Colômbia, tenente-coronel Marco Antônio Pulido Segura e major Gustavo Aldolfo Cortes Moya, já estiveram na sede da Sesp-MT, onde foram recebidos pelo secretário Alexandre Bustamante e puderam conhecer a estrutura tecnológica empregada no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), além de conhecerem o Comando Geral da Polícia Militar (PM-MT) e a Diretoria Geral da Polícia Civil (PJC-MT).

O objetivo da vinda dos oficiais do país vizinho é, além de promover o intercâmbio de informações e conhecimento acerca da segurança pública, em especial de combate ao narcotráfico, a participação no III Encontro do Sistema de Justiça Criminal de Mato Grosso, que ocorrerá nos dias 26 e 27 de novembro, por iniciativa do Poder Judiciário.

Batalhão de Fronteira e Divisas

Os três oficiais da Polícia Militar de Rondônia, coronel PM Odinelson Braga, major PM Glauber Souto e capitão PM Jairo Carneiro, aproveitaram a visita para estreitar a relação com os militares do Gefron.

Leia mais:   Dezesseis municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19 em MT

De acordo com o capitão Jairo, que é comandante do Batalhão de Polícia de Fronteira e Divisas do estado vizinho, o Gefron de Mato Grosso é referência para outros estados. E é justamente o conhecimento adquirido ao longo destes anos que Jairo quer levar para o recém-criado Batalhão de Fronteira de Rondônia.

“O Batalhão de Fronteira da Polícia Militar de Rondônia foi criado em 21 de novembro de 2019, então completamos um ano de criação e viemos até Mato Grosso para integrar, copiar a expertise e a questão operacional administrativa que o Gefron tem há 18 anos. Nosso batalhão hoje está hoje com 32 policiais, atuando no combate aos crimes transfronteiriços, entre eles tráfico de drogas, armas, veículos roubados, contrabando, descaminho, entre outros”, contou o oficial.

A principal diferença entre as fronteiras de Mato Grosso e de Rondônia é que o segundo possui mais de 1.300 quilômetros de fronteira molhada, o que exige um preparo específico para atuação e combate aos crimes. Os três oficiais ainda seguirão para Cuiabá nos próximos dias, onde conhecerão a sede da Polícia Ambiental.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Motoristas de ônibus escolares da prefeitura de Cáceres ganham na justiça o direito de receber Adicional de Periculosidade e de Insalubridade

Publicado

Assessoria

Depois de muito lutar com a gestão passada, os Guardas Municipais de Cáceres e os Motoristas de Ônibus Escolares começaram a ver o resultado de suas ações na justiça, com as primeiras implementações do Adicional de Periculosidade e de Insalubridade, que acarretará o aumento de 30% por cento no salário base da categoria dos guardas e de 20% para os motoristas.

Alguns motoristas e guardas municipais começaram, já este mês, a receber o adicional devido, e que nunca foi pago pela administração municipal nas gestões anteriores. A implementação dos adicionais tem se dado via processo judicial, após julgamentos de 1ª e 2ª Instância.

Nas ações ajuizadas pelos Guardas e pelos Motoristas, que são representados na justiça pelo Escritório Curvo e Pizzatto Advogados, os servidores pedem a implementação do adicional de 30% e 20% nos salários, que já tem sido realizada nos casos vencedores, mais o retroativo dos últimos cinco anos.

A justiça em Cáceres já confirmou o direito das categorias ao adicional e ao retroativo. A prefeitura recorreu dos casos, e agora a 2ª instância da justiça tem indeferido os recursos da prefeitura e garantido o direito dos profissionais, que há anos esperam pela melhoria salarial.

Leia mais:   Prefeitura concede Selo da Agricultura Familiar

Procurados pelo Jornal Oeste, os Advogados que representam os guardas disseram que a expectativa é de que a Justiça confirme todos os casos, e que até fim do ano a Prefeitura faça a implementação dos adicionais para quem ajuizou a medida.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Em Cáceres, Marinha abre 15 vaga no Curso de Formação para Aquaviários

Publicado

Assessoria
Visando contemplar ao cidadão cacerense a oportunidade de capacitação para marinheiro fluvial e conhecimento de convés e máquinas, a Agência Fluvial de Cáceres, abre em fevereiro as inscrições para o Curso de Formação de Aquaviários MARINHEIRO FLUVIAL AUXILIAR DE CONVÉS E DE MÁQUINAS – NÍVEL 1 (CFAQ-MAFC/MAFM).

Para se inscrever, homens e mulheres devem ter no mínimo 18 anos completos, ser brasileiro, possuir escolaridade inferior ao 6º ano do Ensino fundamental e estar em dia com as obrigações militares e eleitorais.

De acordo com o Comandante da Agência em Cáceres, capitão tenente Estanislau Geraldo de Carvalho, o cidadão capacitado como Aquaviário, tem maior possibilidade de ingressar no mercado de trabalho, principalmente nesta região onde o turismo é um dos pontos fortes da economia e com os rios sempre atrativos para a pesca.

Com carga horária de 50 h/a e com início previsto para o mês de abril, a Agência Fluvial de Cáceres disponibiliza de 15 vagas. O período de inscrições inicia em 04 de fevereiro até 08 de março.

O seletivo consta apenas de teste de suficiência física, com prova de natação na distância de 25 metros (sem limite de tempo) e permanência de flutuação sem qualquer auxílio e com duração de dez minutos. Para a realização do teste, os candidatos deverão apresentar atestado médico, emitido há menos de um ano, que comprove bom estado de saúde física, mental, visual e auditivas.

Leia mais:   100 % de coleta seletiva, meta da Prefeita Eliene

Diante do quadro do Coronavírus, o 1º Sg-Et Márcio Rogério dos Santos Ferreira, encarregado do Ensino Profissional Marítimo, informa aos interessados que agendem atendimento, pelos telefones (65) 3223-2722 e 3223-1416, medida adotada para que não ocorra aglomerações.  Sargento Marcio ressalta que o candidato no ato da inscrição deverá apresentar documento que comprove a escolaridade exigida; RG, CPF, comprovante de residência, foto 3×4, ficha de inscrição preenchida e comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 8,00.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana