conecte-se conosco


Economia

Karateca de Rondonópolis se prepara para o Estadual na cidade de Sinop/MT

Publicado

Depois de disputar a fase classificatória do Campeonato Brasileiro de Karate, realizado de 5 a 7 deste mês, em Trindade (GO), o atleta Paul Silva, se prepara para mais dois compromissos. No mês de julho, o karateca competirá no Estadual da modalidade, que ocorrerá em Sinop, e ainda tem a fase final do Brasileiro, previsto para o mês de outubro, em São Paulo.
Na etapa de classificação do torneio nacional que terminou no sábado passado (7), Paul Silva ficou em terceiro lugar na modalidade kata (demonstração de golpes) em equipe, pela categoria sênior, que reuniu atletas a partir dos 18 anos de idade. O atleta de 20 anos competiu nessa classe junto de mais dois rondonopolitanos, Herick Souza, de 22 anos, e Marcio Ziriani, de 26 anos.
Paul ganhou ainda medalha de bronze na categoria Sub-21 (atletas de 18 a 21 anos de idade) do kumite (luta entre oponentes), também em equipe formada pelo rondonopolitano, mais dois atletas de Cuiabá e por mais dois karatecas de Sinop. O Karateca destaca o apoio que vem recebendo da Vabenne e do Planu’s Contábil.

Leia mais:   Centro-oeste é a região com a gasolina mais cara do país

Fonte: Atribuna/MT

Comentários Facebook

Destaque

Auxílio emergencial deve ser de até quatro parcelas de R$ 250

Publicado

Assessoria GD

Pelo desenho da equipe econômica, o novo auxílio emergencial será de até quatro parcelas de R$ 200. O governo, no entanto, já prevê pressão no Congresso para elevar o valor, que poderia chegar até quatro parcelas de R$ 250 para 40 milhões de brasileiros.

Se o valor do auxílio ficar em R$ 200 por quatro meses o custo total será de R$ 32 bilhões e se for a R$ 250 o custo será de R$ 40 bi. O valor será bancado com recursos do Bolsa Família, parte do contingente dos 40 milhões está inscrita no programa, e da possibilidade de endividamento de mais R$ 30 bilhões, abertos pelo texto da PEC Fiscal que tramita no Congresso.

A votação da PEC está prevista para esta quinta (25) no Senado e depois segue para a Câmara dos Deputados. O novo auxílio deve ser criado via medida provisória após a promulgação da PEC, que além de abrir espaço fiscal, permitindo que gastos em caso de calamidade possam ficar fora do teto, prevê medidas para não aumentar muito o endividamento do País, como congelamento de salários de servidores e a não obrigação do reajuste do salário mínimo.

Comentários Facebook
Leia mais:   Centro-oeste é a região com a gasolina mais cara do país
Continue lendo

Destaque

Governo lança edital para fomentar pesquisa em micro e pequenas empresas de MT

Publicado

Famepat/Secom – MT

O governador Mauro Mendes assinou nesta segunda-feira (22.02) o edital de lançamento do programa Tecnova II-MT, em parceria com o Governo Federal, com investimentos de R$ 4,2 milhões para fomento à pesquisa por micro e pequenas empresas.

O programa será coordenado pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat) e tem o objetivo de possibilitar que as micro e pequenas empresas desenvolvam produtos ou processos inovadores com temas voltados ao agronegócio, tecnologia da informação e comunicação (TIC), metalomecânica, reaproveitamento, química, construção civil, bioeconomia, energia.

“Queremos que as micro e pequenas empresas possam se qualificar e entrar nesse ambiente de inovação, buscando novas alternativas para velhos problemas. Pois é a partir da inovação que é possível fazer uma transformação na realidade dessas empresas no Estado de Mato Grosso”, afirmou o governador.

As propostas serão objeto de seleção pública e cada empresa selecionada poderá receber valores com limite de R$ 100 mil a R$ 200 mil, com contrapartida de 5% do valor da proposta.

Leia mais:   Alta de combustíveis e energia vai pesar no bolso nos próximos meses

O presidente da Fapemat, Marcos de Sá, acredita que esta é uma estratégia para micro e pequenas empresas se reinventarem.

“O fomento à inovação é uma das principais ações da Fapemat e, por isso, apostamos neste programa que irá introduzir novos produtos e processos no mercado ou agregará melhorias nos já existentes em tempos de pandemia. Assim, haverá geração de emprego, distribuição de renda, inclusão social, redução da informalidade e fortalecimento da economia”, finalizou ele.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana