conecte-se conosco


Cáceres e Região

Jovens turistas gaúchos se dizem encantados com a Dolina da Água Milagrosa e prometem voltar

Publicado

Completam uma semana em Mato Grosso um grupo de turistas da Serra Gaúcha, mais precisamente de Caxias do Sul: Bruna (designer gráfico), o namorado Jeison (representante comercial), Gabriela (corretora de seguros) e o namorado Keko (mecânico de motos), eles vieram conhecer pela primeira vez as belezas naturais desta parte do Brasil.

E, se dizem “encantados” com tanta beleza. Os jovens, que anualmente escolhem um destino para conhecer, já conheceram a mística Chapada dos Guimarães parcialmente. O mau tempo verificado na semana passada prejudicou o passeio. Ainda assim ficaram impressionados com a Cachoeira Véu da Noiva e os paredões.

Estiveram em Nobres conhecendo as belezas do Aquário Encantado, Lagoa das Araras onde contemplaram a pousada de inúmeras araras ao anoitecer. Praticaram boia cross, tirolesa, e ainda conheceram a Caverna de Pedra.

Até que na quarta-feira passada desembarcaram em Cáceres, justamente no dia de abertura do 35º. Festival Internacional de Pesca. Na cidade foram recepcionados pela tia Ana Luiza, professora aposentada e pela prima Marcela Michelon, turismóloga e o esposo Maicon.

O grupo não perdeu tempo. No dia seguinte seus integrantes já foram conhecer a Dolina da Água Milagrosa, e, se impressionaram com a beleza do lugar.

Leia mais:   Sema de Barra do Garças apreende mais de 50 redes de pesca no Rio Araguaia

“Afirmo com toda convicção, trata-se de um dos lugares mais lindos que conheci”, exclama Bruna, ela que revela conhecer lugares sensacionais e paradisíacos como o Caribe, Cancun, Ilha de Malta, Veneza e outros mas ficou simplesmente “maravilhada” com a dolina.

“Mergulhar ali foi como experimentar uma paz jamais sentida e inexplicável”, observa Jeison.

O amigo Keko também compartilha na inigualável sensação que segundo ele experimentou ao descer as límpidas e águas azuis do lugar. Gabriela só reforça o que os amigos sentiram: “Nossa! Eu nunca vi tanta beleza num só lugar”, é “fantástico”, segundo ela.

Além de conhecer a dolina, os turistas do Sul passearam de barco pelo Rio Paraguai, conheceram o sisudo tuiuiú, viram uma sucuri que inicialmente imaginaram ser um jacaré nadando. O réptil não apareceu nesse dia, pois segundo o piloteiro que os acompanhava, “o dia frio manteve o bicho na água, ao contrário quando a temperatura esquenta e ele aproveita pra tomar banho de sol”.

Apreciaram um verdadeiro “mar de vitória-régia” e conheceram inúmeros pássaros que “lá pelas bandas do Sul nós não temos”, ressalta Bruna.

Leia mais:   Juizado Especial Itinerante vai estar atendendo à população cacerense de 02 a 10 de dezembro

Os visitantes também estiveram conhecendo a maior criação de jacarés em cativeiro, a Cocrijapan. Ali viram o “Maguila” um dos mais velhos do criame, foram informados que já completou quinze anos.

Passearam pelo Centro Histórico de Cáceres, se impressionaram com o estilo arquitetônico dos imóveis, que segundo Jeison, poderiam ser melhor cuidados.

Comeram peixe frito, assado, ensopado, banana frita, farofa. “Culinária muito boa. Comi muita banana frita, achei uma delícia”, dispara Bruna.

Todos são unânimes em citar a reciprocidade do cacerense como um fator extraordinário e que outros lugares deveriam seguir o mesmo. Observaram também que não é só a pesca que é o carro chefe do turismo local como se imagina mas inúmeras outras maravilhas que merecem uma divulgação com a mesma relevância. “Com certeza adoramos. Nós vamos voltar”.

Antonio Costa

Da Redação

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Governador avalia ‘vetar’ festas de ano novo e Carnaval em cidades de MT

Publicado

A Gazeta

Governador Mauro Mendes (DEM) não descarta decretar novas medidas restritivas para evitar aglomerações no Réveillon e no Carnaval em Mato Grosso. O assunto começou a ser repensado por autoridades de todo país com a disseminação da nova cepa da covid-19, dominada de variante ômicron.

Ao ser questionado sobre o assunto na manhã de quarta-feira (1º), Mendes disse que vai avaliar a situação com a equipe técnica da da Saúde.

“Nós estamos estudando isso, existem muitos rumores no país e no mundo de que algo diferente parece estar acontecendo. Graças a Deus no Brasil muitas pessoas se vacinaram enquanto existe um grupo que reluta em acreditar no imunizante. A maioria das mortes são de pessoas que tem outras doenças ou que não se vacinaram”, disse durante o almoço de para apresentação do balanço do terceiro ano de gestão.

Com a quarta onda de coronavírus na Europa e o avanço da variante ômicron, governos têm cancelado festas de Réveillon pelo Brasil. Salvador, Fortaleza, Florianópolis, João Pessoa e Belo Horizonte são exemplos de cidades que cancelaram eventos públicos de ano novo.

Leia mais:   Prefeitura zera demanda reprimida de exames de mamografia em Cáceres

Durante a manhã, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) também anunciou a suspensão das festividades de fim de ano e do carnaval do ano que vem. Diante do atual cenário, o chefe do Executivo reiterou que o assunto precisa ser pensado com responsabilidade.

Ele também deixou claro que qualquer medida será orientava, ou seja, cada prefeito poderá decidir se adotará ou não. “Eu vou ouvir nossa área técnica de Brasil aquilo que ciência está recomendando e vai ser assim que vamos dar uma orientação aos prefeitos. Caberá aos gestores de cada cidade tomarem essas decisões”, finalizou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

MT não registra mortes por covid nas últimas 24 horas, diz SES

Publicado

A Gazeta

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) não notificou novas mortes pela covid-19 em Mato Grosso nas últimas 24 horas. Porém, dados divulgados pela pasta na quarta-feira (1) mostram que há 1.303 pessoas em isolamento domiciliar por conta da doença.

Com a atualização, Mato Grosso passou a contabilizar 553.025 contágios, dos quais em 537.230 casos as pessoas infectadas se recuperaram da doença. Contudo, outras 14.011 pessoas não resistiram ao vírus e morreram.

Hoje, a taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) é de 23,03%. O mesmo índice relativo às enfermarias está na casa dos 5%. Ambas as taxas têm apresentado queda ao longo dos últimos meses.

As cidades com mais casos são: Cuiabá (114.322), Várzea Grande (41.902), Rondonópolis (38.524), Sinop (26.819), Sorriso (18.600), Tangará da Serra (17.870), Lucas do Rio Verde (15.779), Primavera do Leste (14.867), Cáceres (12.016) e Alta Floresta (11.356).

Até terça-feira (30), o governo federal confirmou o total de 22.094.459 casos da covid-19 no Brasil e 614.681 óbitos oriundos da doença. Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quarta-feira.

Comentários Facebook
Leia mais:   Fiscais do Indea vão percorrer 57 propriedades de MT em ações de vigilância
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana