Connect with us
Sem Jean, Cuca escalou Fabiano na direita e manteve formação dos últimos jogos  (Foto: GloboEsporte.com)Sem Jean, Cuca escalou Fabiano na lateral direita do Palmeiras e manteve formação dos últimos jogos

Aquele Palmeiras envolvente, com velocidade, intensidade e triangulações
diversas no ataque não entrou em campo no último sábado, no Mineirão, para enfrentar o Cruzeiro, pela 11ª rodada do Brasileirão. Cuca definiu apenas como um ?dia atípico?, mas a equipe
comandada por ele esteve irreconhecível.
Resultado justo: derrota por 2 a 1, que serve de
alerta e, principalmente, para a equipe coloque os pés no chão.

VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

O Palmeiras sentiu falta de Jean, poupado por causa do desgaste, e perdeu força pela
direita ? Roger Guedes consequentemente também sumiu. A aposta foi Fabiano, que
decepcionou na lateral. A marcação mais leve no meio-campo, com Tchê Tchê e
Moisés, não foi suficiente diante de um inspirado Arrascaeta. Cleiton Xavier
esteve apagado.

Pouca
coisa deu certo. Pouca coisa permaneceu em relação aos últimos jogos. Entre
elas, o gol logo início: aos 10 minutos, Dudu aproveitou a falha de Bruno
Rodrigo, saiu nas costas da zaga, invadiu a área e rolou para Gabriel Jesus
abrir o placar para o Palmeiras (veja o lance do gol).

 

Depois
disso apenas o Cruzeiro jogou. A resposta veio rápida. Sem se abater com o gol,
a equipe mineira foi buscar o empate quatro minutos mais tarde: Bryan levantou
a bola na área, Arrascaeta ganhou pelo alto e encontrou Willian livre na
pequena área. O atacante só escorou para o fundo do gol (veja o vídeo).

 

Arrascaeta,
aliás, foi o nome do jogo. Livre, pois Tchê Tchê deu muito espaço, caiu às costas dos laterais Fabiano
e Egídio, teve espaço para servir seus companheiros. Já aos 18, iniciou a
jogada que terminaria com uma inacreditável chance perdida por Henrique (veja o
lance
).

 

O Palmeiras recuou. Com o trio de velocidade na
frente, apostou nas escapadas em contra-ataque e até levou perigo ao gol de
Fábio. O problema era no meio-campo. Desde os primeiros minutos, Paulo Bento
adiantou a marcação do Cruzeiro, obrigando Moisés e Tchê Tchê a jogarem quase
na linha dos zagueiros na saída de bola. Cleiton Xavier ficou isolado e sumiu. 

Mesmo com as três mudanças, Palmeiras seguiu desorganizado em campo e foi anulado pelo Cruzeiro (Foto: GloboEsporte.com)Mesmo com as três mudanças, Palmeiras seguiu desorganizado ao longo do segundo tempo e foi anulado pelo Cruzeiro

Cuca
mexeu no intervalo. Para dar força ao setor, colocou o volante Thiago Santos na
vaga de Egídio, deslocando Tchê Tchê para lateral esquerda (formação acima). Antes mesmo que a
substituição pudesse surtir efeito, o Verdão mostrou que não voltaria mais
ligado para o segundo tempo.

Aos dois minutos da etapa complementar, Alisson recebeu na ponta esquerda,
passou por Fabiano com extrema facilidade e cruzou para Willian desviar de
cabeça para as redes (veja o segundo gol). Estava claro: era preciso mudar mais
para evitar a derrota.

 

A
aposta de Cuca foi em Luan atacando pela esquerda. Cleiton Xavier foi sacado da
equipe, deixando Dudu como o responsável pela armação. Gabriel Jesus seguiu
centralizado, enquanto Roger Guedes foi mantido pela direita. Ainda não foi o
bastante. Intenso, o Cruzeiro amassou o Palmeiras nos minutos seguintes e por
pouco não fez mais.

Arrascaeta
seguia inspirado. Alisson teve a chance de ampliar, mas o chute por cobertura
saiu por cima do gol. Willian parou em Fernando Prass. Até quando o goleiro
palmeirense se complicou em bola recuada, faltou pontaria ao ataque cruzeirense
(veja o vídeo).

 

A
última cartada de Cuca, também sem sucesso, foi colocar Cristaldo no lugar de Róger
Guedes. Nem mesmo o talismã argentino deu resultado. Já no fim, os palmeirenses reclamaram de um suposto pênalti em Edu Dracena, mas o pedido não foi atendido pela arbitragem (veja o lance).

 

Após o jogo, Cuca reclamou
da ?falta de briga? de seus comandados em campo. Foi nítido: os cruzeirenses
disputavam cada bola como se fosse o lance mais importante do jogo. A
derrota em Belo Horizonte serve de alerta. O time apontado como um dos
principais candidatos ao título não é imbatível. Em alguns dias, o
carrossel não gira tão bem. 

Comentários Facebook

Entretenimento

Eclipse lunar traz ‘Lua de sangue’ no domingo (15); saiba mais

Published

on

No próximo domingo (15), acontecerá o primeiro eclipse lunar de 2022. Será um eclipse do tipo total, que ocorre quando a Lua cheia se move para a chamada sombra umbral profunda da Terra (parte mais interna e escura). Isso ocorre porque nosso planeta passa em frente à luz solar enviada para o nosso satélite natural.

De acordo com o astrofísico americano Fred Espenak, conhecido por prever eclipses, como a Lua cheia do dia 15 de maio é a chamada superlua, por estar no perigeu, o ponto mais próximo da Terra, esse eclipse será considerado uma superlua de sangue. O fenômeno, que poderá ser visto em todo o Brasil, ocorre quando a luz do sol passa pela atmosfera terrestre, mas desvia pelos comprimentos de onda para refletir de forma avermelhada na Lua.

Diagrama da sombra do eclipse lunar do dia 15 de maio. (Fonte: NASA/Divulgação.)Fonte:  NASA 

Quando acontecerá o eclipse total da Lua no domingo?

Conforme o perfil Astronomiaum no Twitter, nas cidades com fuso horário de Brasília, o eclipse lunar de domingo terá início às 22h32, e terá o seu ápice na madrugada de segunda-feira (16) à 1h11, com o término ocorrendo às 3h51. Além do Brasil, a Lua de sangue poderá ser vista também nos EUA e Canadá, além de partes da África e Europa.

Diferentemente do eclipse solar, que só é observável em uma área relativamente pequena do mundo, os eclipses lunares podem ser vistos em qualquer lugar no lado noturno da Terra. A sua visualização também é mais segura, pois esses fenômenos não necessitam de nenhum tipo de proteção para os olhos, pois são mais escuros do que a própria lua cheia em si.

Para quem mora em grandes cidades, e não pretende viajar para locais com baixa poluição visual para assistir ao eclipse total da Lua no domingo, será possível visualizá-lo através do canal oficial da NASA do YouTube. O telescópio da agência aeroespacial norte-americana irá iniciar a transmissão das imagens do fenômeno a partir da zero hora do dia 16 de maio, no horário de Brasília.

Para assistir, basta clicar no link acima para definir o lembrete e, na hora marcada, acompanhar os detalhes em alta resolução.

Fonte: https://www.tecmundo.com.br/ciencia/238420-eclipse-lunar-traz-lua-sangue-domingo-15-saiba.htm

Comentários Facebook
Continue Reading

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Published

on

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana