Connect with us

Por Assessoria

   O Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) capacitou cerca de 500 alunos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e Polícia Civil de Rondônia, em 2021. Foram ministradas 1.805 horas/aulas de cursos e instruções, com destaque para o Estágio de Adaptação à Ambiente de Fronteira (EAFRON), realizado cinco vezes no ano passado.

Para o coordenador do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, apesar da pandemia, o ano de 2021 superou as expectativas quanto à quantidade de cursos ministrados. “Somamos um número bastante expressivo, o que  mostra nosso preparo para atuar no combate aos diferentes crimes comuns na região de fronteira, além de demonstrar toda experiência adquirida e que está sendo vista como modelo para outras instituições e estados brasileiros”.

Entre os campos de conhecimento compartilhados pelo Gefron estão: o 4º Curso de Policiamento de Fronteira (CPFron), o 2º Curso de Patrulha de Interdição de Fronteira, as instruções de tiro de combate, de patrulhamento rural e abordagem policial e uma palestra ministrada para a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul.

Leia mais:   PÉ DIREITO - Irajá Lacerda inicia campanha com apoio maciço em todas as regiões de Mato Grosso

Nas cinco edições do EAFRON, que somaram 480 horas/aulas, houve a participação de policiais militares dos Comandos Regionais de Vila Rica e Peixoto de Azevedo, que durante treinamento de adaptação, tiveram a oportunidade de conhecer a rotina operacional de policiamento de fronteira. Nesse treinamento, o Gefron realizou o 1º Curso de Operações Táticas a policiais civis do Estado de Rondônia, que passaram pelo estágio de 96 horas/aulas.

Além disso, um grupo de policiais do Batalhão de Policiamento Militar de Proteção Ambiental também passou pela formação durante o 4º Curso de Policiamento Ambiental. Em 2021, os novos operadores que passaram a compor a tropa do Gefron participaram de 754 horas/aulas no 4º Curso de Policiamento de Fronteira (CPFRON).

Os policiais também participaram do 2° Curso de Patrulha de Interdição de Fronteira (CPIFRON), que orientou sobre o enfrentamento ao tráfico de drogas na modalidade a pé.

Treinamento contínuo

Como parte do ciclo permanente de aperfeiçoamento de conhecimento, os operadores do Gefron aprimoraram suas experiências de policiamento de fronteira durante 192 horas/aulas, em cinco edições da Instruções de Nivelamento e Aperfeiçoamento do Conhecimento (Inac). Este módulo é realizado todos os anos, a fim de aperfeiçoar os serviços de combate aos crimes comuns na região de fronteira com a Bolívia.

Leia mais:   Novidade: Atacado Pantanal inaugura padaria

Outros cursos

O Gefron ainda ministrou os seguintes cursos:  Instrução de tiro de combate em ambiente rural, durante o 6º Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais do Corpo de Bombeiros Militar; Instrução de patrulhamento rural no 8º Curso de Operações da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam); Instrução de abordagem policial ao Batalhão da PM de Sinop e palestra ministrada à PM de Mato Grosso do Sul.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Polícia Civil cumpre mandados para apurar crime de agiotagem cometido por policial em Cáceres

Published

on

Da Redação

A Polícia Civil, por meio da Corregedoria-Geral, deflagrou na manhã desta quinta-feira (18), no município de Cáceres, a Operação Loan Shark, para cumprimento de mandados de busca e apreensão domiciliar, medidas cautelares diversas de prisão e arresto de bens.

A operação apura crimes praticados por um investigador lotado no município e tem como base investigações em trâmite em inquérito policial instaurado na Corregedoria. São cumpridos dois mandados de busca e apreensão, três medidas cautelares diversas da prisão e arresto de veículos e dinheiro.

As ordens judiciais foram deferidas em decorrência de inquérito policial em trâmite na Corregedoria, para apurar os crimes de usura, lesão corporal, ameaça, exercício arbitrário das próprias razões, praticados por um investigador lotado no município. O nome da operação Loan Shark significa agiota, atividade pela qual o policial é investigado.

Comentários Facebook
Leia mais:   Mais de 9 mil candidatos disputam uma vaga de deputado federal
Continue Reading

Cáceres e Região

Assaltante morre durante confronto com policiais militares em Salto do Céu

Published

on

Gazeta

Assaltante, que não teve o nome revelado, morreu durante confronto com policiais militares, na quarta-feira (18), na cidade de Salto do Céu. O fato ocorreu depois que o criminoso, acompanhado de um comparsa, roubou uma farmácia na cidade. Durante o crime, o proprietário do estabelecimento foi agredido pela dupla. O segundo bandido foi preso.

A Polícia Militar informou que a dupla invadiu o estabelecimento e rendeu o empresário e funcionários. Na sequência, os bandidos agrediram o dono do estabelecimento. Na ação criminosa, os ladrões recolheram dinheiro e objetos de valor e fugiram em uma caminhonete Chevrolet S-10.

Após o crime, policiais militares foram acionados e fizeram blitz na região com o objetivo de localizar os ladrões. Durante as buscas, os agentes viram os criminosos na MT-339 e iniciaram uma perseguição.  Ao perceberem que os policiais estavam se aproximando, os criminosos atiraram na direção dos militares, que revidaram a ação criminosa. Na troca de tiros, um dos bandidos foi atingido no tórax.

Ele chegou a ser levado ao Hospital Municipal Rio Branco, mas não resistiu ao ferimento e morreu logo depois de dar entrada na unidade de saúde. Já o outro bandido foi preso. O homem foi levado à delegacia para procedimentos. Já o corpo do comparsa dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para procedimentos. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Leia mais:   Mais de 9 mil candidatos disputam uma vaga de deputado federal

Vítima recebe atendimento

O empresário que foi agredido pelos ladrões foi encaminhado para um hospital da região para receber atendimento médico. Ele não corre risco de morte.

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana