Connect with us

Gazeta

Eracy de Campos, 71, foi encontrada morta dentro do quarto da sua casa, em um conjunto habitacional, no bairro Aeroporto, em Várzea Grande, na manhã desta quinta-feira (26). O principal suspeito do crime é o filho dela, de 33 anos, que fugiu assim que os moradores suspeitaram que algo estava estranho no local.

De acordo com as informações a Polícia Militar foi acionada por volta das 9h para atender a ocorrência. Uma testemunha contou que há alguns dias vem sentindo um forte odor vindo do apartamento da vítima e que decidiu ir falar com o filho dela.

Hoje, ao conversar com o suspeito, ele disse que a mãe tinha viajado para Cáceres. Depois, ao tentar verificar o apartamento, com um dos funcionários do local, percebeu que o cheiro ficava ainda mais forte no hall do apartamento.

Mas, o suspeito não autorizou a entrada dela. Depois, ele teria trancado o apartamento e desceu para ir embora, mas foi impedido pelo porteiro. Moradores acionaram a Polícia Militar, mas o filho, assim que flagrou um morador saindo de carro, aproveitou para fugir pelo portão da garagem.

Leia mais:   Professores de greve em Cáceres realizam nesta sexta-feira o Dia do Luto

Porta arrombada

A PM chegou no prédio e com autorização da síndica, arrombou a porta do apartamento em que o suspeito mora com a mãe. Para a surpresa dos vizinhos, Eracy foi encontrada morta na cama, já em estágio de decomposição.

O local foi isolado para os trabalhos da Polícia Civil e Perícia Oficial. O corpo de Eracy foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e passará por exames.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Prefeitura anuncia inscrições para os jogos de praia do 39º FIPE

Published

on

Por – Esdras Crepaldi

A Praia do Daveron é um lugar especial da Baia de Cáceres. Um dos cartões de visita da cidade, local de lazer muito frequentado pela população cacerense. Banhos, pescarias, atividades físicas e jogos, fazem parte do cotidiano deste maravilhoso complexo.

Todos os anos, os jogos de praia, inseridos na programação oficial do Festival Internacional de Pesca Esportiva, acontecem ali e movimentam ainda mais o FIPE. Com um colorido todo especial, atletas e banhistas se misturam e lotam as areias da praia.

Este ano, mais uma vez, a Secretaria de Esportes, parceira do Festival, preparou uma grande programação esportiva para o espaço.

O Coordenador de Esportes Cristiano Neves, anunciou que a partir desta terça-feira, 28/06, as inscrições para as modalidades de vôlei de praia, hand beach, futebol de areia e beach tênis masculino e feminino, e futevôlei masculino e misto, podem ser feitas na sede da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, na Prefeitura de Cáceres.

“Façam suas inscrições, teremos premiações em dinheiro, troféus e medalhas”, incentivou Cristiano.

Leia mais:   Professores de greve em Cáceres realizam nesta sexta-feira o Dia do Luto

Já o secretário de Turismo, Cláudio Henrique Donatoni, disse que os jogos de areia dão vida ao FIPE, movimentam a praia do Daveron  e esquentam ainda mais as emoções do Festival de Pesca.

“O FIPE integra todas as secretarias da prefeitura e proporciona diversas atividades esportivas, culturais e ambientais. Os jogos de praia estão inseridos na programação oficial do evento. Agradeço toda equipe da Secretaria de Esportes e Lazer pela parceria e coordenação desses jogos”, reconheceu Cláudio Henrique.

Comentários Facebook
Continue Reading

Cáceres e Região

Brasil já tem 17 casos confirmados de varíola dos macacos e imunologista dá dicas de como se prevenir da doença

Published

on

Da Redação
     Depois da pandemia da COVID-19, o mundo entra em alerta mais uma vez. A Monkeypox, ou varíola dos macacos, já tem casos confirmados em mais de 30 países. Aqui no Brasil, 17 pessoas testaram positivo para a doença.     A varíola dos macacos não é uma doença nova. A transmissão para humanos pode ocorrer por meio do contato com o animal, com humano infectado ou com material corporal humano com o vírus. Portanto, contato pessoal com secreções respiratórias, lesões de pele de pessoas infectadas ou objetos recentemente contaminados ajudam a transmissão.      As lesões se iniciam pelo rosto e depois se espalham para outras partes do corpo e genital, formando erupções cutâneas e bolhas com pus. A transmissão só termina quando a crosta desaparece. Além das lesões, a doença gera sintomas como febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão.     “Já temos vários casos confirmados no Brasil. É importante ficar atento aos sintomas e às lesões, que começam no rosto. O isolamento deve ser imediato, assim como o mapeamento das pessoas que tiveram contato com o doente. A liberação do paciente só pode acontecer após o desaparecimento das lesões”, explica Luiz Werber-Bandeira, imunologista/alergista e docente do IDOMED.

Patrícia Belarmino

(67) 9 9221-3227
Comentários Facebook
Leia mais:   Professores de greve em Cáceres realizam nesta sexta-feira o Dia do Luto
Continue Reading

Mais Lidas da Semana