conecte-se conosco


Cáceres e Região

Está decidido: ex-prefeito Francis será pré-candidato a deputado estadual

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

     Apontado como uma das maiores forças políticas da região Oeste do Estado, o ex-prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz (PSDB) estará concorrendo a deputado estadual, nas eleições de outubro. O projeto inicial era disputar uma vaga a senador da república ou até mesmo a governador, conforme chegou a ser cogitado pelo diretório regional.

       Porém, mudou de planos, depois que o partido decidiu apoiar a candidatura a reeleição do governador Mauro Mendes (DEM). “Eu sempre disse que os meus projetos estão nas mãos de Deus. As mudanças de rumos do diretório-regional afastaram a possibilidade de outras candidaturas” explicou.

       O ex-prefeito ressalta que “hoje eu acredito que Assembleia Legislativa será até mais necessário. Além disso, há muito tempo necessitamos de representante nesse parlamento. Sendo eleito, vou fazer essa ponte entre a população e o governo. Buscando os recursos para execução dos projetos que o município e a região necessitam”.

Dois ex-prefeitos na disputa 

        Sendo mantido o interesse do ex-prefeito Francis em sair pré-candidato a deputado estadual, ele deverá concorrer com vários outros postulantes, entre eles o também ex-prefeito Túlio Fontes (PV). Como estratégia, Fontes não confirma, publicamente, mas informações, de pessoas próximas, dão como certo o lançamento de sua pré-candidatura.

Leia mais:   Unemat oferta 370 vagas em Turmas Agronomia e Rede Pril para ingresso no próximo semestre

         Além dos ex-prefeitos Francis Maris e Túlio Fontes, também estarão no páreo, por uma vaga na Assembleia, outros nomes considerados de peso, como o do ex-candidato a prefeito Takao Nakamoto (Patriota) o segundo mais votado do pleito de 2019 com 11.215.

         E ainda a vereadora Valdeníria Dutra Ferreira (PSC) que nas eleições de 2018 obteve 9.441 votos ficando na primeira suplência. Cogita-se também a pré-candidatura do vereador Luiz Landim (PV)

        Apadrinhado do ex-prefeito Túlio Fontes, Landim tem se destacado pela atuação na Câmara, principalmente, no setor de saúde. O PT também trabalha a possibilidade do lançamento da pré-candidatura da vereadora Mazeh Silva. A informação é de que petista de Cáceres terá o apoio do Partido dos Trabalhadores de toda região.

Eliene gostaria que fossem apenas três candidaturas 

         Realizando uma gestão considerada muito boa e prestigiada pelo governador Mauro Mendes e pela presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi, a prefeita Eliene Liberato Dias, disse que “de coração” gostaria que fossem lançadas apenas duas ou três candidaturas a deputado estadual em Cáceres.

Leia mais:   Valdeníria refuta conotação de rachadinha no caso da ex-assessora “o processo apurava incompatibilidade de horário que não comprovou ilegalidades”

         Em entrevista recente ao site Expressão Notícias, a prefeita disse que irá apoiar nas próximas eleições quem a apoiou em sua eleição para prefeito do município. No caso o deputado doutor Leonardo. Até porque, segundo ela, ele vem trabalhando muito para Cáceres.

       Disse que para deputado estadual, temos vários nomes que estiveram junto nas eleições do ano passado. Mas “do fundo do meu coração, gostaria que em 2022, tenhamos no máximo três candidatos à Estadual. Assim poderemos vislumbrar a eleição de dois ou até mesmo três deputados eleitos. Não podemos errar mais”.

 Na região  

       A disputa pelos votos do eleitorado cacerense, no entanto, será divido, como sempre, com candidatos de toda região. Além dos deputados Dr. Gimenez (PV) e Valmir Moreto (PRB) candidatos a reeleição, pelo menos, dois nomes importantes também são cogitados: o do prefeito de Pontes e Lacerda Alcino Barcelo (PL) e Nilton Borgato, atual secretário de Estado de Ciência Tecnologia e Inovação.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Invasão de hackers prejudica enquete sobre reitoria da Unemat

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

     Uma invasão de hackers no sistema de votação do site Expressão Notícias, prejudicou a realização de uma enquete junto a comunidade acadêmica, sobre a eleição da reitoria da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

      A sondagem foi lançada às 12h de quinta-feira (20/05). A proposta seria saber a preferência, principalmente, do eleitor da comunidade acadêmica, sobre em quem votar na eleição da nova reitoria da instituição que acontece no próximo dia 1 de junho.

       Foi instalado um dispositivo para que alunos, professores e técnicos, votassem no candidato de sua preferência.

      A chapa 1 formada pelos professores Roberto Alves de Arruda e professora Rinalda Bezerra; chapa 2, pela professora Vera Maquêa e Alexandre Porto e chapa 3 formada pelos professores Celso Fanaia e Nivaldo Teodoro.

      Os problemas, decorrente dos ataques hackers, começaram menos de duas horas do lançamento da enquete. Às 13h30, quando já haviam sido registrados 893 votos, o sistema começou a ficar lento.

Leia mais:   Invasão de hackers prejudica enquete sobre reitoria da Unemat

      As 14h30 quando já haviam sido registrados 1.363 votos – com a votação, praticamente, empatada entre as chapas da professora Vera Maquêa e Celso Fanaia, o sistema travou. Logo em seguida disparou computando quase 13 mil votos, a maioria para chapa da professora Vera Maquea.

     De acordo com o administrador do site, alguém descobriu uma forma de votar diversas vezes no mesmo candidato, ocasionando a fraude. Para evitar maiores transtornos a direção site cancelou o questionário retirando a página do ar.

     Nova enquete sobre a eleição será realizada na próxima semana. A direção do veículo encomendou um dispositivo com maior segurança, que irá impedir ataques e dessa forma levar as informações com segurança à população

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Líder do CV é preso acusado de matar soldado do Exército em Cáceres

Publicado

Redação/Gazeta

Integrante do Comando Vermelho, com atuação em Cáceres, foi preso pela Polícia Civil acusado de envolvimento na morte do soldado do Exército, Thiago de Brito de Almeida, 19 anos, no bairro Cohab Nova, em Cáceres, em janeiro deste ano. O militar teria sido morto por engano.

O acusado, de 39 anos, que não teve o nome revelado, foi preso inicialmente por apresentar documento falso. Contudo, já era  procurado pela Justiça por participação no homicídio do soldado do Exército. A prisão foi cumprida na quinta-feira (19), em Cuiabá.

Só após a prisão por documento falso, os policiais civis da 1ª Delegacia de Cáceres coordenados pelo delegado Marlon Richer Nogueira, deslocaram-se até o Fórum de Cuiabá. Pouco antes do preso ser apresentado em juízo, a equipe de Cáceres deu cumprimento ao mandado de prisão, bem como realizou a apreensão do aparelho celular do suspeito.

Homicídio

Na noite do dia 22 de janeiro deste ano, Thiago de Brito de Almeida, 19 anos, soldado do Exército, foi morto após ser atingido por disparos de arma de fogo, em via pública do bairro Cohab Nova, em Cáceres. O crime foi praticado por 5 indivíduos em um veículo Corsa de cor preta.

Leia mais:   30 mil jovens entre 15 e 17 anos solicitaram o 1º titulo eleitoral e estão áptos para votar em Mato Grosso

Segundo apurado, a ordem para matar foi do líder da facção, tendo como alvo um integrante de uma organização rival e que sempre usava uma camiseta de time de futebol, semelhante a blusa que a vítima vestia no momento em que foi assassinada.

Investigação

Desde então os policiais civis vinham realizando diligências ininterruptas para esclarecer a ocorrência. Os suspeitos, todos com extensa ficha criminal, também são investigados em outros homicídios ocorridos em Cáceres.

Os criminosos, tanto o mentor como os executores, tiveram os mandados de prisão representados pela Polícia Civil, e decretados pela Justiça da Comarca local.

Além do líder da organização criminosa, que teve a prisão cumprida no Fórum de Cuiabá, outro envolvido de 30 anos e que encontra-se recolhido na Cadeia Pública de Cáceres, teve o mandado de prisão preventiva cumprido na quinta-feira (19), na unidade prisional.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana