conecte-se conosco


Destaque

Esporte ajuda atleta a enfrentar câncer

Publicado

Jogador do Cuiabá Arsenal trava uma batalha contra uma leucemia linfoide e acha força no esporte

O jogador Henrique Fernando Paim de Almeida, 27 anos, está confirmado para o confronto do dia 7 de maio pelo Cuiabá Arsenal diante do Rondonópolis Hawks, no mini estádio da Prosol, no Dom Aquino, em Cuiabá pelo Estadual de Futebol Americano. Henrique de Almeida, de apelido Câncer, descobriu ter leucemia linfoide aos 23 anos. No primeiro momento se retraiu, e aceitou a morte. Mas, mudou de postura, buscou tratamento e agora luta pela vida. Hoje, aos 27 anos, após 4 anos de quimioterapia e ainda com outros três pela frente, já passou pelo ápice da doença e promete vencê-la.

“Minha primeira reação ao descobrir a doença foi de aceitar a morte. Passei dias e dias recluso sem qualquer esperança de vida. Sem contato com pessoas. Nem mesmo contei para minha família. Mas, em algum instante, não sei bem qual, consegui reagir ao tormento da ideia de morte certa. E, sem saber na época, ali naquele minuto renascia minha vida. Comecei a viajar, fazer aventuras e praticar futebol americano”, conta o linebacker do Cuiabá Arsenal.

Henrique Fernando, formado em Publicidade e Propaganda nasceu e foi criado em Guarapuava (PR). Depois mudou-se para Campo Grande (MS) em 2011, por conta de um romance com aquela que futuramente seria sua esposa, lá namoraram, brigaram, se separaram, a leucemia foi descoberta e reataram.

“Conheci Janaína numa viagem para Campo Grande. Anos depois a reencontrei pela internet e passamos a conversar. Até decidirmos que eu mudaria de Guarapuava para lá. Então mudei, ficamos juntos por um tempo e, por alguma divergência, rompemos o namoro. E quando estava sozinho descobri o câncer. Fiquei recluso no início, mas depois contei para minha mãe, que veio visitar e deu de cúpido. Contou para Janaína, que se aproximou para ajudar e reatamos”, lembra.

Leia mais:   Prefeitura divulga calendário e inicia vacinação na zona rural do município

O tratamento quimioterápico teve início logo após a descoberta, em 2012. Ele foi submetido a quimioterapia, um tipo de tratamento médico que introduz compostos químicos na circulação sanguínea, chamados quimioterápicos, para combater o câncer. Esses medicamentos se misturam com o sangue e são levados para todas as partes do corpo, destruindo as células doentes que estão formando o tumor e impedindo que se espalhem pelo organismo.

“No início fazia quimio toda semana. O cabelo caiu, perdi 30 quilos e sentia dores por todo corpo. Para todo lugar que ia passava mal”, comenta o publicitário.

Mesmo com as sessões semanais de quimioterapia, que deixam o paciente debilitado, Henrique começou uma jornada pelo esporte. Chegou a saltar de paraquedas, mas o escolhido foi o futebol americano. Entrou para o Campo Grande Predadores, equipe de futebol americano de Mato Grosso do Sul, e chegava a ir aos treinos com máscara de proteção pós-quimioterapia e curativos de soro. Foi quando os companheiros lhe apelidaram de Câncer.

Em 2015, ano repleto de boas notícias, a doença teve o primeiro recuo, que permitiu diminuir a quantidade de sessões de quimioterapia. Situação que acarretou em outra boa nova, com menos medicamentos no sangue, Henrique, sem saber, voltou a ser fértil. Descobriram a novidade quando Janaína percebeu estar grávida. Uma felicidade seguida por um pedido de casamento. Depois mudaram, por oportunidades no mercado de trabalho, para Cuiabá.

Leia mais:   IFMT Cáceres ofertará 295 vagas em seletivos de ingresso para 2022/1

Henrique se tornou membro da Associação Atlética Cuiabá Arsenal (AACA) em 2015, logo após ter mudado de Campo Grande (MS). Foi treinado pelos técnicos do clube e, neste ano de 2016, disputou a primeira partida como parte do plantel de atletas. Foi um dos responsáveis pela vitória de 76 a zero contra o Tangará Taurus, na 1ª rodada do Campeonato Mato-grossense de Futebol Americano. Segundo ele, mais um sonho realizado com sucesso.

O Cuiabá Arsenal disputará duas competições na temporada deste ano. O 2º Campeonato Mato-grossense de Futebol Americano, iniciado em abril e com finais previstas para junho, com mais quatro times do interior. E o Campeonato Brasileiro de Futebol Americano, de julho a dezembro, com jogo de abertura na Arena Pantanal, contra Corinthians Steamrollers, no dia 9 de julho. E Henrique estará na busca pelo bicampeonato estadual e tricampeonato brasileiro.

Henrique continua com as sessões mensais de quimioterapia. E, neste ano, o tumor teve uma remissão, que é quando a doença não demonstra mais sinais de atividade, mas isso ainda não é uma cura. Ele segue com o tratamento até 2018.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Três bebês nascem mortos no Hospital São Luiz em período de menos de 24 horas

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

     Três bebês nascem mortos, em um período de menos de 24 horas, no Hospital São Luiz, em Cáceres. Um gemelar pré-maturo (gêmeos que não estava na hora de nascer); um pré-termo (criança que já estava no limite para nascer) e um a termo (criança que já estava pronta para nascer). Informações extraoficiais são de que, seriam duas crianças do sexo feminino e um masculino.

      Ainda não se sabe, exatamente, a razão dos óbitos. Há suspeita, no entanto, que tenha havido negligência médica.  Informações, não oficiais, são de que, no momento não havia anestesista e de que, os médicos plantonistas do dia não têm residência e tampouco título da área de ginecologista.

      Em Nota, o hospital diz que as mães eram gestantes de alto risco e que durante o período de internação, as gestantes receberam toda a assistência necessária da equipe multiprofissional. Destaca que o pré-natal não foi realizado no hospital. Veja a integra da Nota no final da matéria.

       As suspeitas se baseiam, nas  investigações realizadas, recentemente, pelo Ministério Público, após denúncias feitas por funcionários do hospital, que comprovaram ineficiência da qualidade de serviços decorrentes da falta de insumos, medicamentos e de equipe médica qualificada para prestar atendimento emergencial e urgente à população cacerense, principalmente às gestantes.

Leia mais:   Saco de pancada - Cáceres perde de 4 a 0 para o Ação Santo Antônio pelo estadual Sub-19

       Os óbitos, conforme informações, ocorreram entre quarta e quinta-feira. Entre as gestantes estariam uma boliviana, mãe dos gêmeos e uma presidiária, que estaria, inclusive, usando tornozeleira eletrônica, no momento do trabalho de parto.

       As mortes ocorrem há quatro dias de a Justiça acolher pedido liminar feito pelo MPE estabelecendo prazo de cinco dias para que sejam adotadas providências imediatas no âmbito do Hospital São Luiz, para atendimento integral às gestantes em trabalho de parto e aos recém-nascidos.

       A medida estabelece que “além de profissionais capacitados, terão que ser disponibilizados insumos hospitalares, medicamentos e aparelho de ultrassonografia, para realização de exames”

       Na liminar, datada do dia 27 de julho, a juíza Joseane Carla Ribeiro Viana Quinto determina ainda que no prazo máximo de 30 dias seja elaborado e implantado um Plano de Gerenciamento para prestação de ações e serviços de saúde às gestantes, nascituros e aos recém-nascidos em ambiente hospitalar.

       Diz que “em sede de cognição sumária, afiguram-se evidenciadas irregularidades no fornecimento de serviços médicos, sobretudo nas áreas de ginecologia e obstetrícia no âmbito do Hospital São Luiz, em virtude da falta de profissionais capacitados, insumos hospitalares, medicamentos, aparelhos hospitalares essenciais como de ultrassonografia”, enfatizou a magistrada.

Leia mais:   Três bebês nascem mortos no Hospital São Luiz em período de menos de 24 horas

        A menos de um mês, o hospital deixou de realizar trabalho de parto em, pelo menos, 34 gestantes. Os médicos registraram ocorrência policial e alegaram que suspenderam os trabalhos por falta de insumos. A maioria das gestantes foram encaminhadas para Cuiabá.

NOTA À IMPRENSA

      O Hospital São Luiz informa que registrou nesta semana dois partos de natimortos, cujas mães eram gestantes de alto risco. Durante o período de internação, as gestantes receberam toda a assistência necessária da equipe multiprofissional.

     É importante destacar que o pré-natal não foi realizado no hospital. O São Luiz informa, ainda, que registrou um óbito neonatal de parto gemelar prematuro, cuja mãe, transferida de outro município, recebeu atendimento na unidade.

    Por fim, o hospital se solidariza com as mães e familiares neste momento difícil e se mantém à disposição. Em relação à tornozeleira eletrônica mencionada pela reportagem, o hospital informa que esta é de responsabilidade exclusiva da autoridade do sistema prisional.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

IFMT Cáceres inicia na segunda(02.08) aulas do semestre letivo 2021/2

Publicado

O Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT, Campus Cáceres – Prof. Olegário Baldo recebe na próxima segunda-feira (02.08) estudantes da primeira turma do novo curso superior de Licenciatura em Química e ingressantes do primeiro semestre do curso técnico subsequente ao ensino médio em Agropecuária para início das atividades letivas do semestre 2021/2.

Devido a pandemia da Covid-19, as atividades presenciais no IFMT estão suspensas até 31 de outubro e as aulas para novatos e veteranos de todos os cursos do campus terão início em formato remoto por meio do Regime de Exercício Domiciliar (RED).

” Nesta segunda, iniciaremos o segundo semestre para todos estudantes dos cursos técnicos integrados ao ensino médio em Agropecuária e Informática, do curso subsequente em Agropecuária e dos cursos superiores de Engenharia Florestal e da nossa primeira turma de Licenciatura em Química. As alunas e alunos veteranas e veteranos manterão a dinâmica de acesso às aulas on-line do semestre anterior e para estudantes que ingressam neste semestre faremos programação específica das respectivas coordenações com orientações sobre os cursos e como terem acesso às aulas”, explica a diretora do Departamento de Desenvolvimento Educacional do IFMT Cáceres, Inez Aparecida Deliberaes Montecchi .

Leia mais:   Aumenta o número de cidades com alto risco de contágio pela covid-19 em MT; agora são 15

No caso do novo curso de Licenciatura em Química, a programação de abertura terá ciclos de palestras on-line por meio de videoconferência na plataforma Meet, conforme programação no site www.cas.ifmt.edu.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana