conecte-se conosco


Cáceres e Região

Edital possibilita a publicação de livro com coletânea de textos do professor Natalino Ferreira Mendes

Publicado

 

 

 

 

Assessoria

‘Letras Cacerenses”, projeto contemplado no Edital MT Nascentes, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) tem o objetivo de preservar e divulgar a produção histórica e literária do professor Natalino Ferreira Mendes, historiador, jornalista, cronista memorialista e poeta cacerense. Natalino morreu em 2011, aos 87 anos, e deixou um legado não só para Cáceres, sua cidade natal, bem como para a história de Mato Grosso.

Com uma vida toda voltada à educação e ao serviço público, Natalino é uma personalidade que muito contribuiu para a construção da memória da cidade por meio das pesquisas e registros que realizou nos arquivos da Câmara e Arquivo Público do Município, construindo toda a base das suas obras sobre a história e a literatura da cidade.

O projeto reúne uma coletânea de textos com diferentes olhares sobre a cidade de Cáceres, das primeiras décadas do século XX até o contemporâneo. A coletânea é composta por textos colhidos em jornais dos arquivos públicos do município, foram digitados e sofreram atualização da linguagem, quando necessária.

Leia mais:   PESQUISA IBGE - Violência psicológica atinge 341 mil mato-grossenses

O lançamento do Livro “Letras cacerenses” está previsto para o final do mês de abril, nas plataformas do Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da Universidade do Estado de Mato Grosso (PPGEL/Unemat), da Revista Literária Pixé e da Editora Carlini & Caniato, com sessões de palestras e debates capitaneadas pelos professores da equipe de execução do projeto. Também será realizado um lançamento virtual, com data a ser definida. A live contará com participação dos envolvidos do projeto.

Capa do livro Letras Cacerenses
Créditos: Divulgação

Foram impressos 1 mil exemplares do livro, que já estão sendo distribuídos. Os exemplares serão destinados ao Sistema Estadual de Bibliotecas do Estado de Mato Grosso, bibliotecas públicas dos municípios que compõem a região de Cáceres, bibliotecas dos Campi da Unemat, para o Instituto Histórico e Geográfico de Cáceres (IHGC) que fará a distribuição através da Biblioteca Natalino Ferreira Mendes e para intercâmbio com outros Institutos Históricos, e para programas de Pós-Graduação da Unemat.

A filha do professor Natalino Ferreira Mendes, Olga Maria Castrillon-Mendes, é proponente do projeto e co-autora do livro, e conta com o apoio de Maria do Socorro de Sousa Araújo (ProfHistória/Unemat); Maristela Cury Sarian (ProfLetras/Unemat); Neuza Zattar (Unemat/IHGC); Walnice Aparecida Vilalva (PPGEL/Unemat); e Maria Elisabete Nascimento de Oliveira (Cefapro).

Comentários Facebook

Cáceres e Região

CENÁRIO TRISTE -114 mil pessoas sofreram violência sexual em MT, diz pesquisa

Publicado

Assessoria

Segundo o IBGE, 114 mil pessoas em Mato Grosso sofreram algum tipo de violência sexual em 2019. Os dados foram divulgados na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) e mostram a situação vivida por homens e mulheres em todo o país.

O cenário dessa violência tem quesitos em comum. A maioria das vítimas são mulheres e foram agredidas por pessoas próximas, como o companheiro ou o ex-companheiro, dentro da própria casa.

Segundo a pesquisa, das 114 mil vítimas de violência sexual no estado, 98 mil eram mulheres e 16 mil homens. A faixa etária em que mais aconteceram os abusos foi dos 30 aos 30 anos, cerca de 34 mil vítimas.

Foi considerada violência sexual pela pesquisa atos como tocar ou beijar à força, ter partes do corpo expostas contra à vontade, além de ser forçado/ameaçado a praticar relações sexuais. Em muitos casos as vítimas passam por todos esses abusos.

Ainda segundo a PNS, a maioria das vítimas tem baixa escolaridade, com 27 mil delas tendo apenas o ensino fundamental ou ensino médio incompleto. Com relação à raça, os pretos foram os mais violados, estando em 16 mil casos.

Leia mais:   MUNIZAÇÃO : Mato Grosso recebe 17.550 doses de vacina Pfizer nesta terça-feira

No Brasil, estima-se que a violência sexual fez 1,2 milhão de vítimas em 2019, bem acima dos registros oficiais, já que muitas das pessoas que sofrem o abuso não denunciam por medo ou vergonha. Dos casos de abuso, em 72,7% das situações a vítima era mulher, o que corresponde a mais de 885 vítimas do sexo feminino.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Fórum de Cáceres reabre no próximo dia 20 para atendimento presencial

Publicado

Por Coordenadoria de Comunicação do TJMT

A partir do dia 20 deste mês, 74 comarcas de Mato Grosso vão passar a trabalhar em regime presencial, com atendimento aos membros do Ministério Público, Defensoria Pública, advogados e procuradores, que terão acesso aos prédios das 14h às 18h. As comarcas deverão observar o percentual máximo de 40% de servidores e colaboradores em cada setor.

A decisão adotada pela Administração do Tribunal de Justiça leva em consideração a classificação de risco epidemiológico dos municípios, disponibilizada no Painel Epidemiológico nº 429, de 11 de maio de 2021, que relacionou cinco comarcas com risco “Alto” e 74 comarcas com risco “Moderado”.

Voltarão à segunda etapa do Plano de Retorno Programado às Atividades Presenciais (PRPAP) as seguintes comarcas: Água Boa, Alta Floresta, Alto Araguaia, Alto Garças, Alto Taquari, Apiacás, Araputanga, Arenápolis, Aripuanã, Barra Do Bugres, Barra Do Garças, Cáceres, Campinápolis, Campo Novo Do Parecis, Campo Verde, Canarana, Chapada Dos Guimarães, Cláudia, Colíder, Comodoro, Cotriguaçu, Cuiabá, Diamantino, Dom Aquino, Feliz Natal, Guarantã Do Norte, Guiratinga, Itaúba, Itiquira, Jaciara, Jauru, Juara, Juscimeira, Lucas Do Rio Verde, Matupá, Mirassol D’oeste, Nobres, Nortelândia, Nova Canaã Do Norte, Nova Monte Verde, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Nova Xavantina, Paranaita, Paranatinga, Pedra Preta, Peixoto De Azevedo, Poconé, Pontes e Lacerda, Porto Alegre Do Norte, Porto Dos Gaúchos, Porto Esperidião, Poxoréu,  Primavera Do Leste, Querência, Ribeirão Cascalheira, Rio Branco, Rondonópolis, Rosário Oeste, Santo Antônio De Leverger, São Félix Do Araguaia, São José Do Rio Claro, São José Dos Quatro Marcos, Sapezal, Sinop, Sorriso, Tabaporã,  Tapurah, Terra Nova Do Norte, Várzea Grande, Vera, Vila Bela Da Santíssima Trindade e Vila Rica.

Leia mais:   Fronteira passa a contar com mais quatro pontos com câmeras OCR

Excepcionalmente, as sessões de julgamento do Tribunal do Júri em processos que envolvam réu preso poderão ser realizadas na forma presencial nas comarcas classificadas com risco “Baixo” ou “Moderado”, assim que iniciada a segunda etapa do Plano de Retorno Programado às Atividades Presenciais, desde que sejam observadas as medidas sanitárias necessárias para prevenir a contaminação pelo Novo Coronavírus.  A portaria conjunta relativa ao retorno destas 74 comarcas ao regime presencial deve ser publicada ainda nesta semana.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana