conecte-se conosco


Brasileirão Série A

De esperança à incógnita, Mugni volta ao Fla, mas clube descarta meia

Publicado

“Em princípio, tenho contrato com o Flamengo e vou respeitar este contrato”. 

As palavras acima são de Lucas Mugni nesta terça-feira. O jogador argentino, hoje com 24 anos, desembarca no Rio na noite desta quarta com o pensamento de voltar a treinar no plantel principal do Flamengo. Há algum tempo, ele poderia ser considerado reforço para o setor de criação do time, que tem Alan Patrick e Mancuello e alguns outros de característica de arrancada e de condução de bola. Mas está longe disso.

“O jogador está fora dos planos do Rubro-Negro neste momento”. É o que diz a direção do Flamengo. Não é à toa. Mugni que se reapresenta nesta sexta-feira no Ninho do Urubu, depois de empréstimo sem destaque ao Newell´s Old Boys, passou de esperança à incógnita e pode virar problema no Flamengo. Desde que chegou na Gávea – onde fez 51 jogos e cinco gols com muito mais baixos do que altos -, recebeu ofertas milionárias que pagariam o investimento do Flamengo, mas sempre recusou ofertas.

Mugni assina com o Fla: jogador chegou como revelação do futebol argentino (Foto: Divulgação )Lucas Mugni assina com o Fla em janeiro de 2014: meia chegou como revelação do futebol argentino (Foto: Divulgação )

Meia em ascensão no futebol argentino em 2014, ele foi contratado por US$ 1,5 milhão, com salário de R$ 150 mil. Valores que faziam jus ao status de canhoto revelação do futebol portenho, com passagens pela seleção sub-17, sub-20 e convocação para a principal por Alejandro Sabella. Mas ele pouco jogou e virou incógnita até em aceitar ofertas. Nas últimas semanas, intermediários levaram o nome à diretoria do Vitória, que pagaria o salário do jogador. Consultado, Mugni ainda não respondeu e a embrionária negociação ficou travada.

– Amanhã (quarta) chego ao Rio e me apresento de novo na sexta-feira. Em princípio, volto a treinar com o grupo. Sei da possibilidade do Vitória, mas vou falar com a diretoria. Há alguns assuntos pendentes. A partir de sexta vamos resolver se posso sair, se posso ficar. Tenho que falar com o Flamengo – disse o jogador, que passa fim de férias em Santa Fé, cidade onde nasceu e despontou como revelação do pequeno Colón, da Argentina.

Não é a primeira vez que Mugni mostra indefinição em deixar o clube. O jogador deu para trás, depois de tudo acertado, em outras oportunidades. Numa delas, irritou a diretoria do Flamengo. O jogador teria contrato longo – de cinco anos – com o Al Rayyan, do Catar. A transação valeria quase 6 milhões de euros ao Flamengo – dono de 90% dos direitos econômicos – e Mugni receberia o equivalente a R$ 600 mil por mês, sem contar altas luvas de assinatura de contrato. Propostas, do mesmo clube, ainda pintaram em outras janelas, mas o jogador não quis sair.

Proposta milionária do Catar recusada

No ano passado, antes de aceitar proposta do Newells, que arcou com seus salários, mas ainda deve cerca de US$ 300 mil do empréstimo ao Flamengo, Mugni foi até Curitiba e sentou-se na mesa de negociação com a diretoria do Atlético-PR. Assistiu ao jogo do Furacão ao lado de o presidente do clube Mario Celso Petraglia, que já o queria para a disputa da Libertadores em 2014, mas preferiu mudar de planos e foi para o Newell´s, atraído pela chance de trabalhar novamente com Roberto Sensini, seu ex-treinador e ex-jogador da seleção argentina, atualmente diretor executivo de futebol.

Representante do jogador na chegada ao Flamengo, Rafael Beys aguarda definição de Mugni sobre o futuro. Ele não confirma o interesse do Vitória no argentino.

– Tem um clube da Série A que fez consulta. Mas o jogador ainda não deu responda. Vamos aguardar a chegada dele para conversar com o atleta – disse Beys.

Afastado no Newell´s e cobrança no Fla

O jogador cobra do clube argentino salários atrasados e entrou na Justiça contra o Newell’s, que terminou encostando Mugni. Há também um débito com o Flamengo. O clube carioca tem dívida de 10 meses de atraso de direitos de imagem – quantia que chega a US$ 200 mil dólares, cerca de R$ 700 mil.

Comentários Facebook

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Publicado

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Brasileirão Série A

Seleção Brasileira encerra preparação para amistoso contra República Tcheca

Publicado

Programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) também destacou a reta final dos principais campeonatos estaduais do país; ouça na íntegra

O programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) destacou o amistoso da Seleção Brasileira com a República Tcheca. Waldir Luiz, Márcio Guedes, Bruno Mendes e toda a nossa equipe também analisaram a reta final dos principais campeonatos estaduais do país e as principais notícias do esporte nacional e internacional.

Clique no player e ouça o programa na íntegra:

No Mundo da Bola é transmitido pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira, a partir das 17h. Para participar das transmissões, o internauta deve ligar para (21) 2117-6918 ou (21) 2117-6919.

Fale com a equipe de esportes das Rádios EBC pelo e-mail: esporte.radios@ebc.com.br.

Agencia Brasil
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana