conecte-se conosco


Cáceres e Região

Danos ambientais persiste há12 anos no Córrego Lava-pés

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

     O baixo volume de água nos canais, provocado pela escassez de chuva, expõe um crime ambiental que se arrasta há mais de 10 anos, na área urbana, em Cáceres: o Córrego do Lava-pés, situado entre os bairros São José e Lava-pés, continua recebendo grande quantidade de resíduos fétidos, supostamente, de fossas e esgoto dos bairros Nova Era e Jardim Guanabara, despejando no rio Paraguai.

     Apenas com um fio de água é possível avistar, um emissário subterrâneo, despejando, diariamente, os resíduos, provocando poluição e o crime ambiental ao longo do canal. De 10 quilômetros de extensão, o córrego que nasce na serra do Bom Jardim desemboca na Baia do Malheiros, no rio. Dos 10 quilômetros de extensão 7 estão na área urbana do município.

     Nas imediações, a pouca água que corre pelo canal está totalmente escura e de odor insuportável, principalmente, no período da tarde.

     “A fedentina ao amanhecer, depois do meio dia e no final da tarde é insuportável” reclamou uma moradora residente a 50 metros do local. Ela diz que “não temos como comprovar, mas as pessoas falam que as nossas crianças estão adoecendo por causa dessa podridão”. Os cardumes de pequenos peixes, como lambaris que antes existiam no local foram dizimados.

Leia mais:   Temor pela reaceleração da pandemia levam as grandes cidades do Estado a desistir do carnaval

     O esgoto começou a ser lançado no córrego, no início de 2009, após a conclusão do conjunto habitacional do bairro Guanabara. À época a administração municipal responsabilizou a construtora do residencial que, segundo ela, teria feito a entrega das casas sem construir o sistema de esgoto.

     Os moradores lembram que, assim que foi constatado o dano ambiental, procuraram além da prefeitura, a Câmara Municipal e a Sema, mas nada foi resolvido. “Já veio gente da Sema, da Câmara de Vereadores e até do Ministério Público Federal. Eles anotam tudo, mas providência que é bom, nada. Tudo está como há mais de 7 anos” reclama outro morador.

Medidas inócuas 

     Desde que o caso foi denunciado em 2009 várias entidades se mobilizaram para solucionar o problema. Contudo, nada foi resolvido. A Câmara chegou a realizar uma audiência pública para encontrar solução para o caso. A denúncia chegou ao Ministério Público Estadual. O promotor ambiental da época André Luiz de Almeida chegou a realizar vistoria “in-loco” várias vezes.

Leia mais:   Gefron apreende oito quilos de cocaína durante operação Hórus em Cáceres

    Em seguida foi a vez do Ministério Público Federal, converter um Procedimento Administrativo em Inquérito Civil Público, para apurar os danos. À época foram oficializados o então prefeito municipal e o diretor da Sema para que tomassem providenciais no sentido de evitar a extensão do dano. Não se tem notícia do resultado das ações e a poluição ambiental permanece.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Anvisa confirma dois casos da variante ômicron no Brasil

Publicado

R7 Notícias

Dois brasileiros que desembarcaram no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, apresentaram teste positivo para a variante Ômicron do coronavírus, identificada na África do Sul. A informação foi confirmada pela Anvisa e por fontes do Ministério da Saúde ouvidos pelo R7.

O resultado do teste, realizado pelo laboratório Albert Einstein, ainda é preliminar. Os próprios passageiros, marido e esposa, procuraram o laboratório, localizado no aeroporto, para realizar o teste requerido para o retorno à África do Sul.

Segundo a Anvisa, a entrada do passageiro no Brasil ocorreu no último dia 23, isto é, antes da notificação mundial da nova variante, que foi relatada pela primeira vez à OMS (Organização Mundial de Saúde) no dia 24.

A entrada também foi anterior à edição da Portaria Interministerial CC-PR/MS/MJSP/MINFRA 660, de 27 de Novembro de 2021, que proibiu, em caráter temporário, voos com destino ao Brasil que tenham origem ou passagem pela África do Sul e que também suspendeu, em caráter temporário, a autorização de embarque para o Brasil de viajantes estrangeiros, procedentes ou com passagem, nos últimos 14 dias antes do embarque, pelo país africano.

Leia mais:   Gefron apreende oito quilos de cocaína durante operação Hórus em Cáceres

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Prefeitura zera demanda reprimida de exames de mamografia em Cáceres

Publicado

Por – Esdras Crepaldi

A  demanda reprimida de exames de  mamografia na rede pública municipal  de saúde foi zerada pela Prefeitura de Cáceres. A redução no tempo de espera foi possível em razão do aumento da oferta, onde a prefeitura, por meio do Consórcio Intermunicipal de Saúde, adquiriu  342 mamografias  e ofertou mais 65 pelo Hospital Regional de Cáceres, totalizando 407 exames entre outubro e novembro de 2021.

A secretária de Saúde, Elis Fernanda de Melo Silva, comemorou esses números e disse que  agora   um paciente que precisa realizar esses exames é atendido dentro do próprio mês da solicitação. Elis disse que hoje existe apenas demanda mensal recente e que zerar a fila de espera demonstra o compromisso da prefeita Eliene Liberato Dias com uma saúde mais humanizada e de fácil acesso.

A secretária ainda informou que durante o Outubro Rosa, através de uma parceria com a Santa Casa de Cuiabá, foram realizados 90 exames de ultrassom de mama para pessoas de Cáceres.

Leia mais:   Temor pela reaceleração da pandemia levam as grandes cidades do Estado a desistir do carnaval

“São avanços importantes e números significativos”, celebrou Elis que disparou, “E não é só isso, com  o retorno das cirurgias eletivas, através do contrato firmado  entre o estado de Mato Grosso e o Hospital São Luís, no momento, a demanda de cirurgião geral também encontra-se praticamente zerada na regulação, mais uma conquista para a saúde de Cáceres”, ressaltou a secretária Elis Fernanda.

A prefeita Eliene Liberato Dias se diz feliz com os resultados obtidos pela saúde municipal. Para ela várias decisões, como o retorno ao Consórcio Intermunicipal de Saúde, permitiram zerar a fila de espera de mamografias.

“Vamos seguir trabalhando com determinação e criatividade para superar todas as demandas reprimidas geradas no período da pandemia do coronavírus e seguir investindo cada vez mais nesta área. Estamos conquistando muitos avanços na Saúde, que é prioridade da nossa gestão desde o início deste mandato. Estamos muito felizes em poder zerar mais uma fila de atendimento na área da Saúde”, finalizou a prefeita Eliene.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana