conecte-se conosco


Cáceres e Região

Consórcio de Saúde realizou apenas 5 cirurgias em três meses; Secretaria anuncia mutirão para normalizar demanda reprimida

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

     Apenas cinco cirurgias foram realizadas pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Mato Grosso (Cisomt), desde o início do contrato com a prefeitura de Cáceres, através da Secretaria Municipal de Saúde, no mês de julho. Foram executados ainda, nos três meses, 1.326 consultas e 1.127 exames das mais variadas especialidades.

     É o que consta no balanço apresentado pelo próprio consórcio, no dia 29 de outubro. O volume de procedimentos é, infinitamente, pequeno se comparado a demanda reprimida. Ou seja, do número de pessoas enfermas que aguardam há anos na fila de espera para atendimentos médicos, que conforme a própria secretaria, aproxima de 30 mil.

    A pasta admite o número reduzido, principalmente, de cirurgias. Porém, justifica que grande parte da demanda foi herdada de administrações anteriores.

    Conforme a secretária, Elis Fernanda de Melo, a maioria da gestão passada, quando a administração rescindiu contrato com o Cisomt, em detrimento ao Consórcio Intermunicipal de Saúde Vale do Rio Cuiabá (Cisvarc), lembrando que em um período de dois anos, pouquíssimos procedimentos cirúrgicos foram realizados, pelo município.

Leia mais:   Prefeitura zera demanda reprimida de exames de mamografia em Cáceres

    Explicou ainda a secretária que, além da interrupção dos serviços, com a contratação do Cisvarc, a secretaria não poderia realizar as cirurgias sem antes da realização de avaliação médica – consultas, exames e outros – E, que agora, após essa triagem, os trabalhos aceleraram.

   Das cinco cirurgias realizadas em três meses de contrato, uma foi de amigdalas no mês de agosto, uma de adenoide, uma de catarata, uma de septoplastia e uma de adno-amig, todas no mês de setembro. Ressalta-se que, somente, no setor de oftalmologia, são cerca de três mil pessoas aguardando por consultas, exames ou cirurgias de catarata e pterígio.

   Embora tenha sido realizada uma única cirurgia, o maior número de consultas foi para oftalmologia. Foram nada menos que 311. Seguido de 291 para Ortopedista e 179 para infectologista. O maior volume de exames foi de Ultrassom: 536, seguido de 173 Eletrocardiograma, 72 Endoscopia e 31 Ecocardiograma.

Valores 

    Conforme os termos do contrato, o município repassa, mensalmente, ao consórcio, dois reais, por habitante. Entre os meses de julho e agosto foram repassados para serviços médicos ao consórcio R$ 333.444,00. Conforme o balanço foi pago para 1.326 consultas R$ 106.080,00; para os 1.127 exames R$ 155.599,45 e para as cinco cirurgias R$ 8.127,84.

Leia mais:   Documentário sobre misticismo na Serra do Roncador estreia em Barra do Garças, Cáceres e Cuiabá

    O pagamento dos serviços totaliza R$ 269.807,29. Como fora repassado R$ 333.444,00 o município ficou com saldo em haver de R$ 63.636,71. A direção do consórcio afirma que os saldos acumulativos, poderão ser utilizados em pagamentos de serviços nos meses subsequentes.

Mutirão  

    Na tentativa de, pelo menos, amenizar a situação, a secretária Elis Fernanda, anunciou, com exclusividade ao site Expressão Notícias, a realização de um mutirão de saúde, para o início neste mês (novembro), de 400 consultas, 100 exames e 50 cirurgias oftalmológicas. Além de 400 exames de mamografia. A ideia, conforme a secretária, é realizar o mutirão mensalmente, até que seja normalizada a demanda.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Anvisa confirma dois casos da variante ômicron no Brasil

Publicado

R7 Notícias

Dois brasileiros que desembarcaram no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, apresentaram teste positivo para a variante Ômicron do coronavírus, identificada na África do Sul. A informação foi confirmada pela Anvisa e por fontes do Ministério da Saúde ouvidos pelo R7.

O resultado do teste, realizado pelo laboratório Albert Einstein, ainda é preliminar. Os próprios passageiros, marido e esposa, procuraram o laboratório, localizado no aeroporto, para realizar o teste requerido para o retorno à África do Sul.

Segundo a Anvisa, a entrada do passageiro no Brasil ocorreu no último dia 23, isto é, antes da notificação mundial da nova variante, que foi relatada pela primeira vez à OMS (Organização Mundial de Saúde) no dia 24.

A entrada também foi anterior à edição da Portaria Interministerial CC-PR/MS/MJSP/MINFRA 660, de 27 de Novembro de 2021, que proibiu, em caráter temporário, voos com destino ao Brasil que tenham origem ou passagem pela África do Sul e que também suspendeu, em caráter temporário, a autorização de embarque para o Brasil de viajantes estrangeiros, procedentes ou com passagem, nos últimos 14 dias antes do embarque, pelo país africano.

Leia mais:   Prefeitura zera demanda reprimida de exames de mamografia em Cáceres

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Prefeitura zera demanda reprimida de exames de mamografia em Cáceres

Publicado

Por – Esdras Crepaldi

A  demanda reprimida de exames de  mamografia na rede pública municipal  de saúde foi zerada pela Prefeitura de Cáceres. A redução no tempo de espera foi possível em razão do aumento da oferta, onde a prefeitura, por meio do Consórcio Intermunicipal de Saúde, adquiriu  342 mamografias  e ofertou mais 65 pelo Hospital Regional de Cáceres, totalizando 407 exames entre outubro e novembro de 2021.

A secretária de Saúde, Elis Fernanda de Melo Silva, comemorou esses números e disse que  agora   um paciente que precisa realizar esses exames é atendido dentro do próprio mês da solicitação. Elis disse que hoje existe apenas demanda mensal recente e que zerar a fila de espera demonstra o compromisso da prefeita Eliene Liberato Dias com uma saúde mais humanizada e de fácil acesso.

A secretária ainda informou que durante o Outubro Rosa, através de uma parceria com a Santa Casa de Cuiabá, foram realizados 90 exames de ultrassom de mama para pessoas de Cáceres.

Leia mais:   Justiça decreta prisão preventiva de PM e mais dois comparsas

“São avanços importantes e números significativos”, celebrou Elis que disparou, “E não é só isso, com  o retorno das cirurgias eletivas, através do contrato firmado  entre o estado de Mato Grosso e o Hospital São Luís, no momento, a demanda de cirurgião geral também encontra-se praticamente zerada na regulação, mais uma conquista para a saúde de Cáceres”, ressaltou a secretária Elis Fernanda.

A prefeita Eliene Liberato Dias se diz feliz com os resultados obtidos pela saúde municipal. Para ela várias decisões, como o retorno ao Consórcio Intermunicipal de Saúde, permitiram zerar a fila de espera de mamografias.

“Vamos seguir trabalhando com determinação e criatividade para superar todas as demandas reprimidas geradas no período da pandemia do coronavírus e seguir investindo cada vez mais nesta área. Estamos conquistando muitos avanços na Saúde, que é prioridade da nossa gestão desde o início deste mandato. Estamos muito felizes em poder zerar mais uma fila de atendimento na área da Saúde”, finalizou a prefeita Eliene.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana