Connect with us

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual Valdir Barranco (PT) apresentou o Projeto de Lei nº 443/2022 que determina que os condomínios residenciais, conjuntos habitacionais e congêneres são obrigados a comunicar à delegacia ou ao competente órgão de segurança pública, sobre casos de trabalho análogo a escravidão e trabalho infantil em Mato Grosso.

Apresentado no começo do mês de maio, o parlamentar defende o desenvolvimento e a importância do PL. “A proposta garante a dignidade da pessoa humana, fomenta a discussão sobre o trabalho análogo a escravidão e promove a comunicação de casos de trabalho análogo à escravidão e trabalho infantil nos condomínios do estado, a fim de que, qualquer indivíduo possa se elevar a agente garantidor de direitos humanos e denunciar esse crime”, disse.

De acordo com um dos trechos do projeto, a pessoa que presenciar o caso deve notificar de imediato o síndico ou a administradora de condomínios que, após conhecimento do fato, deverá comunicar à Delegacia ou ao competente órgão de segurança pública. As denúncias devem conter as informações de qualificação dos moradores do respectivo apartamento, casa ou similares; endereço; e telefone da vítima.

Leia mais:   Assembleia aprova "Programa de Alimentação Balanceada" para escolas de MT

Ainda de acordo com Barranco, a “redução à condição análoga à de escravo” está tipificada como crime na Constituição Federal e no Código Penal. “Apesar de todo o aparato jurídico e legal que a Carta Magna resguarda aos cidadãos vitimados por esse procedimento, a divulgação desse crime não é efetiva. Haja vista que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) estima que mais de 40 milhões de pessoas em todo o mundo ainda estão nessa sofrível condição”, comentou.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Política

Moradores da comunidade rural de Buritizal lembram que emenda impositiva de Juca do Guaraná Filho garante água para gerações

Published

on

Moradores da comunidade rural de Barreiro Buritizal, em Cuiabá, comemoram a abundancia de água que tem hoje na região, após a implantação de um poço artesiano. A luta pela abertura do poço foi na época do vereador Juca do Guaraná Pai e ganhou força e conclusão na gestão do vereador Juca do Guaraná Filho (MDB). 

A implantação foi concretizada após uma emenda impositiva destina pelo vereador Juca do Guaraná sob a coordenação da Secretaria Municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico.

A comunidade constituída com mais de 50 famílias de agricultores enfrentavam uma das maiores dificuldades a carência de água. 

Inês Antônia dos Santos, de 45 anos, lembra da que a avó dela andava quilômetros com balde na cabeça para levar água potável pra casa. “Eram latas, bacias e baldes carregados na cabeça. Era um sonho da comunidade e o Juca realizou. O pai dele prometeu e ele cumpriu. A gente sofria de mais. O sonho se realizou, graças a Deus”, comemorou a moradora. 

Ernestina Bom Despacho Correa, de 60 anos, também comemora água que chega às torneiras. “Juca Pai e Juca Filho prometem e cumprem. Como é bom ter água em casa”, comemorou a aposentada.

Leia mais:   Eliene e Francis se reaproximam e posam juntos em fotos durante inauguração de obras em Cáceres

Juca do Guaraná Filho lembra que a instalação do poço foi um compromisso que o saudoso Juca do Guaraná Pai fez com aquela população. “Fico feliz em ver que a instalação do poço artesiano na comunidade rural de Buritizal tem beneficiado gerações. Lembro que meio pai Juca do Guaraná lutou anos para realizar o sonho desses moradores. Infelizmente ele não pode ver essa obra sendo entregue. Mas eu fiz questão de cumprir a promessa e com uma emenda impositiva conseguimos concluir esse sonho. O trabalho segue em favor do povo”, disse o vereador emedebista. 

A entrega foi feita na gestão do atual prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB). O poço artesiano fica nas instalações da Igreja Católica Imaculada Conceição.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários Facebook
Continue Reading

Política

Assembleia aprova “Programa de Alimentação Balanceada” para escolas de MT

Published

on

Foto: Karen Malagoli

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou, em segunda votação, o Projeto de Lei nº 77/2019 que cria o Programa de Alimentação Balanceada em escolas públicas e privadas de educação infantil, ensino fundamental e médio do Estado de Mato Grosso.

Desenvolvido pelo deputado estadual Valdir Barranco (PT), a instalação do programa tem por finalidade a promoção da alimentação saudável, obedecendo a padrões de qualidade nutricional e de vida indispensáveis à saúde dos alunos do estado. “Criamos o projeto para impedir que essas crianças e adolescentes se alimentem de uma maneira não saudável, cresçam e venham a adquirir alguma doença crônica por essa má alimentação na infância. Apesar das mudanças, esse substitutivo ainda prevê orientações, campanhas e abordagens para propiciar, não só uma alimentação balanceada, mas a prática de alguma atividade física”, disse.

Com essa aprovação, as instituições escolares devem promover mecanismos efetivos à promoção da alimentação saudável junto à comunidade escolar, alunos, famílias, professores, funcionários da escola, proprietários e funcionários de cantinas escolares. Além de promover a disseminação de informações multifatoriais sobre o consumo consciente de alimentos e hábitos de vida saudáveis para o combate a obesidade, diabetes, hipertensão.

Leia mais:   33 cidades do Estado, inclusive, Cáceres tem fornecimento afetado por batida de postes no fim de semana

A proposição também prevê a capacitação dos responsáveis dos aspectos higiênico-sanitários relevantes para o exercício do comércio de alimentos de acordo com os regulamentos da Secretaria Estadual da Saúde.

O texto é um substitutivo à proposição que proibia a venda de doces, refrigerantes, salgados fritos e outros alimentos industrializados que colaborassem para o desenvolvimento de da obesidade, diabetes e hipertensão em cantinas de instituições de ensino do estado.

Agora, o projeto aguarda sanção ou veto do governador Mauro Mendes (União).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana