Connect with us
Instituição terá 13 representantes na disputa por uma vaga na equipe que representará o Brasil no torneio internacional, em Abu Dhabi

Estudantes de Mecatrônica, Vinicius Jardim, 21 anos, Willon Santos, 20, e Matheus Souza, 20, contam os segundos para o início da seletiva da WorldsKills Competition – maior competição de educação profissional do mundo. Eles são os três primeiros representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-Rondonópolis) a entrar na disputa. Para isso, viajam cerca de 1700 km até Curitiba, onde, além do clima frio, terão de enfrentar competidores de várias regiões do país.

As provas da ocupação de Manufatura Integrada, da qual representam, ocorrem na próxima semana (18 a 22/07) e definem quem são os brasileiros que devem integrar a equipe que luta por uma vaga na última fase da competição que ocorrerá em Abu Dabhi, capital dos Emirados Árabes Unidos, em 2017. É lá que serão decididos os melhores do mundo em cada uma das 49 profissões técnicas que participam do torneio.

Há um ano, Santos participou do desenvolvimento de um projeto envolvendo a criação de um robô para a indústria, foi o que despertou nele o interesse de aprofundar ainda mais os conhecimentos. E assim, estudando das 7h30 às 22h, praticamente todos os dias, que o jovem se preparou para a seletiva. “Não teve um só dia que eu não pensava no único objetivo de representar o Brasil no mundial, dei o máximo para chegar aqui e vou lutar até o último instante pela medalha de ouro”, pontuou.

Leia mais:   TRT nega indenização a trabalhadora de Cáceres que recusou ser reintegrada após descobrir gravidez

Ao todo, serão 13 competidores do Estado que disputam uma vaga no torneio internacional, que ocorre em 2017, em Abu Dhabi. O Senai-MT terá representantes nas ocupações de Manufatura Integrada, Tecnologia da Moda, Aplicação de Revestimento Cerâmico, Eletrônica, Construção de Moldes em Concreto, Jardinagem e Paisagismo, Mecatrônica, e Movelaria.

Souza disse ter se inspirado na equipe anterior a dele, que representou Mato Grosso na etapa nacional. “Colocar em prática tudo que aprendi em sala de aula foi uma oportunidade que talvez eu nunca tivesse se não na preparação para a seletiva. O que define um campeão são os detalhes e vamos focar neles”, pontuou.

Para chegar à próxima fase da disputa os jovens precisam desempenhar com perfeição e rapidez o projeto de um robô que coleta objetos, transita em ambientes hostis e supera obstáculos. Foi assim que Vinicius Jardim aprendeu sobre circuitos eletrônicos, por exemplo. “Foram horas e horas de estudo e dedicação. Hoje sinto que sou um verdadeiro profissional com as habilidades necessárias à área de atuação que escolhi”, afirmou.

Leia mais:   Professores de greve em Cáceres realizam nesta sexta-feira o Dia do Luto

Quem acompanha os jovens durante a disputa é o professor e supervisor de Manufatura Integrada, Diego Andrade, que competiu na etapa nacional em 2012 e se tornou avaliador em 2014. Segundo ele, o mais difícil quando se trata de um torneio internacional é a capacidade de se moldar frente às adversidades para saber o próximo passo dentro da prova. “O autocontrole faz toda a diferença nessa hora e esse foi um dos objetivos trabalhados durante os treinos. Agora é concentrar e fazer o que eles já sabem”.

Para a diretora regional do Senai-MT, Lélia Brun, a competição é uma oportunidade ímpar para os estudantes mostrarem talento e atraírem a atenção das empresas contratantes. “Um jovem que se dedique a competir em um mundial já sai com o diferencial de quem aplicou na prática os conhecimentos, alguém que teve de inovar, criar soluções para problemas complexos e ainda aprendeu a lidar com as pressões do tempo e dos ambientes, ou seja, é um profissional realmente completo. É por isso que os nossos estudantes têm preferência na hora da contratação. Acreditamos que eles vão nos orgulhar mais uma vez”, conclui.

 

Comentários Facebook

Cáceres e Região

33 cidades do Estado, inclusive, Cáceres tem fornecimento afetado por batida de postes no fim de semana

Published

on

Assessoria

Entre sexta (24) e domingo (26), ou seja, nas últimas 48 horas, a concessionária Energisa registrou acidentes decorrentes de batidas em postes de luz em 33 cidades espalhadas por todas as regiões de Mato Grosso. Na manhã deste domingo equipes da concessionária trocaram um poste na cidade de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá).

De acordo com a Energisa, 40 imóveis tiveram fornecimento de energia impactado na zona urbana do município. Informações colhidas no local apontam que o acidente foi causado por imprudência do motorista.

“Os relatos que nossas equipes observam nessas ocorrências e que a grande maioria das batidas poderia ter sido evitada se o condutor tivesse atenção e seguisse as leis de trânsito, dirigindo com prudência”, destaca José Nelson Quadrado Júnior, gerente de Operações da Energisa em Mato Grosso.

Veja os municípios com registros nas últimas 48 horas:
Nova Mutum
Guarantã do Norte
Cuiabá
Matupá
Nova Canaã
Sorriso
Lucas do Rio Verde
Nova Santa Helena
Sinop
São José dos Quatros Marcos
Confresa
Nova Xavantina
Ribeirão Cascalheira
Jaciara
Rondonópolis
Nova Olímpia
São Félix do Araguaia
Canarana
Cáceres
Tapurah
Chapada dos Guimarães
Primavera do Leste
Santa Rita do Trivelato
Barra do Bugres
São José do Xingu
Santa Carmem
Várzea Grande
Nova Lacerda
Ipiranga do norte
Colíder
Gaúcha do Norte
Aripuanã
Feliz natal
Araputanga.

Leia mais:   Secretaria de Estado de Saúde alerta sobre nova cepa da dengue identificada em Mato Grosso

Na maior parte dos casos, os postes são trocados por equipes chamadas de linha viva, especializadas em fazer esse trabalho sem interromper o abastecimento de energia. “Mas nem sempre a gente consegue. Quando a batida acontece, principalmente quando a estrutura cai, vários mecanismos são danificados, gerando transtornos para quem vive na localidade”, explica José Nelson.

Mas o problema maior é o risco à vida. Em uma batida, cabos energizados podem cair sobre os veículos ou no chão, gerando sérias consequências, como choques e queimaduras graves. “A sociedade precisa estar atenta. Trânsito não é brincadeira. E o que a gente mais quer é voltar pra casa bem, junto às nossas famílias. O caminho para isso é a prudência” destacou o gerente.

Maiores registros
Sorriso: 7
Sinop: 5
Cuiabá: 5
Matupá: 4
Rondonópolis: 3
Lucas: 2
Confresa: 2
Jaciara: 2
Cáceres: 2
Várzea Grande: 2
Feliz Natal: 2.

Comentários Facebook
Continue Reading

Cáceres e Região

Câmara de Cáceres infringe a própria portaria permitindo evento causando aglomeração no plenário

Published

on

Expressão Notícias – Sinézio Alcântara

Um evento realizado na Câmara Municipal, aglomerou centenas de pessoas, infringindo uma portaria baixada por ela própria, (portaria nº 067/2022) propondo distanciamento de 1,5 metros entre as pessoas, para evitar o contagio e, consequentemente, a disseminação do novo coronavirus.

O evento – Audiência Pública para discutir a Reforma Agrária na Região de Cáceres – acontece no momento em que vem aumentando, consideravelmente, o número de infectados pelo covid-19 e os leitos da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional de Cáceres (HRC) estão com 100% ocupação.

Realizado na manhã de quinta-feira (23/06) a audiência pública reuniu moradores de vários sítios e assentamentos da região que se amontoaram no reduzido espaço do plenário. Pior: vários participantes não usavam máscaras. Foi necessário, um vereador fornecer a proteção à alguns dos presentes.

Em Nota enviada ao site Expressão Notícias o presidente em exercício, vereador Isaias Bezerra, justificou que a referida audiência foi realizada pela Assembleia Legislativa, através do deputado Valdir Barranco e a vereadora Mazéh Silva, ambos do PT. E, que a Câmara, só forneceu o espaço.

Leia mais:   Fazendeiro de Lambari acusado de caçar animais em 'safaris' no Pantanal firma acordo com o MPF

Justificou ainda que, o evento foi agendado no dia 08 de junho e que muitas pessoas tiveram que se deslocar dos assentamentos e que não tinham conhecimento da portaria baixada pela câmara. E, que, “considerando essas peculiaridades, excepcionalmente, aceitou-se a presença dos participantes”.

Na Nota ele diz ainda que “a partir de agora, o número de participantes nas sessões segue as diretrizes da portaria. Que, inclusive, foi alterada na data de 23 de junho, onde o número de pessoas a serem admitidas no plenário será de apenas 30 por conta do aumento considerado de casos de covid no município”.

Abaixo a íntegra da Nota:

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana