conecte-se conosco


Cáceres e Região

Com maior número de votos entre os reeleitos, Pastorello diz que o povo soube julgar

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

            Com 684 votos, maior número de aceitação popular entre os reeleitos, o vereador Cesare Pastorello (Solidariedade), diz que o povo soube julgar. Afirma que o Pastorello de 2020, não é igual ao Pastorello de 2016. Entrevistado pelo sie Expressão Notícias, ele diz que neste mandato tem a obrigação de fazer mais porque adquiriu mais experiência. Destacou que manterá o mesmo posicionamento de independência, em relação a administração, e que não ficará “em cima do muro” pois quem se omite já está do lado errado.

            Sobre a fórmula de ser um dos mais votados, em uma eleição onde apenas quatro vereadores se reelegeram, Pastorello diz que focou em usar as redes sociais para divulgar os trabalhos realizados durante os últimos quatro anos. “Fiz uma campanha totalmente diferente de todos os demais. Sem fazer nenhum arrastão ou visita a eleitores, foquei em usar as redes sociais e divulgar os trabalhos realizados”.

Ressaltou que “o candidato à reeleição não tem que criar expectativa e nem prometer nada. Tem que mostrar o que fez, como se posicionou, e deixar a população decidir se aprovou o modelo ou não. E, para isso, eu apenas disponibilizei nas redes sociais o meu trabalho. O resultado foi a aprovação, tanto que sem fazer reunião na casa de ninguém, nem arrastão e nem porta a porta, tive a 4ª maior votação no geral e a primeira entre os reeleitos. Ou seja, eu confiei no julgamento do povo, e o povo soube julgar”

Ao contrário de a maioria Cesare diz que não teve gastos excessivos para se reeleger: “não contratei nenhum cabo eleitoral, não gastei gasolina e nem material excessivo. Porém, tive uma coisa que me valeu todo o mandato: voluntários, que fizeram toda a distribuição dos nossos kitizinhos, que deram nosso nome para os amigos, que compartilharam nossas publicações. Chegar ao fim de um mandato e se sentir querido, até por pessoas que eu nunca vi, foi uma das coisas mais emocionantes da minha vida”

Leia mais:   Após queimadas, Poconé começa ações para evitar nova tragédia

Afirmou que fará ainda mais neste mandato porque adquiriu experiência. “O Pastorello de 2020 não é mais o Pastorello de 2016. Meus princípios são os mesmos, a seriedade com a coisa pública é a mesma e o ideal de fazer pelo coletivo, igual. Porém, a vontade e a disposição são muito maiores agora. Neste mandato tenho a obrigação de fazer mais do que no primeiro, pois tenho a experiência. O povo, insatisfeito com a política, em modo geral, sempre fala em renovação para melhorar. Não vejo assim. Na vida pública, deve haver é um melhoramento da qualidade representativa.”

Ao contrário de a maioria ele diz não ter a ambição de presidir a Câmara. “Eu nunca entendi, sob o ponto de vista republicano, essa vontade que têm alguns parlamentares para ocupar presidência, seja na Câmara ou na Assembleia. Eu entendo que é um cargo que exige conhecimento e experiência, pois além de ser vereador, o presidente ainda exerce a “gerência” sobre a Câmara. E essa gerência administrativa é traiçoeira.”

Entre os projetos para a nova legislatura destacou a modernização do Código Tributário: “Tenho vários projetos para a próxima legislatura, claro. Como disse, não fiz “campanha” com os projetos porque eu tive uma grande produção legislativa para mostrar. Mas, na nossa pauta estão a modernização legislativa dos nossos códigos, principalmente o Tributário e o de Obras e Posturas, além de um projeto que eu tenho de aproximar o cidadão das ações de fiscalização. O cidadão tem que parar de bater palmas em inauguração e cobrar porque a pia está torta. Serviço público não é favor, é obrigação, e vamos trabalhar essa conscientização.”

Leia mais:   Mato Grosso receberá 24 mil doses da vacina AstraZeneca

Reafirmou a proposta de defender os direitos do servidor público. “Como eu não me canso de dizer, o cidadão tem direito a um serviço público condizente com os altos impostos que paga. E para ter serviço público de qualidade o servidor público tem que ser reconhecido e valorizado. Então, na nossa pauta está a regularização da situação de alguns cargos públicos como os Agentes de Saúde, Auxiliares de Desenvolvimento Infantil, horas atividade dos interinos, insalubridade e periculosidade de quem tem direito, dsr, etc… E tenho certeza que vamos avançar muito mais nessas pautas com a nova administração e os novos colegas de parlamento.”

Em relação a prefeita eleita Eliene Liberato Dias disse que irá atuar de forma independe mas que pretende ajudar na solução dos problemas.“Eu já me ofereci à prefeita eleita, Eliene, para ajudar, no que puder, na sua transição, inclusive, com a minha visão, pelo lado de vereador, dos principais problemas a serem enfrentados. Além disso, pessoalmente pedi que ela averiguasse, com a sua equipa, a LOA/2021 que está para ser apreciada e aprovada na Câmara. Meus votos são de que a administração dê certo e seja boa pro meu povo. Jamais eu iria torcer contra.

Destacou a pecha de vereador de oposição. “Esse conceito de “situação ou oposição” é da velhíssima política. Eu só tenho um lado, é o do povo. Naquilo que eu entender ser bom para o povo, para a cidade, a administração vai ter meu total apoio, defesa e empenho. No que for onerar ou prejudicar a população, vai receber o mesmo tratamento que a atual recebeu nessas questões. A única coisa que a população nunca vai me ver é omisso ou em cima do muro. Quem se omite já está do lado errado.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Motoristas de ônibus escolares da prefeitura de Cáceres ganham na justiça o direito de receber Adicional de Periculosidade e de Insalubridade

Publicado

Assessoria

Depois de muito lutar com a gestão passada, os Guardas Municipais de Cáceres e os Motoristas de Ônibus Escolares começaram a ver o resultado de suas ações na justiça, com as primeiras implementações do Adicional de Periculosidade e de Insalubridade, que acarretará o aumento de 30% por cento no salário base da categoria dos guardas e de 20% para os motoristas.

Alguns motoristas e guardas municipais começaram, já este mês, a receber o adicional devido, e que nunca foi pago pela administração municipal nas gestões anteriores. A implementação dos adicionais tem se dado via processo judicial, após julgamentos de 1ª e 2ª Instância.

Nas ações ajuizadas pelos Guardas e pelos Motoristas, que são representados na justiça pelo Escritório Curvo e Pizzatto Advogados, os servidores pedem a implementação do adicional de 30% e 20% nos salários, que já tem sido realizada nos casos vencedores, mais o retroativo dos últimos cinco anos.

A justiça em Cáceres já confirmou o direito das categorias ao adicional e ao retroativo. A prefeitura recorreu dos casos, e agora a 2ª instância da justiça tem indeferido os recursos da prefeitura e garantido o direito dos profissionais, que há anos esperam pela melhoria salarial.

Leia mais:   Mato Grosso receberá 24 mil doses da vacina AstraZeneca

Procurados pelo Jornal Oeste, os Advogados que representam os guardas disseram que a expectativa é de que a Justiça confirme todos os casos, e que até fim do ano a Prefeitura faça a implementação dos adicionais para quem ajuizou a medida.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Em Cáceres, Marinha abre 15 vaga no Curso de Formação para Aquaviários

Publicado

Assessoria
Visando contemplar ao cidadão cacerense a oportunidade de capacitação para marinheiro fluvial e conhecimento de convés e máquinas, a Agência Fluvial de Cáceres, abre em fevereiro as inscrições para o Curso de Formação de Aquaviários MARINHEIRO FLUVIAL AUXILIAR DE CONVÉS E DE MÁQUINAS – NÍVEL 1 (CFAQ-MAFC/MAFM).

Para se inscrever, homens e mulheres devem ter no mínimo 18 anos completos, ser brasileiro, possuir escolaridade inferior ao 6º ano do Ensino fundamental e estar em dia com as obrigações militares e eleitorais.

De acordo com o Comandante da Agência em Cáceres, capitão tenente Estanislau Geraldo de Carvalho, o cidadão capacitado como Aquaviário, tem maior possibilidade de ingressar no mercado de trabalho, principalmente nesta região onde o turismo é um dos pontos fortes da economia e com os rios sempre atrativos para a pesca.

Com carga horária de 50 h/a e com início previsto para o mês de abril, a Agência Fluvial de Cáceres disponibiliza de 15 vagas. O período de inscrições inicia em 04 de fevereiro até 08 de março.

O seletivo consta apenas de teste de suficiência física, com prova de natação na distância de 25 metros (sem limite de tempo) e permanência de flutuação sem qualquer auxílio e com duração de dez minutos. Para a realização do teste, os candidatos deverão apresentar atestado médico, emitido há menos de um ano, que comprove bom estado de saúde física, mental, visual e auditivas.

Leia mais:   Bolivianos são presos em Cáceres com cocaína no estômago e expelem 150 cápsulas

Diante do quadro do Coronavírus, o 1º Sg-Et Márcio Rogério dos Santos Ferreira, encarregado do Ensino Profissional Marítimo, informa aos interessados que agendem atendimento, pelos telefones (65) 3223-2722 e 3223-1416, medida adotada para que não ocorra aglomerações.  Sargento Marcio ressalta que o candidato no ato da inscrição deverá apresentar documento que comprove a escolaridade exigida; RG, CPF, comprovante de residência, foto 3×4, ficha de inscrição preenchida e comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 8,00.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana