Connect with us

Censo 2022 começa nesta segunda; veja como identificar o recenseador

Até novembro, serão visitados 75 milhões de domicílios em 5.568 municípios, incluindo aldeias indígenas e quilombolas

ECONOMIA| Do R7

TÂNIA REGO/AGÊNCIA BRASIL-06/09/2021

Censo 2022 começa nesta segunda-feira (1º), com mais de 183 mil recenseadores que visitarão 75 milhões de residências em 5.568 municípios do país, incluindo aldeias indígenas e quilombolas.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), além de saber o tamanho da população, estimada, atualmente, em 215 milhões de habitantes, o Censo vai tirar uma fotografia detalhada dos brasileiros para mostrar as principais caraterísticas socioeconômicas: idade, sexo, cor ou raça, religião, escolaridade, renda, saneamento básico dos domicílios etc.

Até o início de novembro, os recenseadores visitarão cada domicílio do país. Os primeiros resultados do Censo 2022 têm divulgação ainda no fim deste ano. Outras análises e cruzamentos de dados serão divulgados ao longo de 2023 e 2024.

Leia mais:   OAB/Cáceres realiza no dia 26 grande festa em comemoração ao mês da advocacia

No Censo 2022, haverá dois tipos de questionário: o questionário ampliado ou da amostra com 77 perguntas, que será aplicado em 11% dos domicílios do país; e o questionário simplificado ou básico com 26 perguntas, que será aplicado em 89% dos domicílios.

O trabalho contará com três formas de abordagem para preenchimento dos questionários: presencial (Computer-Assisted Personal Interviewing — Capi), por internet (Computer-Assisted Self Interviewing — Casi) e por telefone (Computer-Assisted Telephone Interviewing — Cati).

Para realizar a entrevista, os recenseadores deverão contatar todos os domicílios da sua área de trabalho, visando entrevistar os moradores (se precisar, podendo voltar em dias e horários alternativos, inclusive à noite e/ou nos fins de semana).

Cada visita do agente de coleta fica registrada no DMC (Dispositivo Móvel de Coleta), tipo de smartphone. Ao não encontrar os moradores do domicílio, o recenseador pode deixar um bilhete de recados com seu contato.

Entrevista poderá ser por internet ou telefone

Após realizadas as tentativas de contato pelo recenseador, caso não tenha sucesso, o supervisor deixa uma carta a respeito da obrigatoriedade da prestação de informações estatísticas e das possíveis sanções previstas pela lei do sigilo estatístico. Caso identifique que é um domicílio vago ou de uso ocasional (veraneio), ele registra no DMC.

Leia mais:   Transporte público em Cáceres: Pastorello cobra ações e diz que o povo está sendo lesado no seu direito

Já as abordagens alternativas, por internet ou telefone, serão feitas de forma mista com a presencial. A entrevista presencial é importante, pois o recenseador pode esclarecer dúvidas do recenseado durante a conversa.

Para responder pela internet, o informante deverá aguardar a visita do recenseador, que vai cadastrar seu email e seu celular (para recebimento de SMS) no sistema. Para o email e o celular será enviado um token (eticket), que será usado para acessar o questionário do censo. O preenchimento é totalmente online e não é necessário baixar nenhum aplicativo ou documento.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Superação: Deputado federal Dr. Leonardo revela que superou câncer raro: “estou curado e mais forte!”

Published

on

Assessoria

O deputado federal Dr. Leonardo (Republicanos) decidiu revelar que lutou por mais de 1 ano contra um câncer ósseo raro. Apesar da extrema gravidade da doença, diagnosticada no auge da pandemia de Covid-19, o deputado continuou trabalhando e destinando recursos para Mato Grosso.

“Estou curado e mais forte! Sinto que este é o momento de agradecer a Deus pela benção de estar vivo e podendo retribuir trabalhando pelos que mais precisam”, declarou o deputado Dr. Leonardo.

     A descoberta da doença aconteceu de forma surpreendente. Após sofrer um acidente de caminhonete, durante uma vistoria da rodovia BR-174, no interior de Mato Grosso, o deputado ficou gravemente ferido. Ao passar por exames, a equipe médica descobriu a existência do câncer que mudou a sua vida.

“Como médico de profissão, eu sabia da gravidade das fraturas. Pensei até que não poderia mais voltar a andar, mas o diagnóstico de câncer foi o que mais me surpreendeu”, disse o deputado.

Diante da situação, Dr. Leonardo optou por realizar um tratamento sem alarde ao público. Todo o tratamento da doença foi mantido em silêncio da maioria das pessoas. Apenas os familiares e amigos de Cáceres sabiam da real gravidade da situação.

“A luta contra o câncer foi o momento mais difícil da minha vida. Então preferi me recolher, estar com a minha família e me apegar a Deus, que renovou a minha fé e me deu forças para seguir em frente. Neste período, o apoio dos meus familiares e amigos e o trabalho foram fundamentais para manter e superar esta doença que é tão agressiva”, disse.

Leia mais:   Superação: Deputado federal Dr. Leonardo revela que superou câncer raro: "estou curado e mais forte!"

Deputado federal de primeiro mandato, Dr. Leonardo não se licenciou do cargo, mesmo passando por este momento difícil.

Durante a pandemia, logo após ser submetido a cirurgias e iniciar as sessões de quimioterapia, o trabalho parlamentar foi feito inicialmente de maneira remota. Mas, aos poucos, o deputado começou a retomar as suas atividades presenciais, usando cadeira de rodas, depois muletas e hoje voltou a andar normalmente.

     “Com fé em Deus, segui com o meu tratamento, com dor física, mas nem isso me fez parar de trabalhar por Mato Grosso. Trabalhei de cadeira de rodas, trabalhei de muleta, mas também trabalhei com fé e com a esperança de dias melhores”, afirmou.

O deputado destaca que todo o tratamento foi uma jornada de muita dedicação, coragem, aprendizado e fé. “Eu tive realmente que reaprender a andar. Por ter sido uma fratura no fêmur grave, eu fiquei de cama por um tempo após a cirurgia. Depois passei a usar cadeira de rodas para me locomover e participar das sessões. Mas nem isso nos impediu de trabalhar por Mato Grosso e atender aos municípios”, afirmou.

O deputado lembra que teve que passar por sessões de fisioterapia, em Brasília e também em Cáceres, como parte do processo de fortalecimento para poder andar novamente. “Após deixar a cadeira de rodas e avançar no tratamento, eu consegui poder usar muletas. Lembro que foi um sentimento de vitória poder andar e rever algumas pessoas, e manter este contato mais próximo com todos”, disse.

Com a experiência no atendimento de pacientes, o deputado Dr. Leonardo recorda que cresceu muito ao estar na condição de paciente.

Leia mais:   Cáceres é contemplada com importante projeto de subsídio global

“Atuei como médico do Exército de Cáceres, médico do postinho e de grandes hospitais em Cuiabá, Várzea Grande e Pontes e Lacerda, e em todos os lugares por onde passei eu deixei a minha marca: a do médico decente que nunca mediu esforços para ajudar e dar um tratamento humanizado. Agora eu sei que isso faz realmente toda a diferença”.

Superado o câncer, o fim das dores da fratura e já podendo se locomover normalmente, o deputado Dr. Leonardo retomou plenamente seu trabalho e está percorrendo todos os municípios de Mato Grosso.

Em seu primeiro mandato, mesmo lutando contra o câncer, Dr. Leonardo se destacou pela sua luta em defesa da saúde, o combate à corrupção, fortalecimento da agricultura familiar e investimentos em áreas prioritárias como saúde e infraestrutura.

Mesmo durante o tratamento do câncer, o deputado Dr. Leonardo se manteve trabalhando como coordenador da Bancada Federal de Mato Grosso. O deputado destinou mais de R$ 313 milhões em emendas para o Estado. Deste total, foram R$ 200 milhões para atender as demandas dos municípios da região Oeste.

O deputado Dr. Leonardo representa a nova política, do bem e dos resultados. Ele mantém uma postura diferenciada se comparada em relação aos políticos tradicionais.

Em seu primeiro ano na Câmara Federal, por exemplo, Dr. Leonardo decidiu abrir mão da aposentadoria especial que teria como parlamentar. Ele apresentou ofício se retirando do Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC), um regime especial para aposentadoria dos atuais e de ex-integrantes do Congresso Nacional.

Comentários Facebook
Continue Reading

Cáceres e Região

Licença Ambiental para serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores

Published

on

EDER DE OLIVEIRA CABRAL& CIA LTDA, CNPJ 37.492.253/0001-30, torna público que requereu à Prefeitura Municipal de Cáceres/MT por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente a licença ambiental – modalidade: licença prévia, licença de instalação e licença de operação, para a atividade de serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores, localizada na rua Padre Cassemiro,1746, Vila Mariana, CEP 78.210-318, Cáceres/MT.

Comentários Facebook
Leia mais:   Gefron apreende 445 kilos de cocaína em Poconé; suspeito foi encaminhado para delegacia de Cáceres
Continue Reading

Mais Lidas da Semana