conecte-se conosco


Destaque

Brasil fecha 72,6 mil vagas de trabalho com carteira assinada

Publicado

O resultado para o mês, no entanto, foi melhor que o do ano passado

Em maio, 72.615 vagas de empregos formais foram fechadas em todo o país, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje (24) pelo Ministério do Trabalho. O resultado mantém a tendência de mais demissões que contratações no mercado de trabalho. No acumulado de janeiro a maio,, 448.011 postos de trabalho já foram fechados este ano.

 

O resultado para o mês, no entanto, foi melhor que o do ano passado, quando 115.559 vagas foram fechadas em maio.

 

Nos últimos doze meses, o país perdeu 1.781.906 empregos com carteira de trabalho assinada, o que corresponde a uma retração de 4,34% do contingente trabalhadores formais. Com o resultado, o Brasil tem atualmente 39.244.949 trabalhadores com carteira de trabalho assinada.

 

Setores

 

O setor de serviços registrou a maior queda de vagas formais em maio de 2016, com fechamento de 36.960 postos de trabalho. O comércio diminuiu o ritmo de perdas, com a redução de 28.885 vagas em maio ante 30.507 postos fechados em abril. A indústria de transformação fechou 21.162 vagas contra 60.989 em abril.

Leia mais:   Prefeitura zera demanda reprimida de exames de mamografia em Cáceres

 

Seguindo a tendência verificada em abril, a agricultura foi o setor que mais criou empregos no país em maio, com 43.117 novos postos de trabalho. No mês anterior, foram 8.051 novas vagas.

 

O crescimento, segundo o Ministério do Trabalho, se deve à sazonalidade ligada ao cultivo do café, principalmente nos estados de Minas Gerais, responsável por 20.308 postos, e São Paulo, com saldo positivo de 4.273 vagas. De acordo com o relatório, a administração pública também apresentou saldo positivo, com geração de 1.391 postos em maio.

 

O emprego formal apresentou resultado positivo em Minas Gerais (9.304), no Espírito Santo (1.226), em Mato Grosso do Sul (562), Goiás (153) e no Acre (147). Nos demais estados houve perda de postos de trabalho.

 

No Rio Grande do Sul foi registrada a maior queda (-15.829), influenciado pelo fator sazonal da agricultura (-3.723 postos a menos no setor).

Divulgado desde 1992, o Caged registra as contratações e as demissões em empregos com carteira assinada com base em declarações enviadas pelos empregadores ao Ministério do Trabalho.

Leia mais:   Anvisa confirma dois casos da variante ômicron no Brasil

DA AGÊNCIA BRASIL

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Anvisa confirma dois casos da variante ômicron no Brasil

Publicado

R7 Notícias

Dois brasileiros que desembarcaram no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, apresentaram teste positivo para a variante Ômicron do coronavírus, identificada na África do Sul. A informação foi confirmada pela Anvisa e por fontes do Ministério da Saúde ouvidos pelo R7.

O resultado do teste, realizado pelo laboratório Albert Einstein, ainda é preliminar. Os próprios passageiros, marido e esposa, procuraram o laboratório, localizado no aeroporto, para realizar o teste requerido para o retorno à África do Sul.

Segundo a Anvisa, a entrada do passageiro no Brasil ocorreu no último dia 23, isto é, antes da notificação mundial da nova variante, que foi relatada pela primeira vez à OMS (Organização Mundial de Saúde) no dia 24.

A entrada também foi anterior à edição da Portaria Interministerial CC-PR/MS/MJSP/MINFRA 660, de 27 de Novembro de 2021, que proibiu, em caráter temporário, voos com destino ao Brasil que tenham origem ou passagem pela África do Sul e que também suspendeu, em caráter temporário, a autorização de embarque para o Brasil de viajantes estrangeiros, procedentes ou com passagem, nos últimos 14 dias antes do embarque, pelo país africano.

Leia mais:   Documentário sobre misticismo na Serra do Roncador estreia em Barra do Garças, Cáceres e Cuiabá

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Prefeitura zera demanda reprimida de exames de mamografia em Cáceres

Publicado

Por – Esdras Crepaldi

A  demanda reprimida de exames de  mamografia na rede pública municipal  de saúde foi zerada pela Prefeitura de Cáceres. A redução no tempo de espera foi possível em razão do aumento da oferta, onde a prefeitura, por meio do Consórcio Intermunicipal de Saúde, adquiriu  342 mamografias  e ofertou mais 65 pelo Hospital Regional de Cáceres, totalizando 407 exames entre outubro e novembro de 2021.

A secretária de Saúde, Elis Fernanda de Melo Silva, comemorou esses números e disse que  agora   um paciente que precisa realizar esses exames é atendido dentro do próprio mês da solicitação. Elis disse que hoje existe apenas demanda mensal recente e que zerar a fila de espera demonstra o compromisso da prefeita Eliene Liberato Dias com uma saúde mais humanizada e de fácil acesso.

A secretária ainda informou que durante o Outubro Rosa, através de uma parceria com a Santa Casa de Cuiabá, foram realizados 90 exames de ultrassom de mama para pessoas de Cáceres.

Leia mais:   Documentário sobre misticismo na Serra do Roncador estreia em Barra do Garças, Cáceres e Cuiabá

“São avanços importantes e números significativos”, celebrou Elis que disparou, “E não é só isso, com  o retorno das cirurgias eletivas, através do contrato firmado  entre o estado de Mato Grosso e o Hospital São Luís, no momento, a demanda de cirurgião geral também encontra-se praticamente zerada na regulação, mais uma conquista para a saúde de Cáceres”, ressaltou a secretária Elis Fernanda.

A prefeita Eliene Liberato Dias se diz feliz com os resultados obtidos pela saúde municipal. Para ela várias decisões, como o retorno ao Consórcio Intermunicipal de Saúde, permitiram zerar a fila de espera de mamografias.

“Vamos seguir trabalhando com determinação e criatividade para superar todas as demandas reprimidas geradas no período da pandemia do coronavírus e seguir investindo cada vez mais nesta área. Estamos conquistando muitos avanços na Saúde, que é prioridade da nossa gestão desde o início deste mandato. Estamos muito felizes em poder zerar mais uma fila de atendimento na área da Saúde”, finalizou a prefeita Eliene.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana