conecte-se conosco


Política

Avallone destaca protagonismo da Assembleia na luta pela ferrovia em Cuiabá

Publicado


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado Carlos Avallone (PSDB) destacou o protagonismo da Assembleia Legislativa, que assegurou as condições legais para o lançamento do edital de chamamento público para a construção da primeira ferrovia estadual em Mato Grosso. A ferrovia vai interligar Cuiabá a Rondonópolis, bem como Rondonópolis a Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, além de se conectar com a malha ferroviária nacional.

A concretização do sonho da ferrovia em Cuiabá foi possível graças à aprovação pelo Parlamento estadual de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) e de um projeto de lei complementar que deram a sustentação legal necessária.

 “Em outubro de 2020, em coautoria com os deputados Eduardo Botelho (DEM) e Janaina Riva (MDB), apresentamos a PEC aprovada por unanimidade, que gerou a Emenda Constitucional nº 93 autorizando o governo a construir e explorar, de forma direta, a malha ferroviária no estado. No início deste ano, aprovamos o Projeto de Lei Complementar 685/2021, que dispõe sobre o Sistema Ferroviário do Estado e os regimes de exploração dos serviços. Graças a essas iniciativas parlamentares, o governador Mauro Mendes pode lançar o edital de uma obra histórica que vai beneficiar muito a baixada cuiabana e todo o estado”, disse Avallone. 

O deputado lembrou que a luta pela ferrovia começou com o saudoso senador Vicente Vuolo e prosseguiu ao longo de décadas graças ao empenho de parlamentares estaduais e federais, governadores e presidentes da República, com apoio de todos os segmentos sociais. 

Leia mais:   Xuxu Dal Molin destaca importância de pavimentação de rodovia em Sorriso

Como secretário de Indústria e Comércio no governo Dante de Oliveira, Avallone participou dos esforços para a conclusão da ponte rodoferroviária ligando São Paulo a Mato Grosso do Sul. 

“Quando as obras estavam paralisadas, Dante buscou apoio do então governador Mário Covas, do ex-ministro do Planejamento José Serra e do presidente FHC e ainda teve o prazer de inaugurar a ponte como governador em 1998, ao lado do presidente tucano”, lembrou. 

Em 2019, Avallone propôs e coordenou uma audiência pública conjunta entre a Assembleia Legislativa de Mato Grosso e o Senado Federal sobre a ferrovia, com apoio da bancada federal e especialmente dos senadores Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PL), presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura do Congresso. A audiência reuniu ministros, representantes do empresariado, o Fórum Pró-Ferrovia e autoridades estaduais e federais.

Ainda em 2019, o deputado organizou uma visita técnica ao terminal ferroviário de Rondonópolis, levando lideranças políticas, empresariais e comunitárias. Ali todos puderam conhecer a dinâmica do terminal e os impactos decisivos na economia regional, gerando empregos e novos negócios.

“Sempre defendi que a baixada cuiabana não ficasse fora desse processo de expansão da ferrovia, e o Legislativo e o Executivo trabalharam juntos para concretizar este avanço histórico que vai impactar positivamente a economia da baixada e de todo o estado”, pontuou. 

Leia mais:   Após indicações de Paulo Araújo município de Cáceres poderá receber benefícios na área de infraestrutura, segurança e lazer

Estudos preliminares confirmam que existe uma grande demanda para o transporte de mais de 20 milhões de toneladas de alimentos e outros produtos do Sudeste do país para a grande Cuiabá por ferrovia através de contêineres. “Este frete de retorno justifica plenamente a extensão dos trilhos a partir de Rondonópolis e a construção de um terminal de contêineres e outro de combustíveis na região da capital” destacou o parlamentar.

Avallone lembrou que a ferrovia é muito mais do que transporte de cargas. “Estamos falando de fortalecimento da economia e geração de emprego e renda para 14 municípios da baixada cuiabana, onde vivem mais de 1 milhão de pessoas”, justificou. 

A  baixada cuiabana é composta por 14 municípios: Cuiabá, Várzea Grande, Acorizal, Barão de Melgaço, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Jangada, Nobres, Nossa Senhora do Livramento, Nova Brasilândia, Planalto da Serra, Poconé, Rosário Oeste e Santo Antônio de Leverger, cujas economias serão impactadas direta ou indiretamente com a construção do terminal ferroviário, a exemplo do que aconteceu com o terminal de Rondonópolis.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Política

Após indicações de Paulo Araújo município de Cáceres poderá receber benefícios na área de infraestrutura, segurança e lazer

Publicado


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A cidade de Cáceres (distante 219 km de Cuiabá) poderá receber benefícios importantes em prol da infraestrutura, segurança, esporte e lazer, graças ao empenho do deputado estadual Paulo Araújo (Progressistas) que apresentou três indicações no plenário na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) no último dia 6.

O parlamentar indicou (n° 4583/21) ao governador Mauro Mendes, com cópia ao secretário de Estado de Segurança pública, Alexandre Bustamante dos Santos, acerca da necessidade de viabilização de construção reforma do prédio da Polícia Civil de Cáceres.

O progressista também indicou (n° 4589/21) ao governador Mauro Mendes, com cópia ao secretário Alexandre Bustamante dos Santos, acerca da necessidade de manutenção de 13 câmeras de segurança adicionais para facilitação do trabalho dos 6º Batalhão da Polícia Militar de Cáceres.

Indica (n° 4584/21) ao governador, com cópia ao secretário de Estado de Esporte, Alberto Machado, acerca da necessidade de aquisição dos seguintes itens para futebol de campo masculino e feminino jogo de camisa completo, duas bolas de futebol, dois troféus de 1º e 2º colocado, um par de redes de campo, medalhas a comunidade esportiva Cáceres.

Leia mais:   Em reunião no Intermat, Botelho define estratégias para acelerar regularização fundiária
Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Lúdio Cabral recomenda vacinação de pessoas de 12 a 17 anos com comorbidade ou deficiência

Publicado


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) recomendou à Comissão Intergestora Bipartite (CIB) a inclusão de adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidade ou deficiência como grupo prioritário para vacinação contra a covid-19 em Mato Grosso. Em ofício enviado ao presidente da CIB, o secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo, e ao presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), Marco Felipe, Lúdio recomendou a vacinação com imunizante da Pfizer para crianças e adolescentes entre 12 anos e 17 anos que têm doenças crônicas.

“Os estudos clínicos indicam que a vacina da Pfizer é segura e eficaz para crianças e adolescentes de 12 a 17 anos. E as pessoas com deficiência ou doenças crônicas, como diabetes, doenças pulmonares e doenças cardíacas, entre outras, são mais vulneráveis ao vírus e a desenvolver as formas graves da covid-19. Por isso é tão importante proteger essa parcela da população, que ainda não está incluída no plano de imunização”, disse Lúdio.

A aplicação da vacina da Pfizer em adolescentes a partir de 12 anos já foi aprovada em diversos países e também pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que deve incluir essa faixa etária na bula do imunizante no Brasil. Porém, ainda não há previsão de iniciar a vacinação das pessoas dessa faixa etária em Mato Grosso. A imunização desse público já teve início em outros estados, como o Rio Grande do Sul.

Leia mais:   João Batista realiza visita técnica em Cadeia Pública de Chapada dos Guimarães

Lúdio Cabral destacou, ainda, o fato de a vacinação seguir a passos muito lentos em Mato Grosso, enquanto o estado assume a liderança do ranking de mortalidade por covid-19. “Mato Grosso é o estado com a maior taxa de mortalidade por covid do Brasil. São 357,2 mortes a cada 100 mil habitantes. Isso é resultado do negacionismo oficial, que produziu ações insuficientes e tardias de enfrentamento à pandemia, aliadas à lentidão na vacinação da população. Mato Grosso é um fracasso na gestão da pandemia e está numa situação muito pior que os outros Estados do Brasil”, disse.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana