conecte-se conosco


Destaque

Após superar Covid-19 e internação na UTI, ex-prefeito Lair Mota e esposa se reencontra em hospital

Publicado

Por: WESLEY SANTIAGO I OD

Ambos estão internados no Complexo Hospitalar de Cuiabá (CHC) por complicações decorrentes da Covid-19.

      São 32 anos juntos e poucas vezes o casal Layr Mota da Silva e Vera Lúcia de Lima ficou tanto tempo longe um do outro. Porém, nos últimos dias, a Covid-19 obrigou que ambos deixassem de se ver, após eles precisarem ser internados uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Complexo Hospitalar de Cuiabá (CHC). Ela chegou a ter 80% dos pulmões comprometidos. Agora, faltando pouco para que recebam alta, a unidade hospitalar proporcionou o tão aguardado reencontro.

Ambos estão internados no Complexo Hospitalar de Cuiabá (CHC) por complicações decorrentes da Covid-19. Dona Vera deu entrada na última sexta (26) com 80% dos pulmões comprometidos e precisou ser internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Três dias depois, foi a vez de Layr.

O casal mora em uma fazenda, no município de Figueirópolis D’Oeste, a 406 km de Cuiabá. Segundo dona Vera, os dois sempre seguiram as recomendações de prevenção do coronavírus.

Leia mais:   17% DOS ÓBITOS DO BRASIL - Mato Grosso registra 114 mortes de indígenas pela covid-19

“Nunca imaginamos que íamos pegar essa doença, porque moramos na fazenda, tomando sempre todos os cuidados. Nós não sabemos nem como pegamos”, conta.

Para o seu Layr, a doença é horrível, mas o isolamento foi ainda pior. Mesmo tendo toda a atenção necessária da equipe do CHC, o que mais o incomodou foi que, nos 32 anos de casamento, eles nunca ficaram tantos dias longe um do outro.

“Nós ficamos separados por uns dias e foi muito ruim. Então nós conversamos com a equipe do hospital para dar um jeito de nos colocar no mesmo quarto. Em meio a tantas notícias ruins que ouvimos todos os dias, hoje tivemos a benção de uma notícia boa”, explica.

Na tarde de ontem (02), em melhores condições de saúde e com previsão de alta ainda para esta semana, o casal finalmente pôde se reencontrar. “Nossa vida pode não ser a melhor do mundo, mas hoje é um dia de extrema alegria e gratidão”, finaliza seu Layr.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

CENÁRIO TRISTE -114 mil pessoas sofreram violência sexual em MT, diz pesquisa

Publicado

Assessoria

Segundo o IBGE, 114 mil pessoas em Mato Grosso sofreram algum tipo de violência sexual em 2019. Os dados foram divulgados na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) e mostram a situação vivida por homens e mulheres em todo o país.

O cenário dessa violência tem quesitos em comum. A maioria das vítimas são mulheres e foram agredidas por pessoas próximas, como o companheiro ou o ex-companheiro, dentro da própria casa.

Segundo a pesquisa, das 114 mil vítimas de violência sexual no estado, 98 mil eram mulheres e 16 mil homens. A faixa etária em que mais aconteceram os abusos foi dos 30 aos 30 anos, cerca de 34 mil vítimas.

Foi considerada violência sexual pela pesquisa atos como tocar ou beijar à força, ter partes do corpo expostas contra à vontade, além de ser forçado/ameaçado a praticar relações sexuais. Em muitos casos as vítimas passam por todos esses abusos.

Ainda segundo a PNS, a maioria das vítimas tem baixa escolaridade, com 27 mil delas tendo apenas o ensino fundamental ou ensino médio incompleto. Com relação à raça, os pretos foram os mais violados, estando em 16 mil casos.

Leia mais:   AJUDA FINANCEIRA : Nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial nesta segunda

No Brasil, estima-se que a violência sexual fez 1,2 milhão de vítimas em 2019, bem acima dos registros oficiais, já que muitas das pessoas que sofrem o abuso não denunciam por medo ou vergonha. Dos casos de abuso, em 72,7% das situações a vítima era mulher, o que corresponde a mais de 885 vítimas do sexo feminino.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Fórum de Cáceres reabre no próximo dia 20 para atendimento presencial

Publicado

Por Coordenadoria de Comunicação do TJMT

A partir do dia 20 deste mês, 74 comarcas de Mato Grosso vão passar a trabalhar em regime presencial, com atendimento aos membros do Ministério Público, Defensoria Pública, advogados e procuradores, que terão acesso aos prédios das 14h às 18h. As comarcas deverão observar o percentual máximo de 40% de servidores e colaboradores em cada setor.

A decisão adotada pela Administração do Tribunal de Justiça leva em consideração a classificação de risco epidemiológico dos municípios, disponibilizada no Painel Epidemiológico nº 429, de 11 de maio de 2021, que relacionou cinco comarcas com risco “Alto” e 74 comarcas com risco “Moderado”.

Voltarão à segunda etapa do Plano de Retorno Programado às Atividades Presenciais (PRPAP) as seguintes comarcas: Água Boa, Alta Floresta, Alto Araguaia, Alto Garças, Alto Taquari, Apiacás, Araputanga, Arenápolis, Aripuanã, Barra Do Bugres, Barra Do Garças, Cáceres, Campinápolis, Campo Novo Do Parecis, Campo Verde, Canarana, Chapada Dos Guimarães, Cláudia, Colíder, Comodoro, Cotriguaçu, Cuiabá, Diamantino, Dom Aquino, Feliz Natal, Guarantã Do Norte, Guiratinga, Itaúba, Itiquira, Jaciara, Jauru, Juara, Juscimeira, Lucas Do Rio Verde, Matupá, Mirassol D’oeste, Nobres, Nortelândia, Nova Canaã Do Norte, Nova Monte Verde, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Nova Xavantina, Paranaita, Paranatinga, Pedra Preta, Peixoto De Azevedo, Poconé, Pontes e Lacerda, Porto Alegre Do Norte, Porto Dos Gaúchos, Porto Esperidião, Poxoréu,  Primavera Do Leste, Querência, Ribeirão Cascalheira, Rio Branco, Rondonópolis, Rosário Oeste, Santo Antônio De Leverger, São Félix Do Araguaia, São José Do Rio Claro, São José Dos Quatro Marcos, Sapezal, Sinop, Sorriso, Tabaporã,  Tapurah, Terra Nova Do Norte, Várzea Grande, Vera, Vila Bela Da Santíssima Trindade e Vila Rica.

Leia mais:   Lei Aldir Blanc: Biblioteca do IFMT Cáceres recebe obras lançadas em 2021 com produções de Natalino Ferreira Mendes

Excepcionalmente, as sessões de julgamento do Tribunal do Júri em processos que envolvam réu preso poderão ser realizadas na forma presencial nas comarcas classificadas com risco “Baixo” ou “Moderado”, assim que iniciada a segunda etapa do Plano de Retorno Programado às Atividades Presenciais, desde que sejam observadas as medidas sanitárias necessárias para prevenir a contaminação pelo Novo Coronavírus.  A portaria conjunta relativa ao retorno destas 74 comarcas ao regime presencial deve ser publicada ainda nesta semana.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana