conecte-se conosco


Brasileirão Série A

Análise: Santos mostra que pode jogar bem mesmo sem Lucas Lima e Gabriel

Publicado

 

O
Santos não fez uma partida ruim, mas foi castigado nos acréscimos do segundo
tempo e empatou em 2 a 2 com o Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli. Se
faltou capricho em alguns momentos, o time de Dorival Júnior soube ao menos
suportar a pressão de um jogo tenso. Criou chances, ficou à frente no placar (com dois gols de pênalti), mas ruiu após a expulsão de Gustavo Henrique.

VEJA AS ATUAÇÕES DO SANTOS

campinho santos (Foto: Reprodução)Dorival trouxe Longuine para o meio e deslocou Vitor Bueno para a ponta no ataque (Foto: Reprodução)

No
primeiro teste sem Lucas Lima e Gabriel (convocados
para seleção brasileira), o empate foi justo. Faltou atenção na defesa e um
pouco de capricho no ataque. Ao menos contra um time inferior tecnicamente, o Peixe mostrou que pode exercer bom
papel, mesmo com os desfalques.

A
cobrança entre jogadores e comissão técnica ao longo da semana era direta: o
Santos precisava voltar a atuar como no Campeonato Paulista, colocando a bola
no chão para envolver o adversário. No Orlando Scarpelli, o time comandado por
Dorival Júnior cumpriu o objetivo na maior parte do tempo.

O
fato de atuar como visitante não foi problema. O time que cai de rendimento
longe da Vila Belmiro (de 84% a 51% de aproveitamento neste ano) se comportou bem em
Florianópolis. Desde o início de jogo, trabalhou bem a bola, permaneceu no
campo de ataque do adversário na maior parte de tempo e terminou a etapa inicial com 69% de posse de bola.

O problema era colocar a bola pra dentro. Aos 16, Rafael Longuine perdeu uma chance de forma bizarra – Joel cruzou rasteiro, e o meia, na pequena área, sem goleiro, furou. Na sequência do lance, Paulinho apanhou da bola e também desperdiçou a oportunidade de abrir o placar (veja o vídeo abaixo).

 

Faltava
eficiência no ataque e atenção na defesa. O Peixe dominava a
partida, mas o Figueirense precisou de apenas uma oportunidade para abrir o
placar. Ayrton lançou Rafael Moura, e David Braz demorou a sair da linha de
impedimento. O zagueiro deu condição para o atacante invadir a área e tocar
para o fundo do gol (veja na imagem abaixo).  

No momento do passe para Rafael Moura, David Braz demorou para sair e deu condições ao atacante (Foto: GloboEsporte.com)No momento do passe para Rafael Moura, David Braz demorou para sair e deu condições ao atacante

Mas
os catarinenses não tiveram muito tempo para comemorar. O Santos não sofreu o
baque ao levar o gol aos 37 minutos da primeira etapa. Aos 41, Ferrugem colocou
a mão na bola dentro da área, e a arbitragem marcou pênalti. Vitor Bueno empatou
a partida (veja os gols da partida no vídeo abaixo).

 

Na
volta do intervalo, Jaime teve a chance de se tornar herói do Figueirense, mas
o desvio de cabeça do zagueiro, aos seis, parou em bela defesa de Vanderlei.
Apenas três minutos mais tarde, o defensor se tornou vilão em Florianópolis.

Lançado
na área do Figueirense, Joel protegeu bem a bola, Jaime chegou atrasado e
derrubou o atacante por trás. O árbitro Wagner Magalhães anotou mais um pênalti
para o Peixe. O próprio camaronês foi para a batida e virou.

Os
dois pênaltis marcados a favor do Santos deixaram o duelo tenso. As reclamações dos jogadores do Figueirense aumentaram depois da não marcação de um pênalti de Thiago Maia em Ferrugem, aos 17 (veja abaixo). 

 

Alheio às reclamações do Figueira, o time de Dorival Júnior tinha o
controle da partida. Tinha. Aos 22, Gustavo Henrique deu uma voadora que
acertou o peito de Dudu e foi expulso direto (veja o lance no vídeo abaixo).

 

Antes
mesmo de perder um jogador, Dorival já se preparava para o contra-ataque. Por
isso sacou Rafael Longuine, deslocou Vitor Bueno para o meio e apostou na
velocidade de Matheus Nolasco. O cartão vermelho, porém, obrigou o treinador a
tirar Joel para recompor a zaga. Desta forma, o Santos passou a se limitar a marcar o
Figueirense.

Os
catarinenses não sufocavam a equipe visitante. A principal saída era levantar
na área, jogada da qual a zaga do Peixe conseguia se defender bem até os
acréscimos do segundo tempo. Em mais uma jogada deste tipo, Vanderlei saiu mal
do gol e não cortou o cruzamento. A bola seguiu rondando o gol santista, e
Ermel emendou belo chute para deixar tudo igual. Os santistas reclamaram de falta em Vanderlei na origem da jogada.

Na finalização de Ermel, os nove jogadores do Santos estavam entre a linha da grande área e a linha de fundo (Foto: GloboEsporte.com)Na finalização de Ermel, os nove jogadores do Santos estavam entre a linha da grande área e a linha de fundo

O empate foi um
castigo para um time que apresentou qualidades. Sem Lucas Lima, Vitor Bueno
foi bem na armação da equipe, e Joel foi novamente voluntarioso. A sina,
no entanto, continua: com apenas uma vitória fora de casa no Brasileirão de 2015,
o time de Dorival Júnior precisará caprichar mais para melhorar o retrospecto
nesta temporada.  

Fonte: Globo Esporte

Comentários Facebook

Entretenimento

Eclipse lunar traz ‘Lua de sangue’ no domingo (15); saiba mais

Publicado

No próximo domingo (15), acontecerá o primeiro eclipse lunar de 2022. Será um eclipse do tipo total, que ocorre quando a Lua cheia se move para a chamada sombra umbral profunda da Terra (parte mais interna e escura). Isso ocorre porque nosso planeta passa em frente à luz solar enviada para o nosso satélite natural.

De acordo com o astrofísico americano Fred Espenak, conhecido por prever eclipses, como a Lua cheia do dia 15 de maio é a chamada superlua, por estar no perigeu, o ponto mais próximo da Terra, esse eclipse será considerado uma superlua de sangue. O fenômeno, que poderá ser visto em todo o Brasil, ocorre quando a luz do sol passa pela atmosfera terrestre, mas desvia pelos comprimentos de onda para refletir de forma avermelhada na Lua.

Diagrama da sombra do eclipse lunar do dia 15 de maio. (Fonte: NASA/Divulgação.)Fonte:  NASA 

Quando acontecerá o eclipse total da Lua no domingo?

Conforme o perfil Astronomiaum no Twitter, nas cidades com fuso horário de Brasília, o eclipse lunar de domingo terá início às 22h32, e terá o seu ápice na madrugada de segunda-feira (16) à 1h11, com o término ocorrendo às 3h51. Além do Brasil, a Lua de sangue poderá ser vista também nos EUA e Canadá, além de partes da África e Europa.

Diferentemente do eclipse solar, que só é observável em uma área relativamente pequena do mundo, os eclipses lunares podem ser vistos em qualquer lugar no lado noturno da Terra. A sua visualização também é mais segura, pois esses fenômenos não necessitam de nenhum tipo de proteção para os olhos, pois são mais escuros do que a própria lua cheia em si.

Para quem mora em grandes cidades, e não pretende viajar para locais com baixa poluição visual para assistir ao eclipse total da Lua no domingo, será possível visualizá-lo através do canal oficial da NASA do YouTube. O telescópio da agência aeroespacial norte-americana irá iniciar a transmissão das imagens do fenômeno a partir da zero hora do dia 16 de maio, no horário de Brasília.

Para assistir, basta clicar no link acima para definir o lembrete e, na hora marcada, acompanhar os detalhes em alta resolução.

Fonte: https://www.tecmundo.com.br/ciencia/238420-eclipse-lunar-traz-lua-sangue-domingo-15-saiba.htm

Comentários Facebook
Continue lendo

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Publicado

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana