Connect with us
 

Poucos torcedores repararam na chegada do zagueiro Douglas ao Vasco em julho de 2010, quando a diretoria aproveitou a parada da Copa do Mundo para fazer profunda reformulação na equipe e acertou com nomes bem mais badalados, entre eles Felipe, Eder Luis e Zé Roberto. Mas não é exagero algum dizer que, em janeiro de 2013, a maior parte dos vascaínos lamentou a saída do zagueiro para o Dnipro, clube ucraniano que agora está prestes a negociar o zagueiro com o São Paulo.

Como um até então desconhecido zagueiro contratado do América-RN conquistou a confiança da torcida do Vasco? A resposta não é simples. Em sua passagem por São Januário, Douglas viveu uma trajetória incomum.

Até o fim de 2011, ele disputou apenas 11 partidas em um ano e meio, quase sempre quando a equipe entrava em campo com reservas em meio à maratona de jogos (vale lembrar que há cinco anos a CBF ainda permitia que um time disputasse até o fim a Copa do Brasil e a Sul-Americana, caso do Vasco, campeão da competição nacional e semifinalista do torneio continental). Seu início não foi dos mais promissores, simbolizado pela falha no tempo de bola que causou a derrota por 1 a 0 para o Resende no Carioca de 2011 (veja o vídeo acima).

Sequência de jogos sem sofrer gol

Em 2012, Douglas começou a conquistar espaço no elenco. Durante a disputa da Libertadores, mesmo com a lesão de Dedé, ainda viu a zaga ser formada por Renato Silva e Rodolfo e disputou apenas um jogo na competição, na vitória por 3 a 2 sobre o Alianza Lima, na fase de grupos. Na partida decisiva das quartas de final contra o Corinthians, não ficou nem no banco.

No meio daquele ano, o técnico Cristóvão Borges, provável rival de Douglas nos próximos Majestosos, finalmente apostou no zagueiro entre os titulares, e ele correspondeu. Em sua primeira sequência na equipe, entre julho e agosto de 2012, o Vasco ficou sete jogos consecutivos sem sofrer um gol sequer, entre eles uma vitória sobre o São Paulo por 1 a 0, no Morumbi.

 

Mesmo com apenas dois gols em 45 jogos oficiais pelo Vasco (veja ambos no vídeo acima), o jogador de 1,90m mostrou segurança na bola aérea, especialmente na área defensiva. Quando a equipe sofreu desmanche durante o Brasileirão de 2012, perdendo Diego Souza, Fagner, Romulo e Allan, o zagueiro assumiu protagonismo e ganhou elogios de Dedé, principal ídolo da torcida à época.

? Ele ainda vai crescer, tem uma qualidade muito grande. Vai dar o que falar. Hoje eu que estou observando o que o Douglas está fazendo para melhorar. É um dos melhores jogadores do elenco com a confiança que vem demonstrando ? disse.

Dedé douglas vasco treino (Foto: Marcelo Sadio / Vasco.com.br)Dedé e Douglas formaram a dupla de zaga do Vasco no Campeonato Brasileiro de 2012 (Foto: Marcelo Sadio / Vasco.com.br)

Uma expulsão em 45 jogos oficiais pelo Vasco

Com a bola nos pés, não espere firula ou jogo bonito de Douglas. O zagueiro conhece suas limitações e dificilmente tenta passes mais arriscados ou lançamentos. Em seu início em São Januário, chegou a ser cobrado por companheiros para marcar com mais firmeza. Depois acumulou elogios no elenco, mas manteve a postura de jogar limpo e foi expulso apenas uma vez com a camisa do Vasco, por acúmulo de amarelos em partida contra o Atlético-MG no Brasileiro de 2012.

No início de 2013, já entre os titulares absolutos do Vasco, Douglas chegou a disputar a primeira rodada do Carioca, diante do Boavista, mas logo foi vendido por 4 milhões de euros (R$ 11 milhões na cotação da época) para o Dnipro, pelo qual chegou a jogar uma final de Liga Europa, em 2015.

Pelo São Paulo, Douglas recebe a chance definitiva de se firmar no cenário nacional ao lado de referências do clube como Maicon e Lugano.

Douglas Higuaín Dnipro Napoli (Foto: Reuters)Douglas marca Higuaín: Dnipro eliminou o Napoli na semifinal da Liga Europa em 2015 (Foto: Reuters)

Comentários Facebook

Entretenimento

Eclipse lunar traz ‘Lua de sangue’ no domingo (15); saiba mais

Published

on

No próximo domingo (15), acontecerá o primeiro eclipse lunar de 2022. Será um eclipse do tipo total, que ocorre quando a Lua cheia se move para a chamada sombra umbral profunda da Terra (parte mais interna e escura). Isso ocorre porque nosso planeta passa em frente à luz solar enviada para o nosso satélite natural.

De acordo com o astrofísico americano Fred Espenak, conhecido por prever eclipses, como a Lua cheia do dia 15 de maio é a chamada superlua, por estar no perigeu, o ponto mais próximo da Terra, esse eclipse será considerado uma superlua de sangue. O fenômeno, que poderá ser visto em todo o Brasil, ocorre quando a luz do sol passa pela atmosfera terrestre, mas desvia pelos comprimentos de onda para refletir de forma avermelhada na Lua.

Diagrama da sombra do eclipse lunar do dia 15 de maio. (Fonte: NASA/Divulgação.)Fonte:  NASA 

Quando acontecerá o eclipse total da Lua no domingo?

Conforme o perfil Astronomiaum no Twitter, nas cidades com fuso horário de Brasília, o eclipse lunar de domingo terá início às 22h32, e terá o seu ápice na madrugada de segunda-feira (16) à 1h11, com o término ocorrendo às 3h51. Além do Brasil, a Lua de sangue poderá ser vista também nos EUA e Canadá, além de partes da África e Europa.

Diferentemente do eclipse solar, que só é observável em uma área relativamente pequena do mundo, os eclipses lunares podem ser vistos em qualquer lugar no lado noturno da Terra. A sua visualização também é mais segura, pois esses fenômenos não necessitam de nenhum tipo de proteção para os olhos, pois são mais escuros do que a própria lua cheia em si.

Para quem mora em grandes cidades, e não pretende viajar para locais com baixa poluição visual para assistir ao eclipse total da Lua no domingo, será possível visualizá-lo através do canal oficial da NASA do YouTube. O telescópio da agência aeroespacial norte-americana irá iniciar a transmissão das imagens do fenômeno a partir da zero hora do dia 16 de maio, no horário de Brasília.

Para assistir, basta clicar no link acima para definir o lembrete e, na hora marcada, acompanhar os detalhes em alta resolução.

Fonte: https://www.tecmundo.com.br/ciencia/238420-eclipse-lunar-traz-lua-sangue-domingo-15-saiba.htm

Comentários Facebook
Continue Reading

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Published

on

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana