conecte-se conosco


Geral

Ana Claudia Lemos é suspensa por cinco meses e poderá participar da Rio 2016

Publicado

Por 6 votos a 0, a velocista Ana Claudia Lemos foi punida com cinco meses de suspensão por testado positivo para a substância Oxandrolona em teste realizado em período fora de competição pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) em fevereiro deste ano.

A punição será retroativa a 3 de fevereiro. Com isso, ela está liberada para participar dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro – estará liberada a partir de 3 de julho, enquanto a disputa do atletismo na Rio 2016 começará no dia 12 de agosto.

“É a primeira vez que temos uma decisão unânime no STJD nestes casos. A defesa da atleta provou que houve contaminação e que a quantificação da substância encontrada é mínima. Podem me perguntar então por que ela não foi absolvida? Porque ela é uma atleta olímpica e é responsável por tudo o que consome”, comentou o presidente do STJD, Gustavo Normanton Delbin. “Ela tem de pagar um preço por sua negligência.”

No entanto, ainda cabe recurso, tanto para a atleta, como para a IAAF e para a ABCD. Na saída da Federação Paulista, aliás, o presidente da ABCD, Marco Aurélio Klein, informou que irá recorrer a Corte Arbitral do Esporte (CAS), pedindo o agravamento da pena.

Leia mais:   Veja quais cidades têm alerta de granizo no fim de semana

Ele participou do julgamento com ouvinte, mas a ABCD teve dois outros representantes Cristiane Caldas e Luiz Gabriel Horta.

Marcelo Franklin, do escritório Franklin Advogados, fez a defesa de Ana Cláudia. “Queríamos a absolvição da nossa cliente porque mostramos provas concretas que ela não cometeu nenhum ato ilícito. Lamentamos a decisão de cinco meses de suspensão, mas achamos que ela pode voltar a treinar e se preparar para representar o Brasil na Olimpíada do Rio”, disse o advogado, que se prontificou a recorrer também ao CAS.

Participaram do julgamento o procurador Caio Medauar, o vice-presidente do STJD Amadeu Armentano, a relatora Fernanda Bazanelli Bini e e os auditores Antonio Carlos Pereira, Marcos André Franco Montoro e Pedro Alberto Campbell Alquéres.

Fonte: Espn

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Vereador recebe denúncia e encontra sacolões de Natal vencidos em Cáceres

Publicado

Assessoria

O vereador Marcos Ribeiro(PSDB) recebeu uma denúncia e ao apurar a denúncia encontrou sacolões destinados a distribuição à população de Cáceres com validade vencida no Centro de Referência de Ação Social em Cáceres. Os sacolões seriam para distribuição durante a Campanha de Natal num programa do Governo do Estado.

O vereador ressalta que é um risco deixar alojado produtos já vencidos, além de ser desperdício de dinheiro público.

‘Recebemos a denúncia e apuramos que havia sacolões com produtos vencidos. Procuramos o Ministério Público e vamos pedir providências urgentes para que os responsáveis possam ser punidos. Além de um risco à saúde da população, isso é desperdício do dinheiro dos nossos impostos’, ressaltou Marcos Ribeiro.

Além de Marcos, também estavam presentes os vereadores Negação e Leandro Santos.

Por outro lado

Por outro lado, a prefeita Eliene Liberato Dias, informou que já determinou a instauração de um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar responsabilidades.”Já foi determinado a instauração de um Procedimento Administrativo. O responsável pela situação será penalizado” afirmou.
Eliene também fez questão de assinalar que, as cestas bases com validade vencida, foram adquiridas em
2020 na administração do ex-prefeito Francis Maris.
“Não sabemos ainda a quantidade das cestas encontradas com prazo de validade vencido. O que temos certeza é que são da gestão passada. Mesmo assim, vamos apurar responsabilidades.”.

Comentários Facebook
Leia mais:   Apenas prefeitos de Cáceres e Lacerda da Região Oeste aderiram a consórcio para compra de vacinas contra a Covid
Continue lendo

Destaque

Em MT Coronavírus mata uma pessoa a cada 1h05, e estado ultrapassa 6 mil mortes

Publicado

Assessoria

Desde o inicio da pandemia foram registrados 6.016 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) notificou, até a tarde deste domingo (7), 261.116 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 6.016 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. A taxa de ocupação está em 98,96% para UTIs adulto. Foram 23 mortes nas últimas 24 horas.

Foram notificadas 356 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 261.116 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.053 estão em isolamento domiciliar e 243.401 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 476 internações em UTIs públicas e 412 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 98,96% para UTIs adulto e em 49% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (56.231), Rondonópolis (20.440), Várzea Grande (16.420), Sinop (13.322), Sorriso (10.540), Tangará da Serra (10.186), Lucas do Rio Verde (9.513), Primavera do Leste (7.794), Cáceres (5.752) e Nova Mutum (5.164).

Leia mais:   Prefeitura anuncia segunda (2ª) dose da vacina para pessoas a partir de 90 anos

O documento ainda aponta que um total de 225.692 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 998 amostras em análise laboratorial.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana