Connect with us

Assessoria

   O pontapé foi dado! E esse ano, completamos 40 anos do projeto que chegou para revolucionar a pecuária nacional. Investimos para ter uma qualidade marcante, inovando com o melhor da tecnologia presente no mercado, selecionando os reprodutores certos para expandir uma genética comprovadamente mais produtiva.

     Para chegar no resultado almejado, a base vem constituindo-se desde 1982, através do melhoramento genético a fim de aperfeiçoar os animais, para então obter a melhor produção, ou seja, alcançar maior quantidade, melhor qualidade, em menor tempo e custo.

     Levando em conta o bem estar do animal e dos colaboradores, a Nelore Grendene investiu em 2021 em mais dois novos currais e a reforma de mais três, para atender da melhor forma possível o grande volume de animais presente na Fazenda Ressaca, e facilitar o manejo de curral feito pelos vaqueiros.

     Este será um ano cheio de comemorações e com certeza, muitas conquistas. 100 anos da histórica Fazenda Ressaca. 40 anos de melhoramento genético, de expansão no mercado da pecuária, modernizando cada vez mais o estilo de reprodução onde podemos comprovar a excelência da genética Nelore Grendene com a satisfação de mais de 1000 clientes espalhados pelo Brasil.

Leia mais:   MP pede impugnação de candidatura de Wellaton e deixa eleição de Dr. Leonardo praticamente impossível

      A expectativa para 2022 é vender 2000 mil touros melhoradores geneticamente, cada vez mais precoces, para produzirem mais em pouco tempo, mas com a mesma qualidade na mesa do consumidor, uma carne macia, saudável e saborosa.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Assaltante morre durante confronto com policiais militares em Salto do Céu

Published

on

Gazeta

Assaltante, que não teve o nome revelado, morreu durante confronto com policiais militares, na quarta-feira (18), na cidade de Salto do Céu. O fato ocorreu depois que o criminoso, acompanhado de um comparsa, roubou uma farmácia na cidade. Durante o crime, o proprietário do estabelecimento foi agredido pela dupla. O segundo bandido foi preso.

A Polícia Militar informou que a dupla invadiu o estabelecimento e rendeu o empresário e funcionários. Na sequência, os bandidos agrediram o dono do estabelecimento. Na ação criminosa, os ladrões recolheram dinheiro e objetos de valor e fugiram em uma caminhonete Chevrolet S-10.

Após o crime, policiais militares foram acionados e fizeram blitz na região com o objetivo de localizar os ladrões. Durante as buscas, os agentes viram os criminosos na MT-339 e iniciaram uma perseguição.  Ao perceberem que os policiais estavam se aproximando, os criminosos atiraram na direção dos militares, que revidaram a ação criminosa. Na troca de tiros, um dos bandidos foi atingido no tórax.

Ele chegou a ser levado ao Hospital Municipal Rio Branco, mas não resistiu ao ferimento e morreu logo depois de dar entrada na unidade de saúde. Já o outro bandido foi preso. O homem foi levado à delegacia para procedimentos. Já o corpo do comparsa dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para procedimentos. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Leia mais:   PÉ DIREITO - Irajá Lacerda inicia campanha com apoio maciço em todas as regiões de Mato Grosso

Vítima recebe atendimento

O empresário que foi agredido pelos ladrões foi encaminhado para um hospital da região para receber atendimento médico. Ele não corre risco de morte.

Comentários Facebook
Continue Reading

Cáceres e Região

Espera nas filas – Banco do Brasil é multado em R$ 532 mil após atuação do MPMT

Published

on

Da Redação – Oatual

Após a 1ª Promotoria de Justiça Cível de Juína ajuizar cumprimento de sentença contra o Banco do Brasil S/A em decorrência da violação à Lei Municipal nº 826/2005, que regulamenta o tempo de espera mas filas de instituições bancárias, o executado pagou multa no valor de R$ 532 mil. Na terça-feira (16), o Ministério Público requereu que esse montante seja destinado ao Fundo Municipal de Defesa do Consumidor.

A instituição financeira foi condenada em 2013, em Ação Civil Pública (ACP) de indenização por danos morais coletivos de direito do consumidor, a obedecer a legislação municipal e respeitar a limitação para permanência máxima em fila, bem como a pagar multa diária de R$ 2 mil em caso de descumprimento da decisão.

“Considerando que do dia 27/08/2019 (data em que o executado foi intimado para cumprir a sentença), até a data de 03/09/2020 (último dia da diligência do mandado de constatação), obtém-se 266 dias úteis, o montante devido totalizou R$ 532 mil”, considerou o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira.

Leia mais:   Prefeitura leva vacinação contra a Covid-19 nesta terça-feira no Jardim Universitário

A sentença ainda confirmou a medida liminar que estabeleceu a criação de mecanismo eficaz de controle de atendimento dentro do prazo estabelecido pela lei, devendo constar o horário de chegada e o horário de atendimento dos consumidores; disponibilização de assentos em todos os setores aos usuários do sistema bancário; fixação de cartazes em local visível ao público, de modo que todos os presentes tenham conhecimento do teor da Lei Municipal n. 826/2005.

Fonte: MP MT

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana