conecte-se conosco


Política

Xuxu Dal Molin comemora resultados de missão na China

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

Foto: KATIANA PEREIRA

O deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC-MT) comemorou o resultado da missão Brasil x China cumprida em maio de 2019, com liderança da ministra da Agricultura Tereza Cristina. Dal Molin representou o estado de Mato Grosso nas reuniões com autoridades chinesas em Xangai e Pequin, na China. Além disso, foi cumprida agenda em Tóquio e Niigata, no Japão; Hanói, no Vietnã; e na cidade de Jacarta, na Indonésia.

Na segunda-feira (9/9), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) recebeu um comunicado da GACC, órgão de sanidade chinês, informando a habilitação dessas plantas para a exportação de carnes para o país asiático.

Dos 25 frigoríficos habilitados, 17 são produtores de carne bovina, seis de frango, um de porco e um de asinino. As empresas já podem exportar imediatamente. Com a decisão do órgão de sanidade chinês, o número de plantas habilitadas passa de 64 para 89.

Somente em Mato Grosso, foram habilitados sete plantas frigoríficas, seis são indústrias produtoras de carne bovina e uma irá vender carne suína e de frango. Segundo Dal Molin, esse resultado também representa mais investimentos, mais empregos e aumento natural na arrecadação do Estado. “Essa notícia é o resultado da Missão Ásia que participamos em maio deste ano. Abrir mercado para a carne brasileira foi o nosso principal objetivo nessa viagem”, disse o representante de Mato Grosso na missão.

Leia mais:   Qualivida realiza 2ª edição para trilheiros da ALMT

Outra vitória a ser comemorada pelos mato-grossenses é o avanço das tratativas para que o Governo de Mato Grosso instale um escritório de negócios na China. A ideia foi apresentada pelo deputado Dal Molin e tem sido apoiada por diversos deputados estaduais.“O ano de 2019 já pode ser considerado um ano de vitórias”, lembrou o parlamentar ao rever os números do mercado entre Brasil e China.

A quantidade de carne bovina matogrossense enviada para o gigante asiático cresceu 58%, somente em 2019. As exportações passaram de 9,859 mil toneladas em 2018 para 15,574 em 2019. Foram mais de 75 milhões de dólares negociados nos primeiros sete meses de 2019 com a China, 60,9% em comparação com o mesmo período do ano de 2018.

Moção de aplausos

Diante do sucesso da missão na Ásia, o parlamentar fez indicação para que a Assembleia conceda Moção de Aplausos à ministra Teresa Cristina e ao Secretário de Comércio e Relaçoes Internacionais do MAPA, Orlando Leite Ribeiro, pelos relevantes trabalhos pela expansão do mercado mato-grossense na Ásia.  

Leia mais:   Projeto de lei cria a política estadual de atendimento ao autista

Vejam as novas indústrias habilitadas em Mato Grosso:

1. Frigorífico Redentor – Bovino – Guarantã do Norte

2. Vale Grande Indústria e Comércio – Bovino – Matupá

3. Naturafrig Alimentos – Bovino – Barra do Bugres

4. Marfrig Global – Bovino – Tangará da Serra

5. Marfrig Global – Bovino – Várzea Grande

6. Agroindustrial de Alimentos – Bovino – Rondonópolis

7. BRF – Suíno e Frango – Lucas do Rio Verde

Comentários Facebook

Estadual

“Diálogos Hidroviáveis” debate a importância das hidrovias para Mato Grosso

Publicado

As hidrovias são alternativas para transporte de carga e passageiros ainda pouco exploradas no Brasil. Para alavancar esse modal, Cuiabá receberá nos dias 31 de outubro e 1º de novembro o “Diálogos Hidroviáveis” – Programa de Integração Permanente de Iniciativas para o Desenvolvimento Sustentável da Navegação e das Hidrovias Brasileiras. A iniciativa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) debaterá temas sobre a importância das hidrovias para o agronegócio e o turismo da região. O evento será na sede da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), em Cuiabá.

O objetivo do Diálogo é apresentar o panorama atual, os entraves para ampliar a utilização das hidrovias e discutir ações viáveis de curto e médio prazo para fomentar esse modal. Para isso, a programação de abertura, no dia 31/10, terá o painel “Importância das Hidrovias para o Arco Norte do Brasil”, que contará com a participação do Senador e presidente da FRENLOGI, Wellington Fagundes, e do governador do Mato Grosso, Mauro Mendes. O debate será coordenado pelo Instituto Brasil Logística (IBL) e pela Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura (FRENLOGI), com a presença de convidados especialistas, empresários e autoridades ligadas à navegação interior.

Leia mais:   Dr. Leonardo apoia emenda que levará investimentos à segurança de Cáceres

Na sequência, ocorrerá o debate “O Contexto Atual do Derrocamento do Pedral do Lourenço e da Dragagem do Rio Madeira e seu Impacto para o Mato Grosso”. O painel abordará os corredores logísticos fundamentais para o escoamento da produção agropecuária do Centro-Oeste e de Rondônia por hidrovias, cuja operacionalização impacta diretamente na redução do custo do frete em direção aos portos para exportação.

No dia 1º de novembro haverá os debates técnicos do programa “Diálogos Hidroviáveis”, com quatro palestras: “O Processo de Certificação e o Potencial dos Benefícios do Sequestro de Carbono na Agricultura Associada ao Uso das Hidrovias”, “As Características do Paliteiro do Rio Madeira e seus Impactos Econômicos e Ambientais para Exportação Agropecuária”, “A Integração da América do Sul Pelas Hidrovias: Os Rios Nos Unem” e, por fim, “O Desenvolvimento do Turismo Associado à Navegação no Estado de Mato Grosso”.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no portal www.hidroviaveis.com.br. Além da Fiemt, o evento conta com a parceria do Movimento Pró-Logística de Mato Grosso, Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja), Frente Parlamentar Mista de Infraestrutura e Logística (FRENLOGI), IBL – Instituto Brasil Logística e Executiva Promoções.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Dr. Leonardo apoia emenda que levará investimentos à segurança de Cáceres

Publicado

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou nesta semana uma emenda ao Orçamento da União destinada ao Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron). A indicação de R$ 189 milhões foi aprovada pelos membros da comissão e deve ser liberada para o Ministério da Defesa executar.

Representante da região oeste do Estado, o deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT) defendeu o repasse e observou que, em cidades de fronteira como Cáceres (MT), o Exército Brasileiro necessita dos meios necessários para exercer o monitoramento e o controle contínuo e permanente. Em julho deste ano, o parlamentar realizou uma Audiência Pública na Câmara para debater justamente investimentos na região de fronteira.

“Precisamos colocar a região de fronteira como prioridade. O investimento que se faz na segurança é pequeno visto o que nós perdemos para o narcotráfico, para o contrabando, para a criminalidade. Menos de 10% do que a gente perde anualmente pagaria o sistema de fronteira que traria segurança para a população de todo o Brasil. Quando defendo segurança de fronteira estou defendendo todos os brasileiros porque a criminalidade se expande para todo o país”, defende Dr. Leonardo.

Leia mais:   Paulo Araújo propõe criação do Programa de Incentivo às Apaes e Pestalozzi

O Sisfron é um sistema de rádio digital operado pelo Exército em situações críticas, para ligar o País inteiro com a finalidade de viabilizar comunicação segura e eficiente entre forças de segurança e até entre autoridades públicas que precisem de sigilo e segurança especial. O projeto é integrar as polícias militares e órgãos do Ministério da Justiça ao sistema para o trabalho de segurança pública.

O Exército tem sustentado que o projeto, face à sua amplitude e complexidade, com o envolvimento da indústria nacional, necessita da manutenção de um fluxo regular de recursos que não fique sujeito a oscilações decorrentes de eventuais limitações na execução orçamentária, a fim de não comprometer o desenvolvimento tecnológico do Sistema e o cumprimento dos compromissos contratuais.

“O Projeto aumenta a presença do Estado em áreas de interesse do Território Nacional, particularmente ao longo da fronteira terrestre, contribuindo com o esforço governamental de manter efetivo controle sobre aquelas áreas, atendendo ao trinômio monitoramento / controle, mobilidade e presença, enfatizado nas Diretrizes Estratégicas constantes da Estratégia Nacional de Defesa”, diz trecho da emenda aprovada.

Jardel P. Arruda
Assessoria de Imprensa
Deputado Dr. Leonardo
(65) 99267 9309
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana