conecte-se conosco


Mato Grosso

Vítimas de violência doméstica podem buscar orientação psicológica por telefone

Publicado

A Polícia Civil criou, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá (DEDM) um canal de atendimento psicológico por telefone, para as vítimas que são atendidas pela unidade policial na Capital.

O atendimento é realizado pelo número (65) 99973-4796, onde a psicóloga da delegacia recebe mensagens, via áudio ou texto, ou ligações. O telefone recebe mensagens também pelo aplicativo whatsapp.

A delegada titular da DEDM, Jozirlethe Criveletto, explica que o serviço é para este período em que são necessários o distanciamento ou isolamento social e a redução de pessoas em circulação nas ruas e unidades policiais. “Continuamos atendendo as vítimas nas situações em que é necessário o serviço presencial. E para o atendimento psicológico, que pode ser realizado por telefone, disponibilizamos o serviço em que nossa profissional faz a escuta ativa, recebe mensagens e faz as orientações para as vítimas”.

A delegada reforça ainda que pela Delegacia Virtual (http://www.delegaciavirtual.mt.gov.br) as vítimas podem fazer o pré-registro de ocorrências como injúria, ameaça, calúnia, difamação, constrangimento ilegal e violação de domicílio no âmbito de violência doméstica. Para validação do pré-registro da ocorrência, a pessoa deve ligar em um dos números: (65) 3901-4839 / (65) 99989-4035 / 98463-2525.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Setasc promove videoconferências sobre ações durante a pandemia

Mato Grosso

Governo delega a cada município a decisão sobre aulas nas escolas particulares

Publicado

O governador Mauro Mendes decidiu delegar a cada prefeito dos 141 municípios de Mato Grosso a decisão sobre o retorno ou não das aulas nas escolas particulares.

A decisão foi tomada nesta terça-feira (02.06), após reunião com o secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho, e os deputados Dilmar Dal Bosco e Xuxu Dal Molin. Também foram ouvidos diretores de escolas e profissionais da Educação para embasar a iniciativa.

As aulas nas escolas públicas e particulares estão suspensas desde o dia 23 de março, por conta do coronavírus.

Conforme o governador, a realidade de contaminação é muito diferente em cada município e, desta forma, os prefeitos devem ficar responsáveis por avaliar se é prudente e seguro reabrir as unidades particulares de ensino neste momento.

“Se temos um nível diferente de contaminação, as medidas mais restritivas têm que ser diferentes em cada um desses 141 municípios. Vamos continuar repassando aos prefeitos para que analisem o cenário local de suas cidades. Temos que dar tratamento diferenciado para cada realidade”, afirmou.

Leia mais:   Governo de MT reduziu despesas em mais de R$ 1 bilhão em 2019, comprova C

Quanto às escolas públicas, as aulas continuam suspensas. Para minimizar as perdas de ensino, o Governo tem transmitido as aulas pela TV Assembleia, disponibilizado apostilas e mais de 300 mil kits-alimentação aos estudantes.

Mendes lembrou que o Governo de Mato Grosso já editou decretos orientativos para auxiliar os prefeitos a tomarem as medidas restritivas mais adequadas em seus municípios, sempre com respeito ao isolamento social, medidas de higiene e distanciamento e uso de máscaras.

Além disso, o Estado tem investido na criação de centenas de leitos em todas as regiões do Estado, adquirido respiradores, EPIs, ambulâncias e tomado uma série de medidas para preservar a vida e os empregos da população mato-grossense.

“Estamos abrindo leitos na Baixada Cuiabana e em todo o estado, nos hospitais regionais e em parcerias com os prefeitos, que é o que recomenda a Organização Mundial de Saúde”, declarou.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Terça-feira (02): Mato Grosso registra 2.817 casos e 75 óbitos por Covid-19

Publicado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (02.06), 2.817 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 75 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As oito mais recentes mortes envolveram residentes de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Confresa, Tangará da Serra.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (829), Várzea Grande (265), Rondonópolis (234), Primavera do Leste (130), Tangará da Serra (115), Confresa (99), Sorriso (87), Lucas do Rio Verde (80), Barra do Garças (77), Sinop (62), Rosário Oeste (44), Campo Verde (44), Jaciara (42), Pontes e Lacerda (40), Alta Floresta (37), Nova Mutum (35), Cáceres (34), Peixoto de Azevedo (29), Sapezal (26) e Querência (25).  

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 183 novas confirmações em Água Boa (1), Barra do Garças (4), Bom Jesus do Araguaia (1), Cáceres (1), Campo Novo do Parecis (4), Campo Verde (1), Canarana (5), Comodoro (1), Confresa (17), Conquista D’Oeste (2), Cotriguaçu (1), Cuiabá (35), Guarantã do Norte (4), Jaciara (3), Lucas do Rio Verde (4), Matupá (13), Nobres (1), Nova Guarita (1), Nova Mutum (3), Novo Mundo (2), Paranatinga (2), Peixoto de Azevedo (1), Porto Esperidião (2), Primavera do Leste (13), Querência (8), Rondonópolis (30), Rosário Oeste (2), Santo Antônio do Leste (1), Santo Antônio de Leverger (1), Sapezal (1), Sinop (4), Sorriso (1), Tangará da Serra (2), Várzea Grande (8) e municípios de outros Estados (3).
 
Contudo, a área técnica esclareceu que houve a correção de dois casos de duplicidade em Cuiabá (1) e Rondonópolis (1). Além disso, um caso anteriormente notificado em Sorriso e outro em Rondonópolis foram reposicionados para a categoria “municípios de outros Estados” em razão da cidade de residência do paciente.

Leia mais:   Sesp deflagra 19 operações em 62 municípios e prende 209 suspeitos

Dos 2.817 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.755 estão em isolamento domiciliar e 799 estão recuperados. Há ainda 188 pacientes hospitalizados, sendo 86 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 102 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 162 leitos de UTI e 772 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,4% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,6% masculino; além disso, 803 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 7.899 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 302 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Leia mais:   Obras de pavimentação entre Novo São Joaquim e Campinápolis seguem em ritmo acelerado

Nesta terça-feira (02), o Governo Federal confirmou 555.383 casos da Covid-19 no Brasil e 31.199 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 29.937 mortes e 526.447 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana