conecte-se conosco


Estadual

Visitantes vivenciam experiências inovadoras durante a 16º Semana Nacional

Publicado

Disseminar conhecimento e proporcionar experiências inovadoras à comunidade escolar. Esses foram os principais resultados obtidos durante os três dias da ‘16º Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação’, em Mato Grosso. Realizado simultaneamente em todo o país, o evento foi promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci).

Milhares de alunos e professores tiveram a oportunidade de acompanhar experimentos e inovações que não são comuns em seu dia a dia.

“O evento é um espaço valioso para que os participantes vivenciem o mundo da ciência, da tecnologia e da inovação, que trazem descobertas constantes em todas as áreas. Na prática, o aprendizado é mais efetivo e isso muda todo o contexto escolar”, ressaltou o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Nilton Borgato.

A estudante do 8º ano da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Gabriela Martins, de 52 anos, visitou a Semana Nacional pela primeira vez. Para ela, foi uma experiência diferente, que a estimulou a buscar mais conhecimento.

“Voltei a estudar há um ano e meio e participar do evento foi importante porque aprendemos muitas coisas interessantes, desde experiência que envolvem a física e a matemática até projetos sustentáveis apresentados por alunos”, destacou.

Um dos projetos foi apresentado pela estudante da Escola Técnica de Tangará da Serra, Ligia Apodonepá, que destacou o babaçu como alternativa de complementação de renda.

Leia mais:   Produtos certificados: Ipem-MT dá dicas de segurança para o consumidor

“Esse fruto é completamente sustentável, desde as folhas da palmeira até a casca do coco, que, devidamente preparada, fornece um eficiente carvão, fonte exclusiva de combustível. Isso é uma nova perspectiva de vida, inclusive, para os jovens, que até então não possuem muitas alternativas de trabalho na região”, pontuou.

Outra apresentação que despertou a curiosidade durante a Semana, foi o Laboratório de Eletrônica e Sistemas Embarcados (LabEse) da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), do campus de Alto Araguaia. Os estudantes do Ensino Fundamental e Médio se divertiram com os materiais de eletrônica expostos no estande, entre eles, o cubo led, Floppy Music V2, construído com drives de disquete, holograma 3D e painel flexível de led.

O professor responsável pelo laboratório, Fernando Yoiti Obana explicou que o LabEse tem em sua origem a reciclagem de materiais eletrônicos e que todos os experimentos desenvolvidos por eles tem em sua composição materiais reciclados.

“É uma troca de conhecimento, porque mostramos também o nosso trabalho por meio do empenho dos nossos acadêmicos. O evento estimula ainda mais a participação deles nos trabalhos”.

A superintendente de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Lecticia Figueiredo, explicou que a ideia é criar uma linguagem acessível à população, por meio de atividades inovadoras, despertando a curiosidade e muitas vezes futuras vocações para crianças e adolescentes.

Leia mais:   REM MT oferta R$ 10 milhões para projetos de Agricultura Familiar e Comunidades Tradicionais

Desenvolvida pela estudante Lana de Lima e orientada pela professora Francine Florentino, as receitas de bolo da casca de banana e brigadeiro de biomassa de banana foram receitas que chamaram a atenção, tanto pelo sabor quanto pela questão nutritiva. O bolo de banana é uma proposta de reaproveitamento da fruta em sua totalidade, produzidos com a casca da banana. Já os brigadeiros são feitos com a biomassa da banana sem açúcar.

“Acredito que conseguimos passar a mensagem no evento de aproveitar o alimento como um todo. Nossa preocupação é de oferecer uma alimentação rica em nutrientes e com bela apresentação”, explicou, entusiasmada.

Projetos

As experiências vividas pelos alunos tiveram um saldo positivo de 55 projetos inscritos para a mostra. No entanto, 40 projetos foram selecionados para serem expostos durante a Semana Nacional. Este ano, os seis primeiros projetos ganharam notebooks e tablets. Além disso, 12 alunos foram selecionados para ganhar uma bolsa de Iniciação Científica Junior, financiada pela Fapemat.

O projeto que teve a maior pontuação na mostra ganhou um intercâmbio para os Estados Unidos, financiado pelo Instituto Farmun. O projeto foi desenvolvido por um aluno da Escola Senai Distrito Cuiabá, com o tema “Suits – Agro Indústria Piscicultura”.

Comentários Facebook

Destaque

Operação Carnaval contará com reforço de mais de 6 mil servidores em Mato Grosso

Publicado

A previsão é de que 230 mil foliões vão para as ruas em 29 pontos de 23 municípios mato-grossenses

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) lançou nesta sexta-feira (21.02) a Operação Carnaval 2020, que inicia hoje e se estende até a quarta-feira de Cinzas (26.02). A operação vai monitorar 29 pontos de festividade, em 23 municípios mato-grossenses e, para isso, a Sesp-MT reforçará o efetivo, chegando a 6.293 servidores (entre militares e civis) e 897 viaturas empregadas.

Em 2020, houve um aumento de 20% no número de pontos de festas de Carnaval, em relação ao ano passado. Neste ano, estão previstos 230 mil foliões em municípios como Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Santo Antônio de Leverger, Barra do Garças, Cáceres, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, entre outros.

A Operação Carnaval contará com as forças integradas da Polícia Militar (PM), da Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Politec, Detran, Ciopaer, Sistema Penitenciário e Socioeducativo.

Leia mais:   REM MT oferta R$ 10 milhões para projetos de Agricultura Familiar e Comunidades Tradicionais

Durante os quatro dias de Carnaval serão realizadas blitze da Operação Lei Seca, para coibir principalmente a combinação álcool e direção e também da Operação Tempus, que busca a prevenção e repressão à criminalidade. Ainda nas ações de fiscalização que compõem a operação, o Corpo de Bombeiros Militar já está atuando na vistoria de locais onde serão realizadas festas de Carnaval.

“O trabalho da Segurança Pública este ano é dar tranquilidade ao cidadão, por isso o reforço que a gente faz de fechar as áreas administrativas, intensificar a quantidade de blitze, a exemplo da Lei Seca. A operação reúne a soma de esforços de todos os órgãos da Segurança Pública para que cidadão mato-grossense, sendo ele folião ou não, esteja seguro”, disse o secretário da Sesp-MT, Alexandre Bustamante.

Ações educativas

As campanhas educativas de Carnaval já começaram a ser veiculadas em Mato Grosso. A ideia é alertar sobre os perigos da combinação de álcool e direção. Nesses dias também acontecerão as blitze educativas, com a abordagem e entrega de kits em pontos estratégicos como o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-364, o Trevo do Lagarto, na MT-251 (Rodovia Emanuel Pinheiro), além dos próprios locais de festividade.

Leia mais:   Multiplicadores em Educação Ambiental despertam consciência em municípios de Mato Grosso

“O meu recado para os foliões é lembrar que este não é o último Carnaval da vida deles, vamos aproveitar com responsabilidade. Quanto aos criminosos, sugiro ir para outro estado, porque aqui não vai ter folga, aqui é tolerância zero”, finalizou Bustamante.

Julia Oviedo | Sesp-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Estadual

Governo vai ampliar as vagas nos presídios em pelo menos três mil até 2023

Publicado

Anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes durante evento do Bope

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), irá criar pelo menos mais três mil vagas para reeducandos nos presídios estaduais até o final dessa gestão, em 2023.

A garantia foi dada pelo governador Mauro Mendes nesta quinta-feira (20.02), durante o evento que marcou os 32 anos do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) de Mato Grosso.

De acordo com o chefe do Executivo, a criação de novas vagas nas unidades prisionais faz parte do programa “Tolerância Zero”, que será lançado no próximo mês.

O programa prevê uma série de medidas de enfrentamento à criminalidade do Estado e de reforço às ações da Segurança Pública.

“O programa vai se chamar Tolerância Zero porque é assim que nós nos sentimos, já sem tolerância para a criminalidade. E estaremos com a tolerância ainda menor com quem desrespeita a lei e o cidadão de bem desse Estado”, afirmou o governador.

Leia mais:   Entidades sociais de 43 municípios são beneficiadas em R$ 110 mil com a Nota MT

Atualmente, a população carcerária de Mato Grosso está em torno de 12 mil presos, mas a capacidade das unidades prisionais é de 6.669 vagas em 53 estabelecimentos.

Uma das unidades que irá contribuir para a ampliação das vagas é a Penitenciária de Jovens e Adultos em Várzea Grande, com 1008 vagas. A obra está em andamento e a entrega deve ocorrer neste semestre. Somente a reforma na Penitenciária de Mata Grande e a conclusão do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Peixoto de Azevedo devem gerar outras 600 vagas ainda neste ano.

“O Tolerância Zero fará investimentos relevantes nos presídios. Iremos abrir novas alas inclusive de segurança máxima para deter os criminosos de alta periculosidade”, ressaltou.

Mendes lembrou que, em 2019, a Sesp fez uma grande força-tarefa de vistoria na Penitenciária Central do Estado (PCE) e retomou o controle da unidade, cortando regalias e irregularidades.
Conforme o governador, ações como essas impedem o avanço das facções e promovem aumento da segurança e bem-estar social.

“O Tolerância Zero será também um grande programa de infraestrutura na Segurança Pública. Já autorizei a compra de quatro mil pistolas Glock, que são as mais modernas disponíveis. Também vamos adquirir viaturas, motocicletas e outras tecnologias, na medida das possibilidades diante da recuperação financeira, de modo a melhorar a eficiência do Estado na Segurança”, destacou.

Leia mais:   Carnaval 2020: Foliões devem ficar atentos aos gastos extras e qualidade dos produtos

O secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, explicou que o programa trata, principalmente, do endurecimento do Estado quanto ao crime organizado, estabelecendo novos padrões de reaparelhamento das Polícias Civil e Militar.

“O programa cumpre uma promessa de campanha do governador e está no plano de governo para esta gestão. Nosso principal objetivo é evitar que o crime organizado se instale de forma permanente no Estado e para isso, diversas medidas estão sendo tomadas. Posso citar a criação de delegacias especializadas, como a Delegacia de Combate à Corrupção, a compra de novas viaturas e armamentos, além da instalação do inquérito digital, que vai melhorar a atuação da Polícia Civil”, pontuou Bustamante.

Lucas Rodrigues | Secom-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana