conecte-se conosco


Policial

Vereador T. Coronel Paccola diz que Policiais Militares serão incluídos no plano municipal de imunização

Publicado

Por Gabinete Vereador T. Marcola

     Os Militares que exercem função nas unidades de saúde através da Secretaria Municipal de Ordem Pública devem ser incluídos ainda neste estágio.

     Durante a sessão Ordinária da Câmara Municipal de Cuiabá da última terça-feira, 16, o vereador T. Coronel Paccola comunicou que estaria entrando com uma ação civil pública contra a prefeitura, para inclusão dos policiais militares que exercem atividade nas unidades de saúde através da Jornada Voluntária.

     Os Profissionais da Jornada Voluntária são contratados para garantir a segurança do patrimônio e dos servidores públicos nas unidades de saúde fora de sua jornada comum de trabalho (horário de folga), realizando policiamento fixo em postos de saúde, policlínicas, Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e demais Hospitais Municipais, além dos parques do município, tendo contato direto com a população contaminada com a Covid-19.

     “Recebemos a informação e a garantia de que os policiais militares que trabalham na Jornada Voluntária da Prefeitura Municipal de Cuiabá serão incluídos nesta fase prioritária de vacinação. Vamos acompanhar a execução, caso não ocorra, buscaremos por meio da justiça esse direito para que eles sejam vacinados, pois estão nas unidades hospitalares desde o início da pandemia, assim como os profissionais da saúde”, relata Paccola.

     O parlamentar já havia encaminhado a solicitação através de requerimento para a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, mas teve seu pedido negado pela Secretária com a justificativa de que ela não poderia interferir no Plano Nacional de Vacinação. O número de militares que faleceram em decorrência da Covid-19 em 2020 já é maior que os que perderam suas vidas em confronto com criminosos e é considerada a profissão que mais tem sido atingida pela doença.

Comentários Facebook

Geral

Funcionárias públicas da Bolívia são presas por roubo de 500 vacinas em cidade de fronteira com o Brasil

Publicado

Por G1

Fronteira Bolívia JH — Foto: Jornal Hoje
       Três funcionárias públicas da Bolívia foram presas por roubar 500 doses de vacinas contra a Covid-19 no sábado (3), informou o Ministério Público do país.

      Elas eram as responsáveis pela guarda das doses na cidade de Guayaramerín, perto da fronteira com o Brasil.

      As vacinas foram devolvidas por pessoas encapuzadas no sábado da prisão.

      “Três cidadãs funcionárias do Departamento de Saúde que eram responsáveis pela manutenção dessas doses foram apreendidas”, disse a promotora do estado de Beni, Ruthiar Vásquez.

      Apesar de as doses terem sido devolvidas, serão descartadas, porque não se sabe se a manutenção foi correta entre a quinta-feira, quando foram roubadas, e o sábado, dia em que reapareceram.

Vacinação na Bolívia

O governo do país intensificou a vacinação dos moradores de locais próximos de fronteiras com o Brasil, em uma tentativa de evitar que os variantes de vírus identificadas no Brasil passem a infectar as pessoas na Bolívia.

      Até agora, foram dadas 2,6 vacinas para cada 100 habitantes do país. No Brasil, foram 10 doses para cada 100 habitantes.

      No dia 1º de abril, o presidente da Bolívia, Luis Arce, anunciou que ordenou o fechamento das fronteiras com o Brasil por sete dias.

      Bolívia e Chile fecham fronteiras a brasileiros

      O objetivo das medidas bolivianas é prevenir a entrada da variante brasileira P.1 no país.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Cachorro da Policia encontra ‘tri cocô’ que sumiu na Serra do Mangaval em Cáceres

Publicado

Por Pedro Miguel/Jornal Oeste

      A equipe do Canilfron foi solicitada para fazer a busca e resgate de uma pessoa desaparecida há mais de 3 dias na região do Laranjal, próximo a Serra do Mangaval na BR 070.

De imediato uma equipe do Canilfron (com a cadela de rastreio Meg) juntamente com uma equipe da 2° CIA do Corpo de Bombeiros Militar de Cáceres-MT, deslocou até o local onde o desaparecido foi visto pela última vez.

Após mais de 3h (três horas) de busca o senhor Antônio Carlos da Silva, de 47 anos, que estava caído no matagal bastante debilitado, foi localizado, recebeu os primeiros socorros e encaminhado ao Hospital Regional onde permaneceu sob cuidados médicos.

Integrantes da família e vários amigos compartilharam nas redes sociais o desaparecimento do senhor Antônio Carlos, acontecido na última terça feira e contou com o apoio do Ten. Almeida, oficial da reserva remunerada (Força Tática), que é amigo pessoal do senhor Antônio Carlos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana