Connect with us

Um piloto de motocross morreu na manhã deste domingo (26) após cair da moto que pilotava, em Juara (709 km de Cuiabá), durante a realização da 4ª Etapa do Campeonato Mato-grossense de Motocross. A vítima, identificada como Weliton Carvalho da Silva, tinha 32 anos e competia representando o município de Mirassol d’Oeste.

Weliton foi socorrido com vida, mas morreu a caminho do Hospital Municipal. Ele estava na última volta da corrida quando se acidentou.

Em um vídeo da transmissão oficial do evento é possível ver o momento exato da queda do motociclista, que ocorre quase que simultaneamente quando o primeiro colocado recebe a bandeira quadriculada.

O locutor chega a pedir “assistência médica imediata” quando vê o piloto no chão. Até o momento, não há informações sobre a causa da morte do motociclista.

De acordo com informações, Weliton liderava a sua categoria novato nacional e estava na quarta posição. O evento foi cancelado pela direção da prova.

 

Fonte: https://www.gazetadigital.com.br/editorias/cidades/veja-vdeo-piloto-de-motocross-morre-aps-sofrer-grave-acidente-em-prova-no-interior-de-mt/697078

Comentários Facebook
Leia mais:   Cáceres no Mato-grossense Feminino: FMF divulga regulamento e tabela detalhada da competição

Carros e Motos

Britânico usa tanque de guerra como carro de passeio e gasta R$ 5 mil com diesel

Published

on

Britânico usa tanque de guerra como carro de passeio e gasta R$ 5 mil com diesel

FV106 Samson roda até 750 quilômetros com um tanque de combustível; abastecimento com diesel chega a ultrapassar os R$ 5.000

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

31 de jul, 2022 · 3 minutos de leitura.

Com tanque cheio, modelo pode rodar até 750 quilômetros
Crédito:The Sun/Reprodução

FV106 Samson é um tanque de guerra produzido entre 1970 e 1978. Só 136 unidades foram feitas. Mas, nem todos os modelos foram destruídos ou estão em zonas de conflito. Uma dessas unidades, acredite, circula na Inglaterra como carro de passeio. O exemplar pertence ao soldado, Gary Freeland, que mora na pequena cidade de Amesbury.

The Sun/Reprodução

Freeland não tem o veículo apenas como peça de colecionador. Ele é daqueles que leva a família para passear no fim de semana. Apaixonado por transportes, o soldado vai a lugares inusitados, como shoppings e até drive-thru a bordo do tanque de guerra.

 

De acordo com o jornal britânico The Sun, que acompanhou um desses passeios inusitados, os gastos com combustível são astronômicos. Durante uma volta com os filhos a bordo do FV106 Samson, Freeland precisou parar para abastecer. Assim, gastou 800 libras esterlinas (pouco mais de R$ 5.000 na conversão direta) com diesel. Com o tanque cheio, dá para rodar 750 km.



Tanque
The Sun/Reprodução

Motor diesel

Por falar nisso, o veículo tem motor Cummins de 195 cv de potência máxima. Como se trata de um tanque de guerra, não dá para esperar desempenho surpreendente. Atinge 80 km/h de velocidade máxima. Originalmente, teria metralhadora de 7.62 mm montada na parte superior. “Tem muito espaço para as sacolas de compras e (a vantagem é que) nunca será amassado por um carrinho (de supermercado)”, afirmou o inglês ao The Sun.

 

Leia mais:   Cáceres no Mato-grossense Feminino: FMF divulga regulamento e tabela detalhada da competição
Tanque
The Sun/Reprodução

A princípio, o último uso do FV106 Samson em combate foi na Guerra do Golfo, em 1990. Os detalhes para que o tanque de guerra passasse do exército inglês para as mãos de Freeland não foram revelados. Sabe-se apenas que o soldado pagou £ 20.000 (quase R$ 126.000 na conversão direta) pelo modelo.

Comentários Facebook
Continue Reading

Carros e Motos

VW Gol Last Edition será edição final de despedida como foi com a Kombi

Published

on

Falta bem pouco para o fim da produção do VW Gol. Para milhões de brasileiros, o hatch compacto é o carro principal da família. São 42 anos em produção de forma contínua, mas, por força das futuras exigências de segurança, chegou a hora do adeus. E, como multicampeão de vendas da marca alemã, ele terá suas honras. Assim como a saudosa Kombi, o Gol terá uma edição final de despedida, a “Final Edition”. E ela não será barata.

A produção será feita entre agosto e novembro, com limite de 1.000 unidades, conforme apuração do jornalista Marlos Ney Vidal, do site Autos Segredos. Além disso, terá apenas uma pintura para a carroceria, e elementos estéticos para identificar a série final. Por exemplo, terá adesivos com o nome da versão e a inscrição “42 Anos”. Ainda por fora, virá com rodas de liga leve de 15″ com acabamento escurecido e lentes fumê nas lanternas.

VW Gol Last Edition
Kleber Silva/K Design

Por dentro, o Gol Final Edition não terá muitas mudanças em relação ao hatch que está nas lojas. A principal delas será a plaquinha com a numeração de cada exemplar. Da mesma forma, a mecânica não mudará. O popular virá com o motor 1.0 MPI flex de 3-cilindros e 12 válvulas, e o câmbio manual de cinco marchas. Com este conjunto, são 77 cv de potência e 9,6 mkgf de torque máximo com gasolina, e 84 cv e 10,4 mkgf gerados com etanol.

Leia mais:   Cáceres no Mato-grossense Feminino: FMF divulga regulamento e tabela detalhada da competição

 

Fonte: Diogo de Oliveira

https://jornaldocarro.estadao.com.br/carros/vw-gol-last-edition-sera-edicao-final-de-despedida-com-foi-com-a-kombi/

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana