conecte-se conosco


Destaque

Unemat divulga edital do Vestibular com 3.020 vagas em todo o Estado

Publicado


A Universidade do Estado de Mao Grosso Carlos Alberto Reyes Maldonado (Unemat) divulgou na tarde de hoje (11) o edital do Concurso Vestibular 2019/2, para ingresso no segundo semestre deste ano. Esta edição oferta 3.020 vagas em 72 cursos, distribuídos em 16 municípios do Estado. As inscrições custam R$ 100 e deverão ser feitas de 18 de março a 12 de maio. O pedido de isenção pode ser realizado de 18 a 20 de março.

O edital pode ser acessado clicando aqui.

A Unemat adota sistema de ações afirmativas: todos os cursos oferecidos destinam 30% das vagas para estudantes oriundos de escolas públicas, e reservam 25% para candidatos pretos e 5% para candidatos indígenas. As outras 40% das vagas são para ampla concorrência.

As provas serão realizadas nas cidades de Água Boa, Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Bugres, Brasnorte, Cáceres, Campos de Júlio, Colíder, Comodoro, Cuiabá, Diamantino, Juara, Nova Mutum, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Sinop e Tangará da Serra, dentre as quais o candidato deve optar no ato da inscrição.

O Vestibular 2019/2 compreende duas fases: a primeira consta de quatro provas objetivas com questões sobre Ciências da Natureza e suas tecnologias, Matemática e suas tecnologias, Ciências Humanas e suas tecnologias, e Linguagens, Códigos e suas tecnologias. Já a segunda etapa constitui-se de prova de redação. As duas fases serão realizadas em etapa única no dia 9 de junho, das 8 às 13 horas.

O resultado final será divulgado a partir do dia 26 de julho. O período letivo terá início no dia 5 de agosto, e o curso de Medicina está previsto para dia 7 de outubro.

Todas as informações sobre as etapas do Vestibular e seus editais podem ser acessadas em: http://vestibular.unemat.br/

São ofertados cursos em 16 municípios:

ENTRADA REGULAR

– Alta Floresta: Agronomia, Ciências Biológicas, Direito e Engenharia Florestal

– Barra do Bugres: Arquitetura e Urbanismo, Ciência da Computação, Direito, Engenharia de Produção Agroindustrial, Engenharia de Alimentos e Matemática

– Cáceres: Agronomia, Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Educação Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Medicina e Pedagogia

– Diamantino: Administração, Direito, Educação Física e Enfermagem

– Juara: Administração e Pedagogia

– Nova Mutum: Administração, Agronomia e Ciências Contábeis

– Nova Xavantina: Agronomia, Ciências Biológicas, Engenharia Civil e Turismo

Leia mais:   Sem incentivo, Grupo Petrópolis deve demitir e poderá fechar cervejaria no Mato Grosso

– Pontes e Lacerda: Direito, Letras e Zootecnia

– Rondonópolis: Ciência da Computação e Letras

– Sinop: Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Sistemas de Informação, Geografia, Letras, Matemática e Pedagogia

– Tangará da Serra: Administração/Matutino, Administração/Noturno, Agronomia, Ciências Contábeis, Ciências Biológicas, Enfermagem, Engenharia Civil, Jornalismo e Letras

MODALIDADES DIFERENCIADAS

– Água Boa: Direito/Matutino e Direito/Noturno

– Brasnorte: Direito

– Campos de Júlio: Administração/Matutino, Administração/Noturno, Direito/Matutino e Direito/Noturno

– Colíder: Direito

– Comodoro: Direito/Matutino e Direito/Noturno

– Nova Xavantina: Direito/Matutino e Direito/Noturno

São oferecidos 72 opções de cursos:

– Administração: Campos de Júlio, Diamantino, Juara, Nova Mutum, Sinop e Tangará da Serra

– Agronomia: Alta Floresta, Cáceres, Nova Mutum, Nova Xavantina e Tangará da Serra

– Arquitetura e Urbanismo: Barra do Bugres

– Ciência da Computação: Barra do Bugres, Cáceres e Rondonópolis

– Ciências Biológicas: Alta Floresta, Cáceres, Nova Xavantina e Tangará da Serra

– Ciências Contábeis: Cáceres, Nova Mutum, Sinop e Tangará da Serra

– Ciências Econômicas: Sinop

– Direito: Água Boa, Alta Floresta, Barra do Bugres, Brasnorte, Cáceres, Campos de Júlio, Colíder, Comodoro, Diamantino, Nova Xavantina e Pontes e Lacerda

– Educação Física: Cáceres e Diamantino

– Enfermagem: Cáceres, Diamantino e Tangará da Serra

– Engenharia Civil: Nova Xavantina, Sinop e Tangará da Serra

– Engenharia de Alimentos: Barra do Bugres

– Engenharia de Produção Agroindustrial: Barra do Bugres

– Engenharia Elétrica: Sinop

– Engenharia Florestal: Alta Floresta

– Geografia: Cáceres e Sinop

– História: Cáceres

– Jornalismo: Tangará da Serra

– Letras: Cáceres, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Sinop e Tangará da Serra

– Matemática: Barra do Bugres, Cáceres e Sinop

– Medicina: Cáceres

– Pedagogia: Cáceres, Juara e Sinop

– Sistemas de Informação: Sinop

– Turismo: Nova Xavantina

– Zootecnia: Pontes e Lacerda

por Nataniel Zanferrari

MOSTRA CIENTÍFICA
Estão abertas inscrições para apresentação de trabalho na 2ª Feira Estadual MT Horticultura


Estão abertas as inscrições para participação com apresentação de trabalho na Mostra Científica da 2ª Feira Estadual MT Horticultura. O envio dos trabalhos encerrará em 31 de maio. O evento acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto no câmpus da Unemat, em Tangará da Serra. A 1° Mostra Científica terá como tema “Inovação e Desenvolvimento do Hortifruti em Mato Grosso”. As inscrições serão realizadas por meio do Sistema de Inscrições para Eventos e Cursos da Unemat (Siec).

Leia mais:   Pontes e Lacerda: PF realiza operação contra garimpo ilegal em terra indígena

Os resumos serão submetidos a uma comissão avaliadora que poderá rejeitar ou aprovar sem correções ou com correções. No caso de aprovação com correções os resumos deverão ser reenviados após as adequações. Os alunos receberão o resultado da avaliação em 1º de julho e terão até o dia 15 para devolver os trabalhos modificados. O resultado final será divulgado no dia 2 de agosto. Cada autor poderá apresentar até dois trabalhos por inscrição. A apresentação será na modalidade pôster no dia 23 de agosto das 14h às 17h. Os resumos apresentados serão publicados em edição especial da Revista MT Horticultura.

Já a segunda edição da Feira traz a temática “Soluções para o empreendedor do campo” com inscrições até o dia 23 de agosto pelo Siec ou no local do evento. Na primeira edição da Feira, que é aberta ao público, cerca de 2000 mil pessoas circularam pelos estandes e mais de 1.100 inscritos participaram de palestras e minicursos. As inscrições de participação ou de apresentação de trabalhos são gratuitas.

Palestrantes, equipe técnica e participantes inscritos na 2ª Feira Estadual MT Horticultura receberão certificado com a programação do evento e a quantidade de horas de atividades complementares correspondentes. Os certificados serão disponibilizados em http://siec.unemat.br/eventos/MT.

por Hemilia Maia

TANGARÁ DA SERRA
MT Horticultura realiza Dia de Campo com plantio mecanizado


A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) câmpus de Tangará da Serra realiza mais um Dia de Campo do programa de extensão “MT Fruticultura” aberto à comunidade. Durante o evento será realizado o plantio mecanizado do abacaxizeiro, novidade na região de Tangará da Serra e entorno, e o manejo da cultura, na propriedade do produtor.

O Dia de Campo do cultivo do abacaxi será realizado dia 29 de março, a partir das 7h30, no Sitio Chapada, localizado no Assentamento Antônio Conselheiro. O caminho será sinalizado até o Sítio Chapada a partir da Escola Estadual Ernesto Che Guevara, Assentamento Antônio Conselheiro, Agrovila 01, Lote 22, s/n – Zona Rural.

Mais informações: Com o professor Willian Krause (65) 3311.4920 e a equipe do MT Horticultura (65) 99612.2233 / mthorticultura@gmail.com

por Hemilia Maia

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Setor de saneamento e abastecimento de água é um dos mais produtivos da administração

Publicado

O setor de saneamento básico, principalmente, o abastecimento de água em Cáceres, tem sido um dos mais produtivos da atual administração. Uma gama de ações que beneficia, diretamente, a população foi implantada e colocada em operação pela Autarquia Águas do Pantanal.

Com investimentos na ordem de R$ 432.434,44, através de recursos próprios, uma nova adutora possibilitou maior condução de água coletada do Rio Paraguai até a Estação de Tratamento (ETA), tornando assim o serviço mais eficiente.

Construída em 2018, a antiga adutora de 150 milímetros que já não atendia a demanda, foi substituída por outra de 300 milímetros, portando o dobro, de capacidade de adução.

A exemplo da nova adutora, o novo sistema de captação de água bruta, que foi construído com recursos próprios no valor de R$ 1.1 milhão, refletiu diretamente no aumento do volume de água disponibilizada para tratamento e distribuição. A vazão que antes era de 270 litros por segundo passou para 320.

A extensão da rede de abastecimento de água também foi ampliada consideravelmente nos oito anos da atual gestão. Passou de 220.929 metros em 2013, para 282.420 em 2019. Ou seja: a Autarquia Águas do Pantanal realizou 56.279 metros na área urbana e ainda 6.900 metros na zona rural (Assentamentos).

Leia mais:   AGU e deputado federal farão reunião com associações militares de MT contra ação da PGE

“Conseguimos levar água tratada para todos os bairros. Os problemas frequentes de distribuição nos bairros Jardim Padre Paulo, Vista Alegre, Vila Real, Vitória Régia, Jardim das Oliveiras, entre outros, que antes constituíam como maior desafio para a administração, hoje não existem mais” afirma o diretor da autarquia Paulo Donizete da Costa, assinalando que, apesar da melhoria o sistema continuará sendo inovado para garantir o abastecimento de água com qualidade e eficiência para toda a população.

Todo trabalho, no entanto, só foi possível devido a visão e empreendimento da administração, através do prefeito Francis Maris Cruz, que desde o início de sua primeira gestão, colocou o setor de Saneamento Básico como prioridade, para solucionar de vez o grave problema tanto da falta, como da qualidade da água distribuída nos bairros da cidade.

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Júnior Trindade deve assumir Águas do Pantanal em substituição a Paulo Donizete

Publicado

O secretário Júnior César Trindade deve assumir a direção da Águas do Pantanal. Um dos mais influentes da administração municipal, Trindade é a opção mais provável do prefeito Francis Maris Cruz, para dirigir a autarquia em substituição ao engenheiro químico Paulo Donizete da Costa que irá sair para disputar as eleições à prefeitura do município.

O nome vem sendo cogitado há vários dias. Contudo, não está, oficialmente, decidido porque antes, o atual mega-secretário, que já acumula três secretárias: Turismo e Cultura; Meio Ambiente e Saneamento; e Agricultura e Desenvolvimento, terá que ser sabatinado pela Câmara. E, há informações de resistência por parte de alguns vereadores da base aliada no legislativo.

Além de secretário, Júnior é considerado “homem de confiança” do prefeito. Ao longo dos seis anos na administração ele já passou por várias pastas. Entre elas, a Secretaria de Fazenda, de Obras e de Planejamento. Contudo, melhor se identificou na Secretaria de Turismo e Cultura, responsável pela realização do Festival Internacional de Pesca.

Leia mais:   Pontes e Lacerda: PF realiza operação contra garimpo ilegal em terra indígena

A sabatina na Câmara deverá ser realizada na sessão de segunda-feira. Caso seja aprovado, com está previsto, Júnior Trindade assume a autarquia na próxima quinta-feira. É, que o prazo para que Paulo Donizete se descompatibilize para oficializar sua pré-candidatura a prefeito encerra na quarta-feira.

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana