conecte-se conosco


Policial

Traficante é preso por comércio e mulher por tentar entrar com droga na PCE

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Mais um suspeito envolvido no comércio de drogas em Várzea Grande foi preso pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (10.07), após trabalho da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), para cumprimento de mandado judicial. A ação resultou também na apreensão de uma arma de fogo.

Jonathan Magalhães da Silva, 26, conhecido como “Preguinho”, foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo e munições. Ele foi detido em uma quitinete no bairro Jardim Glória, a qual fica ao lado de uma creche.

Com o suspeito foram encontrados meio tablete de maconha, porções de cocaína e  pasta base, uma balança de precisão, além de um revolver calibre 38, um rádio utilizado para acompanhar a frequência da polícia.

Jonathan Magalhães da Silva foi levado para DRE, ouvido e autuado em flagrante delito e encaminhado para audiência de custódia.

Mais prisão

Ainda pela Delegacia de Entorpecente (DRE), uma mulher foi autuada em flagrante por tráfico de drogas, na manhã desta quarta-feira (10), após tentar entrar com entorpecente na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá.

Leia mais:   Em Cáceres, policiais civis arrecadam brinquedos e doces e fazem alegria de crianças carentes

N.J.S. e 39 anos, foi flagrada pela equipe do Setor da Guarda do Sistema Prisional. Ao passar pela revista e ser entrevista por uma das agentes, ela confessou que estava levando para o seu marido, entorpecente escondido em sua genitália.

A suspeita ainda afirmou que receberia o valor de R$ 1 mil, para entrar com droga no presídio. Ela foi levada até o banheiro e retirou um invólucro contento entorpecente.

Após os fatos, N.J.S. foi levado para DRE, ouvida e autuada em flagrante por tráfico de drogas.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil fecha ponto de venda de entorpecentes e apreende adolescente

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Em ação investigativa, a Polícia Judiciária Civil de Nova Xavantina fechou um ponto de venda de entorpecentes, apreendeu um adolescente e porções de drogas na tarde de quarta feira (16.10), no município.

Após receber várias denúncias de que uma residência no bairro Henry 2 estaria sendo utilizada como ponto de venda de entorpecente e havia a presença de menores de idade comercializando drogas no local, equipes da delegacia municipal passaram a monitorar a casa, onde foi apreendido o adolescente M.S, 17 anos. Em buscas pelo imóvel, foram localizadas quatro porções de substância análoga à maconha e outras porções de pasta base de cocaína totalizando aproximadamente 170 gramas de entorpecentes.

O adolescente apreendido tem outras passagens por atos infracionais análogos a roubo, tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, ameaça e lesão corporal.

O delegado Raphael Diniz Garcia realizou a apreensão em flagrante do adolescente, que foi autuado por ato infracional a tráfico de drogas e associação para o tráfico e colocado à disposição da justiça local.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Trabalho integrado reduz ocorrências de roubo a banco em 50%
Continue lendo

Policial

Polícia Civil recebe equipamentos de informática em parceria com Ministério Público

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil recebeu nesta quarta-feira (16.10) a doação de equipamentos de informática do Ministério Público Estadual. O termo de doação foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, pelo delegado-geral da Polícia Civil, Mário Dermeval de Resende e pela diretora de Execução Estratégica da PJC, Daniela Silveira Maidel.

Foram entregues 37 computadores completos, 38 CPUs, 25 impressoras e 212 nobreaks. Os equipamentos serão destinados às delegacias do interior do estado para reforçar o trabalho desenvolvido pelas equipes policiais.

“Esses computadores vêm em boa hora, pois a Polícia Civil já estava com seu estoque quase zerado em relação à quantidade de computadores. Esses equipamentos são cruciais para que os trabalhos ocorram da melhor forma”, destacou o delegado-geral da Polícia Civil.

O procurador-geral de Justiça também falou sobre a importância da parceria. “Sabemos das demandas das delegacias. Esses equipamentos vão ajudar no trabalho de investigação que, ao final do inquérito, segue para o Ministério Público verificar se oferece ou não a denúncia”, destacou.

Leia mais:   Trabalho integrado reduz ocorrências de roubo a banco em 50%

Os computadores doados eram utilizados pela Procuradoria-Geral de Justiça e Promotorias do interior. Todos os equipamentos estão em boas condições de uso.

Com informações da Assessoria MPE-MT

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana