Connect with us

Chama olímpica chega hoje ao território brasileiro

Da agência Brasil

A viagem da chama olímpica de Genebra, na Suíça, para o Brasil, envolve uma série de estratégias e uma grande responsabilidade. E o mesmo vale para as viagens dentro do território brasileiro, onde o fogo desembarca hoje, pela manhã em Brasília. O Comitê Rio-2016 mobilizou um grupo de seis “guardiões” da chama para assegurar que tudo ocorra conforme o planejado.

São cinco pessoas aptas a cuidar da chama, mas as normas internacionais de aviação obrigam que haja guardadores certificados. Destes, há apenas dois. Portanto, eles não podem dormir na mesma hora, e se tiverem de ir ao banheiro têm de se revezar.

No voo, a chama se mantém acesa graças a quatro lamparinas, que são alimentadas por querosene. Para fixar o material e evitar riscos, foi desenvolvido um suporte especial para os objetos. Além disso, os tecidos das poltronas e dos carpetes das aeronaves já são não inflamáveis.

“O Brasil é um país muito grande. Há muitos desafios logísticos. O maior é garantir que a chama não irá se apagar durante os 95 dias. Há normas de segurança a serem seguidas e apoio da Força Nacional para garantir que tudo funcionará”, disse o coordenador do revezamento da tocha no Brasil, Marco Ferreira Elias.

Leia mais:   Advogado Fransérgio Rojas Piovesan assume Secretaria Municipal de Assuntos Estratégicos

A chama passou pelo revezamento grego, conduzido pelo Comitê Olímpico Helênico. O Rio-2016 só assumiu a responsabilidade nesta semana, em Atenas. A preocupação com danos causados por protestos não abala a entidade brasileira.

“Tenho certeza de que será um grande evento, que todos celebrarão o evento”, afirmou Elias.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal apreendem caminhão com madeira irregular na fronteira

Published

on

Assessoria
     Um caminhão carregado de madeira irregular foi apreendido na noite de quinta-feira (30.06), no município de Comodoro, região oeste do Estado, após ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. Três pessoas foram presas em flagrante pelo crime ambiental.
     Os policiais civis de Comodoro e os agentes da PRF realizavam barreiras na região de fronteira, visando o combate a extração ilegal de madeira em terras Indígenas, quando na noite de quinta-feira (30), avistaram um caminhão transportando a matéria prima.
     A fiscalização policial foi montada na Rodovia BR 174, próximo ao KM 555, entre os municípios de Comodoro e Vilhena, no Estado de Rondônia.  Durante a abordagem foi verificado que o veículo era ocupado pelo motorista e mais dois indivíduos.
     Na ocasião não foram apresentados os documentos obrigatórios, além da documentação exigida para o transporte de madeiras, como o Documento de Origem Florestal e a Guia Florestal, além disso, o caso do transporte da madeira feito no período noturno, constitui uma agravante ao crime ambiental previsto na Lei Federal  9.695/98.
     Diante dos fatos, o caminhão com a carga de madeira foi apreendido, e os três suspeitos conduzidos para Delegacia de Comodoro, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito.
Comentários Facebook
Leia mais:   Trabalhadores do Frigorífico são executados à tiros de pistola 380; São cerca de 30 mortes de 1° de janeiro a 1° julho
Continue Reading

Cáceres e Região

152 MILHÕES – Brasil ganha 4,3 milhões de eleitores desde 2020

Published

on

 

Da Redação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registra, hoje, 152 milhões de brasileiros aptos a votar. O número é 2,9% maior do que a quantidade de eleitores em 2020, quando 147 milhões de pessoas podiam ir às urnas. Esse também é o patamar mais alto desde 2008, ano do primeiro registro histórico listado nas estatísticas do TSE. Nesses últimos 14 anos, o número máximo de eleitores havia sido alcançado em 2019 — 147,8 milhões.

A evolução do número de aptos ao voto só registrou queda em 2020, quando houve redução de quase 2 milhões de votantes em relação ao ano anterior. A maior parte da população habilitada ao pleito de outubro tem entre 45 a 59 anos, é mulher e possui ensino médio completo.

Ao todo, 53% da população que deve ir às urnas em outubro é do gênero feminino, 26,72% tem grau de instrução até o ensino médio e 22,87% têm ensino fundamental incompleto. Entre jovens de 16 e 17 anos, público-alvo de campanhas de incentivo ao título de eleitor neste ano, são mais de 2,5 milhões de aptos. Os dados contribuem para entender como será definida a eleição marcada para exatos 93 dias.

Comentários Facebook
Leia mais:   Mês de junho encerra com recuo no valor da cesta básica; tomate baixou de preço
Continue Reading

Mais Lidas da Semana