conecte-se conosco


Cáceres e Região

Sobe para 12 o número de casos confirmados de Covid-19 em Cáceres

Publicado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde de quinta-feira (07.05), 420 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. A última morte foi notificada pelo município de Cuiabá.

Os casos confirmados estão em Cuiabá (162), Rondonópolis (53), Várzea Grande (24), Sinop (21), Tangará da Serra (13), Barra do Garças (13), Cáceres (12), Primavera do Leste (11), Nova Mutum (10), Lucas do Rio Verde (10), Jaciara (10), Mirassol D’Oeste (8), Sorriso (7), São José dos Quatro Marcos (6), Querência (5), Confresa (5), Chapada dos Guimarães (4), Peixoto de Azevedo (3), Jangada (3), Ipiranga do Norte (3), Curvelândia (3), Rio Branco (2), Poconé (2), Canarana (2), Aripuanã (2), Alta Floresta (2), Vila Bela da Santíssima Trindade (1), União do Sul (1), São Pedro da Cipa (1), Rosário Oeste (1), Poxoréu (1), Pontes e Lacerda (1), Pontal do Araguaia (1), Nova Monte Verde (1), Nova Lacerda (1), Lambari D’Oeste (1), Conquista D’oeste (1), Campo Novo do Parecis (1) e residentes de outros Estados (12).

Nas últimas 24 horas, surgiram 35 novas confirmações em Cuiabá (7), Rondonópolis (3), Várzea Grande (2), Barra do Garças (9), Cáceres (2), Nova Mutum (1), Lucas do Rio Verde (1), Jaciara (1), Sorriso (3), Chapada dos Guimarães (2), Jangada (1), Nova Lacerda (1) e residentes de outros Estados (2).

Leia mais:   Julho Amarelo alerta população sobre risco das hepatites virais

Dos 420 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 111 estão em isolamento domiciliar e 258 estão recuperados. Há ainda 37 pacientes hospitalizados, sendo 26 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 11 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 91 leitos de UTI e 394 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 55,5% dos diagnosticados são do sexo feminino e 44,5% masculino; além disso, 130 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 2.484 amostras já foram processadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 65 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Nesta quinta-feira (07), o Governo Federal confirmou 135.106 casos da Covid-19 no Brasil e 9.146 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 8.536 mortes e 125.218 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Leia mais:   MT registra 682 novos casos de Covid-19 em um dia; São mais 15.328 mil no total

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

DOWNLOAD
  • Boletim COVID 07.05.2020
Comentários Facebook

Cáceres e Região

Pró-Saúde abre vagas de emprego no Hospital São Luiz

Publicado

Assessoria – Pró-saúde

O Hospital São Luiz (HSL), unidade própria da Pró-Saúde, em Cáceres (MT), está com vagas temporárias abertas para o cargo de técnico em Enfermagem. São 12 vagas e os interessados devem cadastrar o currículo no site da entidade (https://www.prosaude.org.br/trabalhe-conosco).

Para se candidatar ao cargo é necessário ter curso técnico em Enfermagem e registro ativo no Conselho de Classe.

Como se inscrever

No site da Pró-Saúde, os interessados devem acessar o menu “Trabalhe Conosco” e, em seguida, acessar a opção “Conheça nossas oportunidades”. Clique na vaga desejada e realize a inscrição.

Para concluir o processo, os candidatos devem realizar o cadastro no Portal VAGAS, plataforma externa reconhecida no mercado e que proporciona transparência ao processo.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa à promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

Leia mais:   Mato Grosso tem 1.279 profissionais da saúde com covid

Comunicação – Pró-Saúde (11) 2238-5572
(11) 94190-5793 (plantão)
comunicacao@prosaude.org.br www.prosaude.org.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Produto desenvolvido por servidor do IFMT Cáceres é primeira patente internacional de MT com ideia protegida em 153 países

Publicado

Assessoria

Uma válvula hidráulica que otimiza o uso do chuveiro, desenvolvida pelo engenheiro civil Luiz Souza Costa Filho do Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT Campus  Cáceres – Prof. Olegário Baldo,  é o primeiro produto inovador de instituições de pesquisa e ensino superior pública de Mato Grosso com direitos autorais de criação protegidos em mais de 150 países, por meio de Tratado Internacional de Cooperação em matéria de Patentes.

Fruto de pesquisa de doutorado de Luiz pela Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, com orientação do professor José Gilberto Dalfré Filho e coorientação do professor Paulo Vatavuk, o produto, apresenta, entre as inovações, economia para instalação, conforto aos usuários e aspectos ergonômicos que favorece a acessibilidade para pessoas com deficiência.

“Nosso propósito de pesquisa era criar algo que pudesse ter utilidade para as pessoas. A ideia já estava protegida como patente no âmbito nacional com o depósito realizado no final de 2019 no Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI. Nesse processo de internacionalização, estamos muito felizes por ajudar o IFMT a se tornar a primeira instituição educacional pública de Mato Grosso na abertura desses caminhos”, afirma o engenheiro.

Leia mais:   Hospital São Luiz envolve família para homenagear colaboradores

O depósito internacional de patente, realizado pela Agência de Inovação Tecnológica do IFMT, assegura proteção da invenção em países dos cinco continentes que são signatários do tratado de cooperação, a exemplo dos Estados Unidos, Cuba, Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, França, Itália, Reino Unido, Indonésia, Nova Zelândia, Israel, Angola, Emirados Árabes, Egito, Japão, Índia, República da Coréia, Turquia e China.

“Essa é a primeira patente internacional registrada pelo IFMT e também a primeira patente de Mato Grosso entre instituições públicas de ensino superior. Um processo e um avanço bastante importante para o nosso IFMT por meio da Agência de Inovação Tecnológica que trabalha no sentido de registro e proteção das nossas propriedades intelectuais e de acompanhar e divulgar o trabalho realizado pelos nossos pesquisadores”, comemora a coordenadora da Agência de Inovação Tecnológica do IFMT, Silvana Santos da Cruz.

Com a proposta de produção em larga escala e disponibilidade do produto no mercado, pesquisador e instituições estão em diálogo com uma empresa especializada e uma das líderes do segmento na produção de metais sanitários no Brasil, para licenciamento da patente.

Leia mais:   Mato Grosso tem 1.279 profissionais da saúde com covid

Educação  Pública

Com 32 anos de profissão, Luiz é egresso da antiga Escola Agrotécnica Federal de Cáceres, hoje campus do IFMT, onde cursou o ensino médio e retornou, em 2010, após aprovação em concurso público para engenheiro civil. Ele é um dos primeiros servidores do quadro técnico-administrativos da instituição com incentivo à qualificação para doutorado.

Para Luiz, a projeção internacional e conquistas no âmbito da inovação tecnológica é um grande desafio que depende sempre de investimento em educação pública de qualidade, com incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento da ciência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana