conecte-se conosco


Policial

Sistema Integrado de Monitoramento de Veículos prevê 88 pontos com câmeras OCR

Publicado

Nara Assis | Sesp-MT

Otimizar as fiscalizações ambientais, fiscais e de segurança nas rodovias estaduais de Mato Grosso. Este é o principal objetivo do Sistema Integrado de Monitoramento de Veículos (SimVe), cujo projeto elaborado pela Secretaria de Estado de Segurança (Sesp-MT) foi apresentado ao governador do Estado, Mauro Mendes, nesta segunda-feira (13.05).

A ideia inicial é ampliar os atuais 18 pontos de instalação das câmeras OCR (sigla em inglês para Reconhecimento Óptico de Caracteres) para 106, com a aquisição de 88 pontos. O projeto já foi transformado em decreto, que deverá ser sancionado pelo governador nas próximas semanas. Um ponto já foi instalado na MT-251, próximo ao posto policial, em fase de testes, chamados de provas de conceitos.

“A tecnologia é o caminho obrigatório que precisamos seguir para melhorar o gerenciamento da prestação de serviços públicos em prol da sociedade. Com isso, economizamos tempo, recursos financeiros e de pessoal, mas com a garantia de melhorar a qualidade de resposta ao cidadão”, afirmou Mauro Mendes.

A partir da aprovação, a parceria será ampliada para as Secretarias de Estado de Meio Ambiente (Sema), Infraestrutura e Logística (Sinfra) e Fazenda (Sefaz), no intuito de coibir a sonegação fiscal, crimes ambientais, roubo e furto de veículos, tráfico de drogas e a violência. Com isso, serão 106 câmeras monitorando a entrada e saída de veículos nas rodovias estaduais, com investimento de cerca de R$ 8 milhões, angariados pelas pastas e por meio de parcerias com outros poderes públicos e iniciativa privada.

Leia mais:   NOTA DE FALECIMENTO

 

Futuramente, a Sesp também buscará parcerias com as prefeituras, visando ampliar o alcance. “A utilização destas câmeras inibe a criminalidade. Queremos distribuir as câmeras pelo Estado, especificamente nas rodovias estaduais, mas também nos municípios, porque auxilia não só nas questões de segurança pública, como no combate à sonegação e outras irregularidades”, ressaltou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos.

No caso da Sema-MT, que deverá contar com 36 pontos de monitoramento, os recursos financeiros deverão ser oriundos do programa REM, pois a medida auxiliará na fiscalização e combate à exploração ilegal de madeira, por exemplo. “Esta é a porta de entrada para o desmatamento ilegal, um dos focos deste programa. Com a checagem das câmeras OCR, será possível identificar irregularidades, aplicar as sanções administrativas com mais rapidez e, se necessário, acionar as autoridades policiais”, explicou o superintendente de Fiscalização da Sema-MT, tenente coronel PM Bruno do Nascimento.

Segundo o superintendente de Fiscalização de Mercadorias em Trânsito da Sefaz-MT, Henrique Carnaúba Guerra Sangreman Lima, o ganho é no tempo de reação, ao constatar qualquer movimentação ilegal nos 12 pontos em que as câmeras serão instaladas. “A gente consegue melhorar a resposta, porque o contato com a segurança me permite, diante de alguma irregularidade tributária identificada, solicitar que a polícia faça a abordagem do suspeito até conseguir demandar uma equipe especializada para checar a situação no local, por exemplo”.

Leia mais:   Cerimônia de formatura de 18 delegados de polícia será nesta sexta-feira (17)

Cronograma

Após a assinatura e publicação do decreto regulamentando o SimVe, será feita a elaboração de minuta de edital para ata de registro de preços. Posteriormente, com a conclusão do processo licitatório, estão previstos a elaboração do plano de trabalho das secretarias e órgãos envolvidos. A previsão é que a instalação dos equipamentos tenha início em outubro deste ano.

O SimVe contempla, inicialmente, 88 pontos de instalação das câmeras OCR, acompanhadas dos kits que incluem estrutura de suporte, placa solar e defensa metálica (estrutura que protege o equipamento). Atualmente, a Sesp-MT possui nove câmeras com esta tecnologia em funcionamento, sendo cinco na região de fronteira, e quatro em Cuiabá e Várzea Grande.

Além disso, por meio de uma parceria com a Rota do Oeste, a Sesp-MT começou a receber imagens obtidas de nove câmeras OCR da empresa instaladas em pontos que a concessionária administra. Em fase final de testes no sistema, a iniciativa foi firmada em termo de cooperação com a empresa. Para o coordenador do Ciosp, tenente-coronel PM Sizieboro Elvis de Oliveira Barbosa, este trabalho conjunto com a iniciativa privada e outros órgãos é fundamental. “A instalação das OCR na faixa de fronteira, por exemplo, foi viabilizada pelo Ministério Público do Trabalho, em recursos oriundos de multas aplicadas, então, os parceiros fazem toda a diferença”.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Ações da Polícia Civil levam 5 à prisão em Pontes e Lacerda

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Em diferentes ações, a Polícia Civil de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste) prendeu cinco pessoas envolvidas em crimes de roubo e tráfico de drogas. Os trabalhos resultaram na apreensão de drogas, uma arma de fogo, dinheiro e de duas motocicletas de origem ilícita.

Durante investigações de crimes de roubos em comércios, os policiais receberam informações sobre uma residência, frequentada por assaltantes, em que estariam ocultadas uma arma de fogo e uma motocicleta roubada. 

No local, os policiais encontraram uma motocicleta Honda Titan escondida nos fundos do quintal em meio há várias bananeiras, além de um revólver calibre 32, prata, que estava dentro da casa.  

Diante da situação, os suspeitos F.H.P.F. e R.S.G.  foram conduzidos a Delegacia de Pontes e Lacerda, onde após serem interrogados foram autuados em flagrante pelos crimes de receptação e posse ilegal de arma de fogo.

O suspeito, F.H.P.F., é usuário de drogas e a sua família tinha registrado um boletim de ocorrência do seu desaparecimento, uma vez que não voltou mais para casa após ter uma recaída e ficar nas ruas, frequentando bocas de fumo.

Leia mais:   Polícia Civil já identificou autores de incêndio em viatura de Água Boa

Em outra investigação de roubo, foi realizada a prisão de dois suspeitos apontados como autores do assalto em um “espetinho” em frente ao terminal rodoviário. Nas diligências,  G.S. S. foi preso na região Central da cidade e I.C.L. foi localizado no bairro Bela Vista.

Segundo as investigações, G.S.S. pilotava a motocicleta utilizada na prática do crime, enquanto I.C.L. foi o responsável por anunciar o assalto. Na delegacia, os dois suspeitos negaram a participação no crime, porém foram reconhecidos pela vítima como autores do roubo.

Tráfico de drogas

Na terceira ação, os policiais da Delegacia de Ponte e Lacerda realizaram a prisão de A.A.B., autuado em flagrante por tráfico de drogas. O suspeito foi flagrando no momento em que fazia  a entrega de uma porção de cocaína.

O suspeito atuava na modalidade “delivery” e utilizava uma motocicleta para entregar os entorpecentes, a qual foi apreendida. Durante a abordagem policial, o traficante tentou fugir porém foi detido. Ele possui diversas passagens anteriores pelos crimes de furto, receptação e tráfico de drogas.

Leia mais:   NOTA DE FALECIMENTO

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil mostra atuação em projeto de combate ao abuso sexual infantil em Cáceres

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil de Cáceres participou do evento de apresentação dos resultados dos trabalhos do “Projeto Luz”, desenvolvido de forma integrada por órgãos da Segurança e Justiça do município, com o objetivo combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

A solenidade ocorreu na tarde de sexta-feira (17.05), no Auditório do Ministério Público em Cáceres, dentro das ações alusivas a data de 18 de maio, marcado como Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes.

Na ocasião, as autoridades presentes apresentaram o balanço dos serviços prestados através do projeto, buscando o combate desse tipo de violência no município. Também foi dado destaque às ações preventivas, como a realização de palestras em diversas escolas com objetivo de trazer maior conhecimento a professores e alunos sobre o assunto.

A união de forças entre as instituições visa proteger vítimas e responsabilizar agressões, assim como conscientizar a população sobre a gravidade do crime e incentivar denúncias.

Segundo a delegada da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres, Judá Maali Pinheiro Marcondes, cada órgão atua em sua função específica, tendo a Polícia Civil papel fundamental no combate ao abuso sexual infantil.

Leia mais:   Mato Grosso registra 12 feminicídios no primeiro trimestre

“No final de 2018, toda Polícia Civil participou da capacitação de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes e desde então a Delegacia da Mulher vem atuando de forma bastante incisiva contra esse tipo de violência, efetuando a prisão de aproximadamente de 35 estupradores”, disse a delegada. 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana