conecte-se conosco


Destaque

Servidores são suspeitos de emperrar trabalhos na Câmara

Publicado

Excesso de burocracia e zelo, aliado ao despreparo de alguns servidores, estariam emperrando os trabalhos legislativos em Cáceres. Faltam, na Câmara, desde o tradicional cafezinho, até produtos essenciais como papel higiênico, desinfetante e água. A licitação para aquisição desses materiais vem se arrastando desde o mês de abril e até agora o processo não foi concluído. Presidente da Casa, o vereador Rubens Macedo, não comenta publicamente. Porém, admite que várias vezes teve que tirar dinheiro do bolso para comprar alguns desses produtos.

Um vereador que não quis se identificar “para não indispor com os servidores” afirmou que o computador do seu gabinete sofreu uma pane. E, mesmo informando no dia seguinte, para que fosse feito os reparos, durou quatro meses para que fosse providenciado o conserto. Alguns meios de comunicação evitam vender para a Câmara. O processo para aquisição de assinaturas de jornais, por exemplo, duram em média até sete meses. A contratação de uma agência para divulgação das ações da Casa se arrasta há vários meses, sem que até o momento aja uma definição.

Leia mais:   Cuiabá sobe para a série A pela primeira vez e rede hoteleira prevê movimento no setor após o fim da pandemia

A situação divide os próprios servidores. Um chefe de sessão, que também se manifestou, sob anonimato, revelou que há suspeita de haver um suposto combinado de revezamento de falta no trabalho, em alguns setores. Revelou que, na última semana do mês de agosto, o setor de compras, um dos mais importantes da Câmara, ficou fechado todos os dias, porque cada dia foi um servidor que faltou, por determinado motivo. Com isso, atrasando ainda mais o andamento dos trabalhos.

Alguns vereadores acreditam que os servidores que, supostamente, “emperram” o andamento dos trabalhos estariam se valendo do fato de serem concursados para dificultar o andamento dos trabalhos. “Aparentemente seja o fato de serem concursados. Porque, curiosamente, não temos nenhum problema com os servidores contratados” disse um vereador.

Cauteloso, o presidente da Câmara, evita comentar e até minimiza a situação. Embora afirme que já tirou dinheiro do bolso para comprar alguns materiais, Macedo diz que não acredita que esteja havendo complô ou uma ação orquestrada para comprometer a administração, como já se comentou. “Não há nada de maior gravidade. Existe algum setor, que por algum motivo, não está funcionando a contento. Mas, não creio que esteja havendo complô ou ação orquestrada. Vamos conversar e resolver as coisas da melhor forma possível” garantiu.

Leia mais:   Navio da Marinha realiza atendimento médico e odontológico a partir de hoje em Cáceres

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Motoristas de ônibus escolares da prefeitura de Cáceres ganham na justiça o direito de receber Adicional de Periculosidade e de Insalubridade

Publicado

Assessoria

Depois de muito lutar com a gestão passada, os Guardas Municipais de Cáceres e os Motoristas de Ônibus Escolares começaram a ver o resultado de suas ações na justiça, com as primeiras implementações do Adicional de Periculosidade e de Insalubridade, que acarretará o aumento de 30% por cento no salário base da categoria dos guardas e de 20% para os motoristas.

Alguns motoristas e guardas municipais começaram, já este mês, a receber o adicional devido, e que nunca foi pago pela administração municipal nas gestões anteriores. A implementação dos adicionais tem se dado via processo judicial, após julgamentos de 1ª e 2ª Instância.

Nas ações ajuizadas pelos Guardas e pelos Motoristas, que são representados na justiça pelo Escritório Curvo e Pizzatto Advogados, os servidores pedem a implementação do adicional de 30% e 20% nos salários, que já tem sido realizada nos casos vencedores, mais o retroativo dos últimos cinco anos.

A justiça em Cáceres já confirmou o direito das categorias ao adicional e ao retroativo. A prefeitura recorreu dos casos, e agora a 2ª instância da justiça tem indeferido os recursos da prefeitura e garantido o direito dos profissionais, que há anos esperam pela melhoria salarial.

Leia mais:   Navio da Marinha realiza atendimento médico e odontológico a partir de hoje em Cáceres

Procurados pelo Jornal Oeste, os Advogados que representam os guardas disseram que a expectativa é de que a Justiça confirme todos os casos, e que até fim do ano a Prefeitura faça a implementação dos adicionais para quem ajuizou a medida.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Em Cáceres, Marinha abre 15 vaga no Curso de Formação para Aquaviários

Publicado

Assessoria
Visando contemplar ao cidadão cacerense a oportunidade de capacitação para marinheiro fluvial e conhecimento de convés e máquinas, a Agência Fluvial de Cáceres, abre em fevereiro as inscrições para o Curso de Formação de Aquaviários MARINHEIRO FLUVIAL AUXILIAR DE CONVÉS E DE MÁQUINAS – NÍVEL 1 (CFAQ-MAFC/MAFM).

Para se inscrever, homens e mulheres devem ter no mínimo 18 anos completos, ser brasileiro, possuir escolaridade inferior ao 6º ano do Ensino fundamental e estar em dia com as obrigações militares e eleitorais.

De acordo com o Comandante da Agência em Cáceres, capitão tenente Estanislau Geraldo de Carvalho, o cidadão capacitado como Aquaviário, tem maior possibilidade de ingressar no mercado de trabalho, principalmente nesta região onde o turismo é um dos pontos fortes da economia e com os rios sempre atrativos para a pesca.

Com carga horária de 50 h/a e com início previsto para o mês de abril, a Agência Fluvial de Cáceres disponibiliza de 15 vagas. O período de inscrições inicia em 04 de fevereiro até 08 de março.

O seletivo consta apenas de teste de suficiência física, com prova de natação na distância de 25 metros (sem limite de tempo) e permanência de flutuação sem qualquer auxílio e com duração de dez minutos. Para a realização do teste, os candidatos deverão apresentar atestado médico, emitido há menos de um ano, que comprove bom estado de saúde física, mental, visual e auditivas.

Leia mais:   Prefeitura concede Selo da Agricultura Familiar

Diante do quadro do Coronavírus, o 1º Sg-Et Márcio Rogério dos Santos Ferreira, encarregado do Ensino Profissional Marítimo, informa aos interessados que agendem atendimento, pelos telefones (65) 3223-2722 e 3223-1416, medida adotada para que não ocorra aglomerações.  Sargento Marcio ressalta que o candidato no ato da inscrição deverá apresentar documento que comprove a escolaridade exigida; RG, CPF, comprovante de residência, foto 3×4, ficha de inscrição preenchida e comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 8,00.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana