conecte-se conosco


Destaque

Senadora se reúne com desembargadora federal para tratar da não extinção da 2ª Vara Federal de Cáceres

Publicado

A senadora Juíza Selma (PSL-MT) se reuniu na terça-feira (13) com a desembargadora Federal e Corregedora Regional da Justiça Federal da 1ª Região, Maria do Carmo Cardoso, para tratar sobre a manifestação 8206484-SECGE, que apresenta proposta de reestruturação da Seção Judiciária de Mato Grosso, com remanejamento da 2ª Vara Federal de Cáceres, e a extinção de outras duas varas na região.

De acordo com a parlamentar, a manutenção da vara em Cáceres é indispensável à segurança nacional. “O assunto merece especial atenção de modo a garantir que a presença do Estado iniba ações criminosas. A especial atenção para isso é exigência expressa na Convenção de Palermo”, pontuou.

A senadora informou ainda sobre os esforços contínuos junto ao Ministro da Justiça, Sérgio Moro no sentido de construir uma penitenciária federal em Cáceres, além de concluir o novo prédio da polícia federal, da instalação de uma base aérea, o aparelhamento das polícias federal e rodoviária federal com SINIVEM e o incremento do efetivo na região.

“As consequências práticas da decisão seriam, no mínimo, trágicas, pois se traduz em retrocesso inimaginável na atual situação de vulnerabilidade do Brasil em relação à Bolívia, finalizou.
A desembargadora mostrou-se muito receptiva ao pleito e garantiu que não haverá extinção da Vara Federal em Cáceres e o remanejamento das outras duas varas no estado.

Leia mais:   Lúdio Cabral propõe inquérito de soroprevalência para avaliar evolução da pandemia de covid-19 em MT

Da Assessoria

Comentários Facebook

Destaque

MT é estado que menos testou para Covid; SES rebate números

Publicado

Assessoria

Uma reportagem publicada pelo portal UOL nesta quinta-feira (9) coloca Mato Grosso como o Estado do País, proporcionalmente, que menos testou a população para detectar a presença da Covid-19. Os números, no entanto, foram contestados pela secretaria de Estado de Saúde.

Segundo a publicação, a cada mil mato-grossenses, apenas 3,15 foram testados para o vírus. Os números são relativos até o dia 19 de junho e, conforme o UOL, foram disponibilizados pelo próprio Ministério da Saúde.

A reportagem revela que o índice leva em consideração tanto os exames do tipo RT-PCR (apontado como ideal para o controle da epidemia), quanto os testes rápidos (tidos como ineficazes por médicos e cientistas).

Se levados em consideração apenas os exames RT-PCR, Mato Grosso não chegava a um teste por mil habitantes (0,8).

Outro estado com índices baixos de testagem citados pela publicação é Minas Gerais. Entre os mineiros, a taxa de exames por mil habitantes é de 5,54.

Se considerado apenas o PT-PCR a taxa em Minas cai para 1,3 testes por mil habitantes.

Leia mais:   Sancionada lei que determina que hotéis abriguem mulheres vítimas de violência doméstica

O Estado com maior taxa foi Rondônia, onde 26,97 em cada mil pessoas foram examinadas.

SES rebate dados

À reportagem, a secretaria de Saúde de Mato Grosso rebateu os dados disponibilizados ao UOL pelo Ministério da Saúde.

“O Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) realizou 487% a mais de exames do que o apontado. Foram 13.847 análises de amostra do PCR em Mato Grosso, até a data em questão, conforme pode ser conferido no Boletim do Coronavírus nº 103, do dia 19 de junho. É importante frisar que esse quantitativo não engloba os testes rápidos e as testagens realizadas em âmbito privado”, afirmou a SES.

Por fim, a secretaria informou que adquiriu 520 mil testes rápidos e 20 mil testes RT-PCR para detecção da doença.

Clique AQUI e confirma reportagem na íntegra.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Prefeitura inicia asfalto comunitário em ruas do bairro Jardim Celeste

Publicado

Assessoria

A Prefeitura de Cáceres, por meio da Secretária de Infraestrutura e Logística iniciou esta semana mais um trabalho de drenagem pluvial nas Ruas Mora, Alvarenga e Rui Barbosa, do Bairro Jardim Celeste.

Este trabalho faz parte do Programa de Asfalto Comunitário (PASCOM), uma parceria da Prefeitura e dos moradores, onde a os moradores colaboram com a compra do material e a Prefeitura arca com as despesas de combustível, maquinários, equipe técnica e a mão de obra.

O secretário da pasta, Wesley Lopes, explicou que existe um planejamento para que se chegue à conclusão do asfalto. “É necessário passar por várias etapas, nós já realizamos a drenagem pluvial, posteriormente vamos realizar a terraplanagem e finalmente a pavimentação”, finalizou Wesley.

O prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz, contou que foi necessário um planejamento, para realizar o tão sonhado asfalto em Cáceres. “A Gestão Francis e Eliene trabalhou com metas, por isso conseguimos estruturar a Prefeitura e  economizar recursos.  Compramos maquinários, fizemos concurso público para engenheiros e arquitetos, formando assim uma equipe técnica especializada e com a participação dos moradores na compra do material, temos hoje já feito em vários bairros um asfalto com custo bem abaixo do mercado e com qualidade”, afirmou o prefeito.

Leia mais:   Sinfra faz limpeza e recapeamento de trecho da MT-270 entre Rondonópolis e São José do Povo

O morador do Bairro Jardim Celeste, Osvaldo da Silva, contou que ele encabeçou o movimento do PASCOM e que se sente muito feliz assim como os outros participantes. “A valorização dos nossos imóveis é muito maior do que o investimento que estamos fazendo, esse é um momento histórico para nossa cidade, esse projeto é muito bom”, disse emocionado e agradecido o seu Osvaldo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana