conecte-se conosco


Mato Grosso

Seleção brasileira inicia treinos no Aecim Tocantins

Publicado

A seleção brasileira de vôlei masculino realizou seu primeiro treino no ginásio Aecim Tocantins, no fim da manhã desta quarta-feira (19.06). A equipe se prepara para enfrentar Bulgária, Alemanha e Rússia, de 21 a 23 de junho, pela penúltima etapa da fase classificatória da Liga das Nações 2019. O treinamento foi aberto à imprensa.

Até agora, o time brasileiro enfrentou: Estados Unidos, Austrália e Polônia, em Katowice, na Polônia; Irã, Japão e Argentina, em Tóquio, no Japão; e Sérvia, China e Portugal, na cidade de Gondomar, em Portugal. O Brasil acumula oito vitórias e apenas uma derrota, contra a equipe da Sérvia.

Em conversa com jornalistas após o treino, o técnico brasileiro Renan Dal Zotto falou sobre a importância do apoio do Estado para a vinda da competição à capital mato-grossense. “Eu acredito que esse modelo de parceria público-privado é fundamental para o desenvolvimento do esporte, em todos os níveis, desde a formação até o alto rendimento. E a gente fica feliz que há essa mobilização aqui no Estado, estamos felizes em retornar, um palco maravilhoso pra se jogar, um ginásio muito bacana e uma torcida que está sempre jogando junto. Por tudo isso é um prazer enorme estar aqui”, opina o treinador.

Leia mais:   PM deflagra operação para garantir segurança no ‘Liquida Centro’

O técnico Renan em entrevista a jornalistas após o treino

A seleção brasileira desembarcou em Cuiabá na noite de terça-feira (18) e, focada nos jogos, ainda não teve tempo de conhecer nenhum atrativo local. “Por enquanto, não tivemos tempo de desfrutar nada, chegamos focado em treinar, agora o pensamento são os jogos nesses três dias mas se der tempo queremos sim conhecer alguma coisa da cidade”, comenta o ponteiro Lucarelli.

Nos dias 28, 29 e 30 de junho, a seleção brasileira estará em Brasília (DF) para enfrentar França, Canadá e Itália, pela quinta e última semana da fase classificatória. Os ingressos para as duas semanas no Brasil estão sendo vendidos pelo site www.tudus.com.br. Em Cuiabá, a venda acontece também na bilheteria do Ginásio Aecim Tocantins, até o dia 23/06. 

Lucarelli convocou torcida mato-grossense a marcar presença

Preparativos no ginásio

O ginásio Aecim Tocantins, local das partidas, possui quadra poliesportiva oficial e capacidade para receber 11 mil expectadores.

Para atender as exigências de uma competição de nível internacional, o ginásio passou por uma série de serviços e reparos. Redes elétrica e hidráulica, vestiários, forros, cabines de TV, placar eletrônico, iluminação e itens de segurança, como extintores, hidrantes, detectores de fumaça e sinalização de rota de fuga, estão entre os itens reparados. Também foi preciso dobrar a configuração de iluminação do ginásio.

Leia mais:   Cotação agrícola mostra variação de até 142% nos preços de produtos da agricultura

“Nosso ginásio ficou com padrão olímpico e este é um legado do evento. Vamos mostrar ao mundo que temos um ginásio de alto nível e que continuará sendo um dos atrativos para que Cuiabá receba grandes competições”, afirmou o secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Allan Kardec. 

Para a realização da etapa da Liga das Nações em Cuiabá, a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) firmou parceria com Federação Mato-grossense de Voleibol, que é filiada à Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) – organizadora da competição.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Mais de 4 mil pessoas participam da abertura do Encontro Nacional de Educação Matemática

Publicado

Mais de 4.000 professores da Educação Básica, estudantes de licenciatura em Matemática e Pedagogia, de cursos de pós-graduação e pesquisadores participaram no domingo (14.07), da abertura do 13º Encontro Nacional de Educação Matemática, realizado na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Pela primeira vez sediada no Centro-oeste, esta edição tem como temática central “Educação Matemática com as Escolas da Educação Básica – Interfaces entre pesquisas e salas de aula”.

O coordenador da Sociedade Brasileira de Educação Matemática, regional de Mato Grosso (Sebem-MT), e professor da Unemat, Márcio Urel, afirmou que o maior laboratório vivo para a pesquisa é a sala de aula. “Enquanto universidade, entendemos que a solução para este país passa pela Educação Básica, e principalmente as salas de aula lá da base. Do contrário, as nossas pesquisas servirão somente para entulhar bibliotecas e aumentar os currículos lattes dos próprios pesquisadores”.

Este é o mais importante evento da área no âmbito nacional. O reitor da Unemat, Rodrigo Zanin, frisou a importância da relação da universidade, institutos e sociedades científicas com a Educação Básica. “É a universidade saindo dos seus muros e indo lá na ponta, mantendo estreito diálogo com os diferentes atores envolvidos nos processo de ensino e aprendizagem em Matemática. Um evento como este mostra a importância do que está sendo pensado para a Educação”.

Encontro de Matemática em números

Leia mais:   PM e Prefeitura de Araguaiana firmam convênio para implantação do Proerd nas escolas

Os números evidenciam o tamanho desse evento. São 1.684 trabalhos durante os quatro dias de Encontro, sendo duas conferências, 30 palestras, 27 mesas redondas, 904 comunicações científicas, 446 relatos de experiências, 139 pôsteres e 138 minicursos.

Também estão expostos 74 experimentos na Feira de Matemática, trazidos por estudantes oriundos de oito estados brasileiros, de todas as modalidades de ensino. “É um espaço de democratização do ensino e publicização do trabalho realizado em sala de aula e também uma prestação de contas para a comunidade que olha para a Educação como um instrumento de transformação social”, declarou a representante da Comissão Nacional das Feiras de Matemática, Fátima Peres de Oliveira.

O 13º Encontro Nacional de Educação Matemática promove discussões sobre a Educação Matemática, seus fazeres múltiplos e complexos, tendências metodológicas e pesquisas que constituem a área. A Presidente da Sociedade Brasileira de Educação Matemática, Regina Célia Grando, afirmou que há grande diversidade de contextos culturais, sociais e políticos, que marcam o exercício da profissão no País. Entretanto, os desafios experimentados são semelhantes.

“Os desafios diários dos professores e estudantes na sala de aula de Matemática podem ser compartilhados nos diferentes espaços na programação do evento, o que nos possibilita novas ideias e o sentimento de que o trabalho do professor não é solitário”.

Leia mais:   Militares são capacitados sobre abordagem de pessoas com deficiência

A Secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, declarou que mesmo diante dos desafios, a Seduc está de portas abertas. “Às nossas universidades precisamos dizer que vocês são fundamentais no processo de mudança da educação, ao fazerem o papel de formadores”.

Programação

Os trabalhos serão apresentados em três eixos: Práticas Escolares, Pesquisa em Educação Matemática e Formação de Professores. Espera-se que as discussões possam contribuir, dentre outras esferas, com os processos de ensinar e de aprender matemática nas Escolas da Educação Básica do Brasil.

Nos dias 15, 16 e 17 de julho (de segunda a quarta- feira), das 7h30 às 18h, haverá mesas redondas, palestras, pôsteres, minicursos, sessão de comunicações científicas e relatos de experiências. A conferência de encerramento será dia 17 de julho, às 17h, com o professor Dr. Jonei Cerqueira Barbosa (UFBA), sobre “Perspectivas e desafios nas relações entre os conhecimentos produzidos na universidade e na escola básica”. Saiba mais: https://www.xiiienem.com.br/programacao.php

Organização: Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Sociedade Brasileira de Educação Matemática (Sebem) e Sociedade Brasileira de Educação Matemática (Sebem), regional Mato Grosso (Sebem-MT). Apoio: Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Instituto Federal de mato Grosso (IFMT), CNPq, Capes.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

ETE de Diamantino forma 1ª turma do curso Técnico em Informática

Publicado

A Escola Técnica de Diamantino realizou na última sexta-feira (12.07), a colação de grau da primeira turma de estudantes do curso técnico em Informática. No total, 14 alunos se formaram.

O secretário adjunto de Educação Profissional e Superior, Stephano do Carmo, participou da solenidade e enfatizou a responsabilidade dos novos técnicos. “Busquem se aprimorar e alçar voos mais altos, para continuar sempre se aperfeiçoando dentro da profissão que escolheram”.

A professora Ana Carolina de Souza Amadari representou o diretor da unidade escolar. Ela ressaltou que no período de dois anos de curso os estudantes aprenderam a conviver entre si, fizeram novas amizades, enfrentaram dificuldades, superaram desafios, mas não desistiram e alcançaram o objetivo.

O orador da turma, Jonatha dos Santos Ferreira fez uma retrospectiva em seu discurso.  “Essa é a primeira turma a colar grau em Diamantino, por isso, sentimos uma grande honra pela oportunidade de abrir caminho e de demonstrar à sociedade que a Escola Técnica faz a diferença nas nossas vidas”.

Ana Carolina parabenizou todos os estudantes pela conquista e frisou que só é possível transformar vidas com os estudos. “Não tem como mudar o mundo sem a educação. Desejo muito sucesso e perseverança para que vocês continuem estudando e não desanimem diante dos desafios”, finalizou.

Leia mais:   Estado envia projeto para criação de fundo de aposentadoria complementar

A solenidade contou com a presença do secretário de Esportes, Lazer e Turismo de Diamantino, Williomar Siqueira que representou o prefeito Eduardo Capistrano, o superintendente de Educação Profissional e Superior, Fernando Wosgrau, professores e familiares.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana