conecte-se conosco


Destaque

SEGUNDO ENCONTRO Liderança é um dos assuntos do CNA Jovem que acontece esta semana em Cuiabá

Publicado

 

Jovens de diversos municípios mato-grossenes participam, esta semana, em Cuiabá, do segundo encontro – etapa estadual – do programa CNA Jovem – Jovens Liderando o Agro!  Idealizado pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e realizado, no Estado, pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), o programa conta com 15 participantes vindos dos mais diversos municípios mato-grossenses. A programação é intensa, mas mesmo assim a turma está cheia de expectativas para trabalhar o conteúdo que, nesta etapa, inclui assuntos como liderança e relações hierárquicas.

Os participantes selecionados pela Federação da Agricultura e Pecuária (Famato), com idade entre 22 e 30 anos se preparam para impulsionar ainda mais o setor empresarial rural.  Daniel Braga Caneppele, de 25 anos, morador de Nova Mutum é um dos jovens selecionados.  Engenheiro agrônomo e de família de produtores rurais, Caneppele conta que o curso já lhe deu ferramentas para melhorar o relacionamento com as pessoas.

Embaixador do CNA Jovem e participante da primeira turma, o superintendente do Senar-MT, Otávio Celidonio ressalta que este programa é fundamental para quem quer assumir cargos de lideranças na sua região. Além das informações, conhecimento e diversas ferramentas, os participantes também têm a oportunidade de ampliar a rede de contatos. “No ano passado encontramos com pessoas de 24 estados, cada um com sua realidade e desafios, mas todos com objetivo em comum que é setor agropecuário”.

Leia mais:   Segunda-feira (14): Mato Grosso registra 429.557 casos e 11.466 óbitos por Covid-19

Celidonio acrescenta ainda que trabalhar é antes de mais nada lidar com pessoas. “Ninguém faz nada sozinho. Dependemos de uma equipe para conquistar o sucesso”. Para Celidonio, programas como o CNA Jovem são importantes porque fornece ferramentas para que os participantes exerçam a liderança que é importante em qualquer momento da vida e, em qualquer profissão.

Isabela De Ceni, agrônoma e também nascida em uma família de agricultores rurais, acrescenta que além da rede de contatos, ela já pode aplicar no seu cotidiano algumas das ferramentas para melhorar os relacionamentos. “Outro ponto importante são os assuntos abordados que faz aflorar o potencial que já temos”.

Os jovens estão trabalhando em seus projetos chamados de desafios. Problemas de logística, custo da produção e a sucessão familiar de uma propriedade são alguns deles. A etapa estadual é uma espécie de seletiva para a Nacional que irá ocorrer no mês de junho, em Brasília, onde serão apresentados os três melhores projetos de cada Estado.

Do município de Jaciara, Ricardo Shiapinotto, de 23 anos, é integrante da terceira geração da família de produtores rurais e ressalta que mais que tudo, o CNA Jovem está possibilitando a ampliação dos seus conhecimentos sobre política e como ela influencia no setor agropecuário.

Leia mais:   Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil

PRIMEIRA EDIÇÃO – A primeira edição do CNA Jovem, realizada entre outubro de 2014 e março de 2015, teve como foco preparar jovens do meio rural de todo o País, com idade entre 22 e 35 anos, por meio do processo de formação de 258 horas/aula e uma metodologia inovadora, que permitiu o desenvolvimento pessoal e profissional dos jovens selecionados como líderes.

O programa teve 135 inscritos de 24 estados do Brasil. Ao final, os cinco candidatos vencedores fizeram uma visita técnica à China para conhecer instituições de pesquisa, modelos de empreendedorismo e prospecção de negócios.

Neste segundo ano de execução, o programa traz a novidade da etapa estadual, que consiste em reunir jovens ligados ao meio rural para debaterem melhorias para o agronegócio mato-grossense. Eles recebem orientação e montam projetos propondo soluções para desafios do agro.

O Senar-MT faz parte de um conjunto de entidades que formam o Sistema Famato. Essas entidades dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio. É formado ainda pela Famato, Imea e pelos 89 sindicatos rurais do Estado. O Senar está no Facebook e no Instagram. Curta a Fan Page www.facebook.com/SenarMt e a conta @senar_mt.

Fonte: Assessoria Gecom

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Homens pedem água e matam donos da casa em San Matias

Publicado

Por Jessica Vega / Juan P. Cahuana
      Dois homens chegaram a pé em uma casa na cidade de San Jose de la Frontera, localizada a 15 quilômetros de San Matías, pediram aos proprietários que os convidassem para a água e, em seguida, mataram duas pessoas. Eles então pegaram uma moto de propriedade das vítimas e fugiram.
       Os dois mortos a tiros foram identificados como Anderson Saovedra Da Silva (35) e Elias Chore Farías (25), o último cunhado de Anderson Saovedra.

A esposa de Anderson disse ao EL DEBER que o incidente foi registrado às 5h30.m da manhã de ontem (quarta-feira),quando os homens chegaram caminhando em busca de água.

      “Ambos eram brasileiros. Meumarido foi entregar a água e voltou para casa. Naquele momento, meu irmão chegou, os homens ainda estavam no portão e foram conversar. Eles disseram que tinham uma van limpa no Brasil e pediram para serem resgatados, mas como o carro foi limpo (meu marido e meu irmão) eles disseram que não”,  diz a viúva, esposa de Anderson, que minutos depois diz que entrou no quarto porque seu bebê de quatro meses estava chorando.
Leia mais:   Franco Valério defende acesso de internet a preços acessíveis a família de baixa renda
     Nesse momento, ela ouviu os tiros, agarrou seu bebê e pediu aos outros dois filhos para se jogarem no chão, fechou a porta e não se mexeu até ouvir os homens fugindo.

A viúva acrescentou que os dois assassinos voltaram para casa e bateram na porta, pediram as chaves do carro e uma motocicleta. “Quando o carro foi limpo, eles pegaram a moto e fugiram. Mas antes me perguntaram se eu tinha chamado a polícia e eles levaram meus celulares”, disse ele.

Elias, irmão da viúva, ao perceber que os homens sacaram suas armas de fogo tentaram escapar, mas foi morto a tiros. O investigador de plantão da Polícia de San Matias, Sergio Huanca Goitia, disse que um vizinho chegou à unidade policial às 7h30 e informou que havia duas pessoas mortas, uma brasileira e uma boliviana.

“Testemunhas nos informaram que dois cidadãos brasileiros tinham ido à casa do Sr. Anderson, pedido água e quando saíram com o cunhado foram mortos”, disse. Por sua vez, o diretor da Força Especial de Combate ao Crime (Felcc), Ángel Morales, indicou que os autores deste ato usaram armas de fogo de nove milímetros.

Leia mais:   Homens pedem água e matam donos da casa em San Matias

“Os corpos das pessoas que morreram como resultado de ferimentos causados por ferimentos de bala foram removidos, há testemunhas que estão testemunhando no Felcc”, disse Morales.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Escolas e postos de saúde terão que distribuir absorventes de graça

Publicado

Assessoria

Os deputados estaduais de Mato Grosso aprovaram em segunda votação na quarta-feira (16) o projeto de lei de autoria dos deputados Silvio Favero (falecido em março, vítima da Covid-19) e Janaina Riva (MDB), que prevê a distribuição gratuita de absorventes higiênicos para meninas de baixa renda nas escolas públicas de Mato Grosso e nos postos de saúde, para combater a chamada ‘pobreza menstrual’.

“A pobreza menstrual, que antes era tida como um tabu, veio à tona nacionalmente e hoje virou pauta em Mato Grosso. Aprovamos em segunda votação com a minha emenda que acrescenta a distribuição dos absorventes além das escolas, nos postos de saúde para as meninas de baixa renda, tal e qual já é feito com os preservativos masculinos e femininos. Ninguém fala disso, mas muitas meninas deixam de ir à escola no período menstrual por vergonha de não terem o absorvente íntimo. Algumas contraem infecções vaginais pelo uso de outras coisas no lugar do absorvente como papel higiênico, panos, dentre outras coisas”, explica.

Leia mais:   Franco Valério defende acesso de internet a preços acessíveis a família de baixa renda

De acordo com a parlamentar, quando sancionado, o projeto de lei deve reduzir faltas em dias letivos de educandas em período menstrual e, por decorrência, evitar prejuízos à aprendizagem e ao rendimento escolar.

“Esse projeto de lei é de um cunho social sem igual. Tenho certeza que o governador Mauro Mendes (DEM) não terá dificuldade de implantar, uma vez que o custo é mínimo, perto dos gastos com saúde que irá poupar e da evasão escolar reduzida. Uma opção é que esses absorventes sejam produzidos até mesmo pelos reenducandos no sistema penitenciário”, finalizou

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana