Secretaria de Saúde tentou explicar vantagens em sair do Consórcio

18

Na audiência pública realizada na Câmara Municipal de Cáceres, na noite de ontem (12/02), a Secretaria de Saúde tentou demonstrar aos presentes as vantagens para Cáceres sair do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de MT – CISOMT, porém as explicações não agradaram os presentes.

Indagado pelos vereadores, o Secretário Antônio Mendes disse que o município ainda está buscando alternativas, mas, que a decisão de sair do Consórcio já foi tomada.

Ainda de acordo com Antônio Mendes, existe uma conversa em andamento para o Hospital São Luiz de Cáceres, administrado pela Pró Saúde, e que esta seria contratada para absorver as demandas ora ofertadas pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde.

Isso gerou desconforto na audiência, principalmente com a cobrança incisiva dos vereadores que querem uma justificativa plausível para a saída.

Todos os presentes apresentaram vantagens para o município continuar no Consórcio, inclusive, o prefeito de São José dos Quatro Marcos, Ronaldo Floreano, explicou essas vantagens:

“Com Cáceres no Consórcio o município recebe 40 mil reais a mais por mês, que são investidos no Consórcio para retornar ao próprio município. Além disso, a compra em escala é uma regra de mercado. Com Cáceres fora do Consórcio, os 13 municípios perderão na força de compra e Cáceres muito mais. Além disso, se hoje vêm 4 ônibus por dia para Cáceres com pacientes da região, não virá mais. Porque Cáceres deixará de ser a maior demanda e as consultas poderão ser feitas nas outras cidades que permanecerão no Consórcio. Ou seja, todos perdem.”

Todas as falas foram no sentido de que o município deve continuar no Consórcio.

O vereador Jerônimo Gonçalves (PSB), deixou claro que saída do município do Consórcio, tornaria um serviço disponibilizado um caos. Uma vez que não há prejuízo aos cofres públicos, pois todo município consorciado recebe repasses do governo Estadual.

Para a vereadora Valdeníria Dutra (PSDB), o prefeito vai ter que voltar e preparar uma explicação para os vereadores e a sociedade, sobre essa decisão que pode prejudicar o município.

Participaram da audiência os vereadores Rosinei Neves (PV), Valter Zakarkim (PTB), Jerônimo Gonçalves (PSB), Wagner Barone (PODEMOS) e Cezare Pastorello (SD), além de outras autoridades.

Joner Campos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here