conecte-se conosco


Cáceres e Região

Secretária de Educação Liamara Rodrigues esclarece redimensionamento na rede pública em Cáceres

Publicado

Assessoria
     O processo de redimensionamento da rede pública estadual de ensino, intensificado a partir de 2020 pelo governo de Mato Grosso, através do Decreto nº 723/2020/MT, junto a diversos municípios, por meio de propostas da Secretaria de Estado de Educação, visa possibilidades de parcerias e regimes de colaboração para atendimento da demanda escolar, pautado no que dispõe a Constituição Federal e normas educacionais vigentes.

Com intuito de realizar os estudos necessários e ampliar discussão no âmbito municipal, a Secretaria Municipal de Educação constituiu uma Comissão de Redimensionamento da Rede Municipal de Ensino, pela  Portaria nº 901 de 28/12/2020, com representantes de diretores, Conselho Municipal de Educação e técnicos da SME. Em 2021 dando continuidade aos trabalhos, houve alteração de membros, através das Portarias 115 de 04/02/2021 e Portaria nº 426 de 11/06/2021, com a inclusão de um representante da Câmara Municipal de Cáceres.

A secretária municipal de Educação Liamara Rodrigues da Silva, observou que a constituição da Comissão atendeu aos requisitos legais vigentes, como instância necessária para acompanhar, analisar e fazer estudos sobre a proposta de Redimensionamento, visando ações conjuntas de desenvolvimento da educação.

Ela explicou ainda, que de acordo com a proposta da SEDUC, “o atendimento aos anos iniciais do Ensino Fundamental, feito pela Rede Pública Estadual, seria gradativamente reduzido a partir de 2021 (…)”, no entanto, considerando o período de pandemia e para que houvesse conclusão dos trabalhos da Comissão, o processo foi prorrogado para 2022.

Segundo a Secretária Liamara Rodrigues, em 2021, a SEDUC ampliou a proposta, incluindo a cedência de pelo menos 04 prédios de escolas estaduais e 1ºs e 2ºs anos do ensino fundamental , para o reordenamento da oferta da educação, onde o Município continuaria o atendimento dos alunos dos anos iniciais e o Estado com os alunos dos anos finais e ensino médio, devidamente reformados e em boas condições.

Leia mais:   Prefeitura e parceiros promovem diversas ações no Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Considerando o parecer emitido pela Comissão, em julho de 2021, que ressalta que o Município tem condições de atender a demanda proposta pelo Estado, assim como, competência para utilizar e gerir os prédios, a Administração acolheu o processo de redimensionamento entre as redes públicas, com implantação gradativa, recebendo inicialmente a cedência de um prédio escolar, neste caso a EE Desembargador Gabriel Pinto de Arruda, e os alunos do 1º ano do ensino fundamental, assegurando acesso e permanência dos educandos.

A secretária Liamara destacou que   este processo não foi uma tomada de decisão sua e nem da prefeita Eliene Liberato Dias e muito menos uma iniciativa da administração municipal. “Além do Decreto do governador do estado, tivemos uma comissão que analisou, avaliou e respondeu as propostas dos representantes do estado”, anotou Liamara.

A secretária de Educação concluiu, dizendo que o redimensionamento está sendo feito com muita responsabilidade por ela e toda equipe da SME. “Veja abaixo e na íntegra o comunicado  da Diretoria Regional de Educação, órgão que representa a Secretaria de Estado de Educação – SEDUC”, solicitou Liamara.

“Primeiramente, informamos aqui, o processo de redimensionamento de escolas públicas estaduais ocorre em todo o Estado de Mato Grosso, cujo procedimento é realizado pela Unidade de Microplanejamento — UMIC/SAEX da Secretaria do Estado de Educação no ano de 2021, juntamente com a Rede Municipal de Ensino de cada município, buscando atender a Lei n° 9.394/96 e ao Decreto n° 723/2020.

Considerando a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional n° 9.394/96 e a necessidade da organização da Rede Pública de Ensino, garantindo a otimização e racionalização dos recursos públicos, tanto a Diretoria Regional de Ensino – DRE quanto a Secretaria Municipal de Educação – SME buscam seguir as diretrizes educacionais e procuram através do microplanejamento realizar um trabalho conjunto entre Seduc e Prefeituras Municipais para que cada aluno do município seja matriculado tanto na rede estadual quanto na rede municipal.

Leia mais:   Polícia Civil prende foragido da Justiça na zona rural de Pontes e Lacerda

Conforme Decreto de n° 723/2020 que dispõe sobre processo de matrículas e de formação de turmas na Educação Básica nas Unidades Escolares da Rede Pública Estadual de Ensino de Mato Grosso. Conforme a Portaria nº 519/2021/GS/SEDUC/MT, o número de alunos a serem matriculados são até 30 alunos para o Ensino Fundamental I e II e no Ensino Médio 35 alunos por turma, sendo assim, é importante destacar que o Estado garante ao estudante o acesso à educação pública.

A Rede Estadual está realizando a reorganização junto aos Municípios para que os alunos sejam atendidos em escola com estrutura de qualidade, seja pela rede estadual ou pela rede municipal. Nesse sentido, estamos acompanhando de perto qualquer demanda relacionada às matrículas de nossos alunos, tanto na rede municipal quanto na rede estadual, colocamo-nos a disposição dos pais, mães ou responsáveis nesse processo de matrícula, visando sanar dúvidas ou realizar os esclarecimentos necessários.

Diante disso, podem entrar em contato conosco pelo telefone 3223-4601 ou pelo e-mail Ccr.cefapro@educacao.mt.gov.br ou presencialmente na rua Saracura, 182, Maracanãzinho Cáceres – Mato Grosso. Estamos à disposição para atendê-los! Certos de que as informações pertinentes foram prestadas, permanecemos a inteira disposição para maiores esclarecimentos quanto a educação de nosso polo de Cáceres”.

Atenciosamente,

Diretoria Regional de Educação – DRE/Cáceres-MT

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Invasão de hackers prejudica enquete sobre reitoria da Unemat

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

     Uma invasão de hackers no sistema de votação do site Expressão Notícias, prejudicou a realização de uma enquete junto a comunidade acadêmica, sobre a eleição da reitoria da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

      A sondagem foi lançada às 12h de quinta-feira (20/05). A proposta seria saber a preferência, principalmente, do eleitor da comunidade acadêmica, sobre em quem votar na eleição da nova reitoria da instituição que acontece no próximo dia 1 de junho.

       Foi instalado um dispositivo para que alunos, professores e técnicos, votassem no candidato de sua preferência.

      A chapa 1 formada pelos professores Roberto Alves de Arruda e professora Rinalda Bezerra; chapa 2, pela professora Vera Maquêa e Alexandre Porto e chapa 3 formada pelos professores Celso Fanaia e Nivaldo Teodoro.

      Os problemas, decorrente dos ataques hackers, começaram menos de duas horas do lançamento da enquete. Às 13h30, quando já haviam sido registrados 893 votos, o sistema começou a ficar lento.

Leia mais:   MORTE EM PORTUGAL - 'Ficha não caiu', diz pai que aguarda translado do corpo do filho para MT

      As 14h30 quando já haviam sido registrados 1.363 votos – com a votação, praticamente, empatada entre as chapas da professora Vera Maquêa e Celso Fanaia, o sistema travou. Logo em seguida disparou computando quase 13 mil votos, a maioria para chapa da professora Vera Maquea.

     De acordo com o administrador do site, alguém descobriu uma forma de votar diversas vezes no mesmo candidato, ocasionando a fraude. Para evitar maiores transtornos a direção site cancelou o questionário retirando a página do ar.

     Nova enquete sobre a eleição será realizada na próxima semana. A direção do veículo encomendou um dispositivo com maior segurança, que irá impedir ataques e dessa forma levar as informações com segurança à população

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Líder do CV é preso acusado de matar soldado do Exército em Cáceres

Publicado

Redação/Gazeta

Integrante do Comando Vermelho, com atuação em Cáceres, foi preso pela Polícia Civil acusado de envolvimento na morte do soldado do Exército, Thiago de Brito de Almeida, 19 anos, no bairro Cohab Nova, em Cáceres, em janeiro deste ano. O militar teria sido morto por engano.

O acusado, de 39 anos, que não teve o nome revelado, foi preso inicialmente por apresentar documento falso. Contudo, já era  procurado pela Justiça por participação no homicídio do soldado do Exército. A prisão foi cumprida na quinta-feira (19), em Cuiabá.

Só após a prisão por documento falso, os policiais civis da 1ª Delegacia de Cáceres coordenados pelo delegado Marlon Richer Nogueira, deslocaram-se até o Fórum de Cuiabá. Pouco antes do preso ser apresentado em juízo, a equipe de Cáceres deu cumprimento ao mandado de prisão, bem como realizou a apreensão do aparelho celular do suspeito.

Homicídio

Na noite do dia 22 de janeiro deste ano, Thiago de Brito de Almeida, 19 anos, soldado do Exército, foi morto após ser atingido por disparos de arma de fogo, em via pública do bairro Cohab Nova, em Cáceres. O crime foi praticado por 5 indivíduos em um veículo Corsa de cor preta.

Leia mais:   Vereadores aprovam projeto de Franco Valério que obriga Águas do Pantanal a fornecer análise de água à população

Segundo apurado, a ordem para matar foi do líder da facção, tendo como alvo um integrante de uma organização rival e que sempre usava uma camiseta de time de futebol, semelhante a blusa que a vítima vestia no momento em que foi assassinada.

Investigação

Desde então os policiais civis vinham realizando diligências ininterruptas para esclarecer a ocorrência. Os suspeitos, todos com extensa ficha criminal, também são investigados em outros homicídios ocorridos em Cáceres.

Os criminosos, tanto o mentor como os executores, tiveram os mandados de prisão representados pela Polícia Civil, e decretados pela Justiça da Comarca local.

Além do líder da organização criminosa, que teve a prisão cumprida no Fórum de Cuiabá, outro envolvido de 30 anos e que encontra-se recolhido na Cadeia Pública de Cáceres, teve o mandado de prisão preventiva cumprido na quinta-feira (19), na unidade prisional.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana