conecte-se conosco


Estadual

SAÚDE PÚBLICA Publicada: lei de autoria do dep. Dr. Leonardo que facilita acesso a vagas no SUS

Publicado

A implantação de núcleos internos de regulação em hospitais tendo a informatização como primeira diretriz, com objetivo de aumentar eficiência, minimizar falhas e combater irregularidades para salvar vidas agora é lei em Mato Grosso. A lei 10.917 de 2019, de autoria do atualmente deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT), foi publicada no Diário Oficial do dia três de julho.

O projeto que agora é lei foi apresentado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso em 2016, quando Dr. Leonardo era deputado estadual e presidia a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde – responsável pela investigação das Organizações Sociais de Saúde em hospitais públicos do Estado.

Na ocasião, Dr. Leonardo notou que um dos problemas na eficiência da saúde pública e, consequentemente, na fiscalização era a falta de um núcleo interno de regulação informatizado, utilizando o Sistema Nacional de Regulação (SISREG).

“Eu já trabalhei como médico regulador e sei o quanto é importante que os hospitais tenham núcleos de regulação interna e, mais que isso, que sejam informatizados. Dessa forma, poderemos contar com uma equipe profissional cem por cento focada em conseguir uma vaga para o paciente aliada à transparência de um sistema informatizado”, disse Dr. Leonardo.

Leia mais:   Comissão Especial da ALMT vai acompanhar efetivação de resultados de CPI

Com o SISREG devidamente implantado nas unidades de saúde credenciadas no Sistema Único de Saúde, o monitoramento de todos os leitos do Estado estaria disponível online, evitando falha ou demora para localizar vagas para pacientes em situações nas quais minutos podem ser a diferença entre a vida e a morte.

Ainda de acordo com Dr. Leonardo, nenhuma vaga poderá ser escondida após a implantação do SISREG, o que também facilitará a fiscalização dos serviços prestados. “Isso dará a fluidez necessária para atendermos bem o cidadão que precisar da saúde pública e, com certeza, vidas serão salvas. Nosso objetivo é facilitar o acesso aos serviços de saúde de forma adequada, protegendo o princípio da equidade”, concluiu.

Jardel P. Arruda
Assessoria de Imprensa
Deputado Dr. Leonardo
(65) 99267 9309
Comentários Facebook

Estadual

Processos julgados em novembro somaram mais de R$ 1,1 milhão em multas

Publicado

A decisão proferida em segunda instância no âmbito do Procon é definitiva, sem possibilidade de recurso por vias administrativas
Em novembro, 22 processos foram julgados em segunda instância, pela Turma Recursal do Procon-MT. As multas somaram R$ 1.185.500,00 sobre 19 fornecedores. Os processos são referentes ao Edital nº 08/2019.

Das empresas com recursos em andamento, Banco do Brasil e Energisa tiveram mais de um processo julgado nesta sessão, acumulando os maiores valores em multas. Do montante, destaque também para seguradoras e rede de eletrodomésticos.

Os processos aguardavam julgamento de recurso, que em segunda instância é submetido aos votos da Turma Recursal, formada por conciliadores do Procon-MT e a secretária adjunta do órgão, Gisela Simona, em decisão colegiada.

Após julgamento do recurso, caso seja mantida a penalidade, o fornecedor recebe a notificação com uma via do voto, que é a decisão final do processo, e o boleto para quitar a multa. Após recebimento  da notificação, o prazo para efetuar o pagamento do boleto é de 30 dias.

Leia mais:   Comissão Especial da ALMT vai acompanhar efetivação de resultados de CPI

A decisão no âmbito do Procon é definitiva, sem possibilidade de recurso por vias administrativas. No caso de não pagamento, a empresa é inscrita na dívida ativa do Estado, e executada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Assessoria de imprensa

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Unemat oferece 2.420 vagas para candidatos que fizeram Enem 2019

Publicado

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) oferece 2.420 vagas para ingresso no primeiro semestre de 2020 para quem realizou o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) deste ano. São 60 cursos de graduação presencial da Instituição e a seleção é feita por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) do Ministério da Educação, que utiliza as notas do Enem.

As inscrições no SiSU ocorrerão de 21 a 24 de janeiro.

Quem desejar participar da Lista de Espera para a 2ª Chamada deve manifestar interesse pelo site do SiSU de 29 de janeiro a 4 de fevereiro.

O resultado da 1ª Chamada será publicado no dia 28 de janeiro, e os aprovados devem realizar a matrícula nos dias 29, 30 e 31 de janeiro e nos dias 3 e 4 de fevereiro.

O procedimento de verificação para estudantes negros e estudantes com deficiência será nos dias 3 e 4 de fevereiro, com divulgação do resultado do procedimento já no dia 5.

A 2ª Chamada ocorrerá no dia 7 de fevereiro.

Os interessados em participar da lista de espera para a 3ª chamada e chamadas subsequentes devem manifestar interesse pessoalmente no dia 18 de fevereiro.

As aulas iniciam no dia 10 de fevereiro, com exceção do curso de Medicina, que inicia o período letivo no dia 16 de março. A 2ª Chamada de Medicina ocorrerá no dia 4 de março.

Para conferir o edital com as informações dos cursos oferecidos pela Unemat para ingresso em 2020/1 por meio das notas do Enem, clique aqui.

O cronograma de inscrição, seleção e matrícula dos estudantes também pode ser acessado clicando aqui.

Cotas

Além das cotas para alunos oriundos de escolas públicas, dentro das quais estão inseridas cotas para indígenas e para estudantes pretos ou pardos, a Unemat também passa a incluir reserva de vagas para pessoas com deficiência (PCD) a partir deste ano.

Leia mais:   Deputado participa de audiência pública sobre escola cívico-militar em Vila Rica

Com a nova política, 60% das vagas ficam reservadas para alunos oriundos de escolas públicas e 40% das vagas para ampla concorrência. Dentre as vagas reservadas para alunos da rede pública de ensino, estão inseridas as cotas do Programa de Integração e Inclusão Étnico-Racial (Piier) para pretos e pardos e para indígenas, bem como as cotas para pessoas com deficiência.

Cursos com 30 vagas reservam 18 vagas para alunos de escola pública, das quais 8 são para pretos e pardos, 1 para indígenas e 1 para pessoas com deficiência, com 8 para os demais candidatos. 12 vagas serão destinadas à ampla concorrência.

Em cursos com 40 vagas, 24 são reservadas para alunos que cumpriram integralmente o Ensino Médio em escola pública. Destas 24 vagas, 10 são para estudantes negros, 2 para estudantes indígenas, 1 para estudantes com deficiência e 11 para os demais candidatos. A ampla concorrência terá 16 vagas.

Já nos cursos de 50 vagas, a ampla concorrência terá 20 vagas, enquanto os alunos de escola pública terão 30. Destas 30, os candidatos pretos e pardos terão 13 vagas, os candidatos indígenas terão 2, as pessoas com deficiência terão 1 e os demais estudantes de escola pública terão 14 vagas.

Ao todo, 119 vagas são destinadas para indígenas, 607 vagas para estudantes pretos ou pardos, 60 para pessoas com deficiência, 666 para alunos da rede pública e 968 para ampla concorrência. As vagas estão distribuídas em 60 cursos, divididos entre 11 câmpus da Unemat.

CURSOS OFERTADOS

Administração: Diamantino, Juara, Nova Mutum, Sinop, Tangará da Serra/Matutino e Tangará da Serra/Noturno

Leia mais:   Governo paga 13º dos servidores em parcela única no dia 20

Agronomia: Alta Floresta, Cáceres, Nova Mutum, Nova Xavantina e Tangará da Serra

Arquitetura e Urbanismo: Barra do Bugres

Ciência da Computação: Alto Araguaia, Barra do Bugres e Cáceres

Ciências Biológicas: Alta Floresta, Cáceres, Nova Xavantina e Tangará da Serra

Ciências Contábeis: Cáceres, Nova Mutum, Sinop e Tangará da Serra

Ciências Econômicas: Sinop

Direito: Alta Floresta, Barra do Bugres, Cáceres, Diamantino e Pontes e Lacerda

Educação Física: Cáceres e Diamantino

Enfermagem: Cáceres, Diamantino e Tangará da Serra

Engenharia Civil: Nova Xavantina, Sinop e Tangará da Serra

Engenharia de Alimentos: Barra do Bugres

Engenharia de Produção Agroindustrial: Barra do Bugres

Engenharia Elétrica: Sinop

Engenharia Florestal: Alta Floresta

Geografia: Cáceres e Sinop

História: Cáceres

Jornalismo: Tangará da Serra

Letras: Alto Araguaia, Cáceres, Pontes e Lacerda, Sinop e Tangará da Serra

Matemática: Barra do Bugres, Cáceres e Sinop

Medicina: Cáceres

Pedagogia: Cáceres, Juara e Sinop

Sistemas de Informação: Sinop

Turismo: Nova Xavantina

Zootecnia: Pontes e Lacerda

CURSOS OFERTADOS (por câmpus)

Alta Floresta: Agronomia, Ciências Biológicas, Direito e Engenharia Florestal

Alto Araguaia: Ciência da Computação e Letras

Barra do Bugres: Arquitetura e Urbanismo, Ciência da Computação, Direito, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Produção Agroindustrial e Matemática

Cáceres: Agronomia, Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Direito, Educação Física, Enfermagem, Geografia, História, Letras, Matemática, Medicina e Pedagogia

Diamantino: Administração, Direito, Educação Física e Enfermagem

Juara: Administração e Pedagogia

Nova Mutum: Administração, Agronomia e Ciências Contábeis

Nova Xavantina: Agronomia, Ciências Biológicas, Engenharia Civil e Turismo

Pontes e Lacerda: Direito, Letras e Zootecnia

Sinop: Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Geografia, Letras, Matemática, Pedagogia e Sistemas de Informação

Tangará da Serra: Administração/Matutino, Administração/Noturno, Agronomia, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Enfermagem, Engenharia Civil, Jornalismo e Letras

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana