Connect with us
Muricy Ramalho - coletiva Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Muricy Ramalho vai pedir o boné (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

A gestão Eduardo Bandeira de Mello sabe que seu calcanhar de Aquiles é o futebol. Um dos erros refere-se à constante mudança de treinadores. Desta vez, excepcionalmente, ouviu o pedido de saída de Muricy Ramalho. Desde que foi empossado em 27 de dezembro de 2012, o presidente já empregou nove técnicos: a média é de 138 dias de trabalho para cada. Acerto da equipe de Bandeira no trato com os “professores” deu-se em relação a multas. A maioria dos técnicos no período foi dispensada sob pagamento de no máximo dois salários. Com Muricy Ramalho, o Flamengo retrocedeu e aceitou estipular como multa o valor integral de um contrato cuja a duração é de 24 meses. Com cinco já cumpridos, o ressarcimento seria de aproximadamente R$ 8 milhões em caso de demissão. Isso, no entanto, não acontecerá, já que a saída de Muricy foi decidida pelo próprio, pressionado por família e amigos após apresentar quadro de fibrilação atrial (arritmia) no último dia 17. Um acordo será costurado nos próximos dias.

Abel Braga é a bola da vez rubro-negra. Será o 10º técnico da atual gestão. Ele aceita ganhar os mesmos R$ 400 mil que Muricy. A questão a ser resolvida, em caso de acerto, é a data da chegada de Abel, que fez acordo para assumir novo clube somente após o fim do pagamento da rescisão com o Al Jazira-EAU, previsto para julho.

Abel Braga Al Jazira (Foto: Facebook Al Jazira)Flamengo trabalha para anunciar Abel Braga o mais rapidamente possível (Foto: Facebook Al Jazira)

Abel tem uma passagem pela Gávea, entre janeiro e julho de 2004. No período, conquistou o Campeonato Carioca em competição que ficou marcada por grandes vitórias sobre Fluminense e Vasco. Em contrapartida, perdeu a Copa do Brasil num Maracanã lotado para o modesto Santo André. A escalação de quatro volantes (Robson, Da Silva, Douglas Silva e Ibson) no meio-campo, com Felipe e Jean isolados no ataque, provocou muitos questionamentos. No total, foram 44 jogos, 19 vitórias, 12 empates e 13 derrotas (52,27% de aproveitamento).

01

nove técnicos e nenhum com um ano de trabalho

Flamengo Jaime Chapecoense Volta Redonda (Foto: André Durão)Jayme foi o único a ganhar títulos na atual gestão (Foto: André Durão)

A diretoria do Flamengo tem como pilar de seu discurso a paciência na cobrança por resultados. Desde o início da gestão, sempre garantiu que primeiro reconstruiria o clube financeiramente para posteriormente buscar os canecos. A mesma serenidade, porém, não se aplica em relação à tolerância ao trabalho dos treinadores. Vanderlei Luxemburgo foi quem mais durou: nove meses, três semanas e seis dias (301 dias). Tirou o time da “confusão”, teve 63,8% de aproveitamento, mas não foi campeão. Sua saída custou R$ 400 mil de multa.

O homem das conquistas foi Jayme de Almeida, que substituiu Muricy Ramalho nos últimos três jogos da equipe (um pela Copa do Brasil e dois pelo Brasileiro). Sob sua orientação, o Flamengo foi campeão da Copa do Brasil, em 2013, e do Carioca, um ano depois. Mesmo com os triunfos, caiu em 11 de maio de 2014, em seu sétimo mês à frente do time. Foi demitido pela internet, situação que o magoou. Posteriormente, conversou com o clube pelo pagamento de R$ 500 mil, referente a contrato de imagem e multa.

Os outros seis treinadores, excetuando Luxa, Jayme e Muricy, tiveram passagens brevíssimas. Dorival Júnior, o primeiro da gestão – foi contratado por Patrícia Amorim -, durou 76 dias. Jorginho, 74; Mano Menezes, 82; Ney Franco, 63; Cristóvão Borges, 80; e Oswaldo de Oliveira, 91. De todos, somente Mano teve de ressarcir o Flamengo. Fez acordo para pagar R$ 800 mil (dois meses de salário) por ter abandonado o barco antes do combinado. Com os demais, as multas foram leves, sendo a de Dorival a mais pesada (cerca de R$ 700 mil em março de 2013). A diretoria teve de segurá-lo no cargo, pois, no mês que assumira (dezembro de 2012), o valor a ser pago para demiti-lo era de aproximadamente R$ 2 milhões.

Muricy deixa o clube com apenas o quinto melhor aproveitamento dentre os nove que treinaram o Flamengo desde 2013: 57,7%.

Confira os retrospectos dos nove treinadores:

Dorival Júnior
10 jogos com Bandeira (7v/1e/2d)
Aproveitamento com Bandeira: 73%

Jorginho
14 jogos (7v/4e/3d)
Aproveitamento: 59,5%

Mano Menezes
22 jogos (9v/6e/7d)
Aproveitamento: 54,5%

Jayme de Almeida
50 jogos (27v/12e/11d)
Aproveitamento:  62%
Campeão da Copa do Brasil 2013 e do Carioca 2014

Ney Franco
7 jogos (3e/4d)
Aproveitamento: 14,2%

Vanderlei Luxemburgo
59 jogos (34v/11e/14d)
Aproveitamento: 63,8%

Cristóvão Borges
18 jogos (8v/1e/9d)
Aproveitamento: 46,2%

Oswaldo de Oliveira
18 jogos (8v/3e/7d)
Aproveitamento: 50%

Muricy Ramalho
26 jogos (13v/6e/7d)
Aproveitamento: 57,7%

Fonte: Globo Esporte

Comentários Facebook

Entretenimento

Eclipse lunar traz ‘Lua de sangue’ no domingo (15); saiba mais

Published

on

No próximo domingo (15), acontecerá o primeiro eclipse lunar de 2022. Será um eclipse do tipo total, que ocorre quando a Lua cheia se move para a chamada sombra umbral profunda da Terra (parte mais interna e escura). Isso ocorre porque nosso planeta passa em frente à luz solar enviada para o nosso satélite natural.

De acordo com o astrofísico americano Fred Espenak, conhecido por prever eclipses, como a Lua cheia do dia 15 de maio é a chamada superlua, por estar no perigeu, o ponto mais próximo da Terra, esse eclipse será considerado uma superlua de sangue. O fenômeno, que poderá ser visto em todo o Brasil, ocorre quando a luz do sol passa pela atmosfera terrestre, mas desvia pelos comprimentos de onda para refletir de forma avermelhada na Lua.

Diagrama da sombra do eclipse lunar do dia 15 de maio. (Fonte: NASA/Divulgação.)Fonte:  NASA 

Quando acontecerá o eclipse total da Lua no domingo?

Conforme o perfil Astronomiaum no Twitter, nas cidades com fuso horário de Brasília, o eclipse lunar de domingo terá início às 22h32, e terá o seu ápice na madrugada de segunda-feira (16) à 1h11, com o término ocorrendo às 3h51. Além do Brasil, a Lua de sangue poderá ser vista também nos EUA e Canadá, além de partes da África e Europa.

Diferentemente do eclipse solar, que só é observável em uma área relativamente pequena do mundo, os eclipses lunares podem ser vistos em qualquer lugar no lado noturno da Terra. A sua visualização também é mais segura, pois esses fenômenos não necessitam de nenhum tipo de proteção para os olhos, pois são mais escuros do que a própria lua cheia em si.

Para quem mora em grandes cidades, e não pretende viajar para locais com baixa poluição visual para assistir ao eclipse total da Lua no domingo, será possível visualizá-lo através do canal oficial da NASA do YouTube. O telescópio da agência aeroespacial norte-americana irá iniciar a transmissão das imagens do fenômeno a partir da zero hora do dia 16 de maio, no horário de Brasília.

Para assistir, basta clicar no link acima para definir o lembrete e, na hora marcada, acompanhar os detalhes em alta resolução.

Fonte: https://www.tecmundo.com.br/ciencia/238420-eclipse-lunar-traz-lua-sangue-domingo-15-saiba.htm

Comentários Facebook
Continue Reading

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Published

on

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana