conecte-se conosco


Destaque

Saques de até R$ 500 do FGTS começam nesta sexta-feira

Publicado

Os saques começam para correntistas da Caixa que nasceram entre janeiro e abril; serão liberados R$ 5 bilhões para cerca de 12 milhões de pessoas.

A Caixa Econômica Federal começa a liberar os saques de até R$ 500 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) nesta sexta-feira (13) somente para correntistas do banco nascidos entre janeiro e abril. Segundo a Caixa, serão liberados R$ 5 bilhões para cerca de 12 milhões de pessoas.

O dinheiro será depositado automaticamente para quem tem conta poupança individual da Caixa. Para quem tem conta corrente ou conjunta, a liberação ocorrerá apenas se esses correntistas fizeram a autorização de depósito automático até o dia 25 de agosto. A liberação antecipada vale somente para contas abertas na Caixa até o dia 24 de julho deste ano.

As agências da Caixa Econômica Federal terão horário de abertura estendido nesta sexta e na segunda e terça-feira da semana que vem para atender aos beneficiários:

  • As agências que têm horário de abertura às 10h abrirão às 8h;
  • As agências que têm horário de abertura às 9h abrirão uma hora mais cedo e terão o horário de funcionamento estendido em 1 hora;
  • As agências que têm horário de abertura às 11h abrirão às 9h;
  • As agências que têm horário de abertura às 8h permanecem abrindo às 8h e terão horário de funcionamento estendido em 2 horas.

    Segundo Valter Nunes, vice-presidente de Redes de Varejo da Caixa, será avaliado se os demais dias da semana que vem terão essa extensão de horário. Além disso, as agências da Caixa abrirão neste sábado (14), das 9h às 15h – apenas para atendimentos relativos aos saques.

    Quem tem conta poupança e não quer fazer a retirada do dinheiro tem até o dia 30 de abril de 2020 para informar ao banco que prefere manter o dinheiro no Fundo de Garantia.

    Quem tem conta corrente ou conjunta na Caixa e não autorizou o depósito automático, caso queira fazer o saque, deverá seguir o calendário de quem não tem conta no banco.

    O saque imediato de até R$ 500 não tem relação com o saque-aniversário, que só começa a ser pago em abril de 2020 (veja mais informações abaixo).

    O calendário começa nesta primeira etapa para quem tem conta no banco e depois prossegue para quem não é correntista. O correntista da Caixa terá o dinheiro liberado de acordo com seu aniversário. Veja abaixo:

    Calendário para quem tem conta poupança na Caixa:

    • Aniversário em janeiro, fevereiro, março e abril: crédito em conta a partir de 13/09/2019
    • Aniversário em maio, junho, julho e agosto: crédito em conta a partir de 27/09/2019
    • Aniversário em setembro, outubro, novembro e dezembro: crédito em conta a partir de 09/10/2019
    • Somente os correntistas com conta poupança na Caixa totalizam quase 36 milhões de pessoas. Cada uma das três etapas do calendário libera cerca de R$ 5 bilhões para cerca de 12 milhões de correntistas da Caixa. Até o momento, 99% dos clientes de conta poupança da Caixa aderiram ao saque imediato de até R$ 500, ou seja, não entraram nos canais da Caixa para cancelar a adesão automática.

      Liberação dos saques de até R$ 500 do FGTS começa nesta sexta (13)

      Liberação dos saques de até R$ 500 do FGTS começa nesta sexta (13)

      Já para quem não tem conta na Caixa Econômica, o calendário de saques começa somente em outubro, após o início da última etapa do calendário de saques para os correntistas. No total, incluindo correntistas e não correntistas da Caixa, com contas ativas e inativas do FGTS, serão 96 milhões de pessoas com direito aos saques.

      Calendário para quem não tem conta poupança na Caixa:

      • Aniversário em janeiro: saque a partir de 18/10/2019
      • Aniversário em fevereiro: saque a partir de 25/10/2019
      • Aniversário em março: saque a partir de 08/11/2019
      • Aniversário em abril: saque a partir de 22/11/2019
      • Aniversário em maio: saque a partir de 06/12/2019
      • Aniversário em junho: saque a partir de 18/12/2019
      • Aniversário em julho: saque a partir de 10/01/2020
      • Aniversário em agosto: saque a partir de 17/01/2020
      • Aniversário em setembro: saque a partir de 24/01/2020
      • Aniversário em outubro: saque a partir de 07/02/2020
      • Aniversário em novembro: saque a partir de 14/02/2020
      • Aniversário em dezembro: saque a partir de 06/03/2020
      • Todos os trabalhadores, independente do aniversário, sendo correntistas ou não da Caixa, podem sacar o dinheiro até o dia 31 de março de 2020. A Caixa alerta, entretanto, que à medida que o trabalhador vai adiando seu saque, ele ficará sujeito ao efeito cumulativo dos outros calendários, o que acumulará mais pessoas para receber e portanto poderá enfrentar mais filas.

        O valor sacado será de até R$ 500 por conta vinculada de titularidade do trabalhador, limitado ao valor do saldo tanto das contas ativas como inativas. Por exemplo: se ele tiver duas contas, uma com saldo de R$ 1.000 e outra com saldo de R$ 2.000, ele poderá sacar R$ 500 de cada uma delas. Se tiver R$ 70 na conta, poderá retirar o valor total. Veja mais exemplos abaixo:

        Exemplos de saques de até R$ 500 por contas do FGTS  — Foto: Reprodução/Caixa

        Exemplos de saques de até R$ 500 por contas do FGTS — Foto: Reprodução/Caixa

        Como serão os saques para quem não tem conta poupança na Caixa

        • Valores de até R$ 100 por conta: saque será feito nas lotéricas, com CPF e documento de identificação.
        • Valores de até R$ 500 por conta: saque nas lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui, com documento de identificação e Cartão do Cidadão com senha. Caso não possua o Cartão do Cidadão, poderá sacar nos caixas eletrônicos da Caixa utilizando o CPF e a Senha Cidadão. Em caso de saque na agência, deve apresentar documento de identidade com foto e número do CPF.

        O saque imediato no valor de até R$ 500 não impede o direito do trabalhador ao saque do FGTS por motivo de rescisão contratual nem tira o direito a receber a multa dos 40% sobre o valor, bem como não impede o saque para as demais modalidades como aposentadoria, aquisição da casa própria e doença grave.

        Ninguém é obrigado a sacar o dinheiro do FGTS. Se não houver a retirada, o dinheiro permanece no fundo, ganhando rentabilidade. No ano passado, por exemplo, as contas do FGTS renderam 6,18% com os juros fixos de 3% ao ano mais TR e a distribuição de 100% do lucro líquido do fundo (R$ 12,2 bilhões, pagos em agosto deste ano, sobre o saldo de dezembro de 2018). Portanto, as contas do FGTS renderam mais que a poupança e o CDB, que em 2018 tiveram rendimentos de 4,62% e 6,06%, respectivamente.

        Saque-aniversário

        O recebimento do saque imediato de até R$ 500 por conta de FGTS não gera adesão ao saque-aniversário. Os interessados em aderir a esse saque anual terão que comunicar a decisão à Caixa Econômica Federal a partir de 1º de outubro deste ano. O banco ainda não informou como isso deverá ser feito. Nesse caso, os saques serão anuais e começarão em abril de 2020, de acordo com o mês em que o beneficiário nasceu. Veja o calendário do saque aniversário:

        • Nascidos em janeiro e fevereiro – saques de abril a junho de 2020;
        • Nascidos em março e abril – saques de maio a julho de 2020;
        • Nascidos em maio e junho – saques de junho a agosto de 2020;
        • Nascidos em julho – saques de julho a setembro de 2020;
        • Nascidos em agostos – saques de agosto a outubro de 2020;
        • Nascidos em setembro – saques de setembro a novembro de 2020;
        • Nascidos em outubro – saques de outubro a dezembro de 2020;
        • Nascidos em novembro – saques de novembro de 2020 a janeiro de 2021;
        • Nascidos em dezembro – saques dezembro de 2020 a fevereiro de 2021.
        • A partir de 2021, o saque deverá ser feito no mês do aniversário até os dois meses seguintes.

        O valor do saque anual será um percentual do saldo de todas as contas do trabalhador. Para contas com até R$ 500, será liberado 50% do saldo, percentual que vai se reduzindo quanto maior for o valor em conta. Para as contas com mais de R$ 500, os saques serão acrescidos de uma parcela fixa. Portanto, os cotistas com saldo menor poderão sacar anualmente percentuais maiores.

        Limite dos saques anuais do FGTS — Foto: Reprodução/Ministério da Economia

        Limite dos saques anuais do FGTS — Foto: Reprodução/Ministério da Economia

        O trabalhador ficará impedido de retirar o valor integral do FGTS na rescisão do contrato de trabalho. No entanto, ele continua tendo direito ao pagamento da multa dos 40% em cima do valor total. Em caso de arrependimento, o trabalhador só poderá retornar ao chamado saque-rescisão após dois anos a partir da data de adesão ao saque-aniversário.

        No entanto, o trabalhador que optar pelo saque-aniversário continuará tendo direito à retirada o saldo do FGTS para a casa própria, em caso de doenças graves, de aposentadoria e de falecimento do titular e para as demais hipóteses previstas em lei para o saque.

        Por Marta Cavallini, G1

Comentários Facebook
Leia mais:   SAÚDE Dr Leonardo comemora pagamento de 1,127 milhão para Hospital São Luiz combater o Coronavírus

Destaque

Dona de casa de Pontes e Lacerda morre por coronavirus no Hospital São Luiz

Publicado

Um novo óbito por coronavirus foi confirmado, na noite desta quarta-feira (3/6) no Hospital São Luiz, em Cáceres. A dona de casa Maria Wanderleia Massavi, 52 anos, moradora de Pontes e Lacerda, faleceu por volta das 19h30.

Ela foi transferida para Cáceres há 10 dias, depois de iniciar o tratamento em Pontes e Lacerda.  Wanderlei deixa esposo e três filhas. O corpo, de acordo com familiares, será trasladado para o município da vítima, nas próximas horas.

Foi o segundo quadro de complicação fatal no hospital, em apenas, um dia. Primeiro foi o do professor da Unemat, Adriano Silva. O ex-reitor foi internado na segunda-feira. O quadro clínico se agravou, teve problema pulmonar, foi entubado, levado as pressas para Cuiabá, faleceu no início da noite.

De acordo com Boletim Médico expedido pelo hospital, às 16h30 antes nas mortes, havia internados na unidade cinco pacientes. Sendo dois confirmados e três suspeito com a Covid-19. Três pacientes estavam na enfermaria e dois internados na UTI.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde – SES existem em Cáceres, 34 casos confirmados do novo coronavirus e 43 suspeitos. E, ainda 229 casos descartados da doença. Foram computados para o município três óbitos.

Leia mais:   PSDB penaliza Cláudio Henrique por infidelidade; vereador diz que decisão foi “totalmente arbitrária”

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Presidente da Fapemat, Adriano Silva, morre de covid-19

Publicado

Após parada cardiorrespiratória, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso, Adriano Silva, morreu na noite desta quarta-feira (3), em Cuiabá. Ele foi transferido de Cáceres, onde estava internado, para a clínica Femina na capital.

Professor do curso de Direito da Unemat, ele foi reitor da instituição. Adriano contou em uma rede social no dia 1º que passou mal e procurou um médico que o recomentou a internação.

Os sintomas eram da covid-19. Nesta quarta-feira, Adriano teve complicações pulmonares, foi entubado e transferido para Cuiabá, já que em Cáceres não tinha UTI para o caso do professor.

Por volta das 20h47, o governo de Mato Grosso confirmou a morte do presidente da Fapemat. A nota diz que no domingo (31), ele sentiu os sintomas da covid-19.  Foi internado em um hospital particular de Cáceres na segunda-feira. Ele estava internado em um leito de UTI na unidade.

“Nesta quarta-feira, teve uma parada cardíaca, ainda em Cáceres, quando foi estabilizado. A pedido da família foi transferido para uma unidade hospitalar da rede particular em Cuiabá, no final da tarde desta quarta-feira. Durante a transferência, em UTI aérea, sofreu duas paradas cardíacas. Ele não resistiu e morreu no início desta noite. O presidente fez o exame de Covid-19, cujo resultado ainda não saiu”. diz o governo.

Leia mais:   Meu filho estava na hora errada e no lugar errado, diz mãe de soldado que dirigia o veículo envolvido no acidente

O governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes lamentam profundamente o falecimento do amigo e gestor e prestam condolências aos familiares. Suplente de deputado federal, Adriano estava filiado ao DEM.

pablo@gazetadigital.com.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana