conecte-se conosco


Destaque

Santander inaugura agência em Cáceres

Publicado

Em ritmo de retomada de desenvolvimento, Cáceres ganhará na próxima terça-feira, 8/11, a partir das 8h30, uma Agência do Santander.

Ela funcionará na Rua Coronel Dulce, 145, onde funcionava o HSBC.

A agência vai gerar inicialmente 6 empregos diretos. Chama a atenção que a unidade será dirigida por duas mulheres. A gerente geral será  Luziane Aparecida Wagmaker  e a gerente administrativo, Eliamara Sampaio, ambas de Cáceres.

Eliamara explicou que a agencia terá atendimento diferenciado.

‘Somos um banco extremamente digital, onde fazemos com que o cliente tenha toda comodidade para realizar suas transações e qualidade no atendimento’, explicou.

O Banco Santander (Brasil) S.A. é a subsidiária do banco espanhol Banco Santander no Brasil. Sediada em São Paulo, a operação brasileira entrou em atividade desde 1982 e é parte integrante do Grupo Santander, de origem espanhola, que é o principal conglomerado financeiro da Zona do Euro.

É o terceiro maior banco privado do Sistema financeiro do Brasil, com ativos totais de R$ 605,3 bilhões e 31 milhões de clientes no final de 2014.

Leia mais:   Em mensagem de despedida, Marcinho diz que Adriano deixa um legado de idealismo e perseverança

Santander Brasil tem ações ordinárias, preferenciais e units listadas na Bolsa de Valores BM&F BOVESPA, além de negociar American Depositary Receipt (ADR’s) na Bolsa de Valores de Nova York (código BSBR).

Em 1997 o Santander anunciou a compra do Banco Geral do Comércio S.A.. No ano seguinte, adquiriu o Banco Noroeste S.A. Em 2000, fechou dois grandes negócios: em janeiro, comprou o Conglomerado Meridional, formado pelo Banco Meridional Banco Bozano, Simonsen, e fez sua maior aquisição na época, ao vencer o leilão de privatização do Banco do Estado de São Paulo S.A. (Banespa), com uma oferta de mais de R$ 7,05 bilhões.

Sete anos depois, o banco participou da maior operação do setor financeiro mundial: a compra, por 71 bilhões de euros, do banco holandês ABN AMRO pelo consórcio formado pelo Santander e os bancos Fortis e RBS. Com isso, o Santander assumiu os bancos Antonvenetta, da Itália (vendido meses depois) e Banco Real.

O Santander e o Banco Bonsucesso firmaram um acordo para a criação da instituição Bonsucesso Consignado para operações de crédito consignado.

Leia mais:   Grupo Juba doa mudas de árvores no dia do meio ambiente

Em 7 de abril de 2014 o Santander Brasil anunciou a compra da Getnet, empresa fornecedora de máquinas de cartões e soluções de processamento transações eletrônicas, por R$ 1,104 bilhão, concluída em 31 de julho de 2014 após aval dos órgãos regulatórios brasileiros.

As máquinas de cartões eletrônicas, também conhecidas como as “vermelhinhas”, vêm com a tecnologia do 3G embutida e já estão sendo comercializadas.

Para o final de 2017, o Santander previu o lançamento de um conjunto de soluções em Comunicação por campo de proximidade (CCP), ou near-field communication (NFC), tecnologia que permite efetuar pagamentos apenas aproximando o aparelho celular de um leitor móvel, por exemplo.

O objetivo da instituição é ir além dos smartphones equipados com NFC e incluir dispositivos vestíveis, como pulseiras à prova d’água, stickers e adesivos que clientes podem utilizar para substituir os cartões.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Por Jornal Oeste
Comentários Facebook

Destaque

Liminar determina que Estado instale 15 novos leitos de UTI em Cáceres

Publicado

Da assessoria

A 4ª Vara Cível de Cáceres julgou procedentes os requerimentos em caráter de liminar do Ministério Público de Mato Grosso e da Defensoria Pública do Estado, em Ação Civil Pública (ACP) proposta para ampliação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados ao tratamento da Covid-19 nos hospitais da cidade.

Conforme a decisão judicial de 3 de maio, o Estado de Mato Grosso deve providenciar a instalação de 15 leitos de UTI adulto, bem como de 20 leitos de enfermaria, todos devidamente estruturados, com equipes especializadas e protegidas com os equipamentos de proteção individuais (EPIs) pertinentes.

“Até que sejam implantados referidos leitos, deve o Estado de Mato Grosso dar imediatamente o necessário encaminhamento e tratamento aos pacientes acometidos de Covid-19, sob pena de responsabilidade”, determinou a juíza Joseane Carla Ribeiro Viana Quinto Antunes.

A magistrada estabeleceu ainda que o Poder Executivo Estadual realize estudo epidemiológico/estatístico a respeito da região Oeste, com base em metodologia científica, no prazo de 10 dias úteis. O prazo estabelecido pelo juízo é de 15 dias para início das obras e 40 dias para finalização, sob pena de multa diária no valor de R$ 20 mil e configuração do crime de desobediência.

Leia mais:   Insatisfeitos representantes de partidos políticos fazem movimentação de protesto na Câmara

“A região de Cáceres apresentará nos próximos 15 dias um aumento que poderá alcançar entre 80 e 110 casos. As projeções de longo prazo apresentam a probabilidade geral que engloba os municípios de toda a Região Oeste Mato-grossense para que o pico de casos ocorra entre os meses de julho e agosto de 2020, em torno de 3.000 casos leves com orientação de isolamento domiciliar e monitoramento pelos profissionais da saúde e atenção primária e vigilância, podendo chegar, de forma acumulada nos 3 meses, 500 hospitalizados predominante de casos moderados que necessitam de acompanhamento e tratamento clínico”, argumentou a juíza.

De acordo com Boletim Informativo da SES, em 2 de junho Cáceres registrava 34 casos confirmados da doença, sendo 15 casos em monitoramento (isolamento domiciliar), 16 casos recuperados e três óbitos.

“Nota-se que a doença parece estar evoluindo de maneira célere e indesejada no Município, estando nesta data os leitos de UTIs quase próximos a lotação com pacientes da região Oeste. Desse modo, no que tange às evidências dos autos, o pleito liminar há que ser deferido”, afirmou Joseane Antunes.

Leia mais:   Nove municípios de Mato Grosso passam a contar com atendimento online da Defensoria Pública

Histórico – Em 9 de abril de 2020, promotores de Justiça e defensores públicos de Cáceres expediram notificação recomendatória conjunta ao secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, orientando que envidasse esforços concretos para ampliar em 15 novos leitos de UTI a capacidade dos hospitais de Cáceres.

Decorrido o prazo de 10 dias para a resposta, não houve retorno da SES. Diante disso, das mortes ocorridas na cidade, de haver transmissão comunitária e local na região e de faltarem testes rápidos para a detecção da Covid-19, o MPMT e a Defensoria Pública propuseram a ACP em 23 de abril.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Governo vai investir quase R$ 4,9 milhões em compra de farda para Polícia Militar

Publicado

Débora Siqueira e Alecy Alves | Sesp-MT e PM/MT

Por meio do programa Tolerância Zero, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) vai investir R$ 4,88 milhões para a aquisição de fardamento operacional para quase 7,5 mil policiais militares de Mato Grosso, de soldado a coronel. Os recursos são oriundos do Tesouro Estadual.

Além da compra do uniforme operacional, os policiais lotados nas tropas especializadas como Força Tática, Bope, Rotam, Batalhão de Trânsito, Cavalaria, Batalhão Ambiental, dentre outros, também serão contemplados com as aquisições.

“Os recursos para aquisição já estão em caixa e a Polícia Militar precisa deste importante investimento que o Governo do Estado está fazendo. A segurança pública é uma prioridade do governador Mauro Mendes”, destacou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

O processo de compra se dará pelo Comando Geral da Polícia Militar. De acordo com as informações do comandante-geral da corporação, coronel PM Jonildo José de Assis, será realizado um pregão para a compra do fardamento das tropas especializadas e para a farda operacional.

Leia mais:   SAÚDE Dr Leonardo comemora pagamento de 1,127 milhão para Hospital São Luiz combater o Coronavírus

Assis destaca que a PM já fez a adesão a uma ata de registros de preços, passo fundamental, e está adotando outras medidas no sentido de agilizar a aquisição do fardamento.

O comandante diz que é prioridade e compromisso atender todos os policiais militares com fardas, armamentos e outros equipamentos de uso pessoal, assim como a infraestrutura necessária ao bom desenvolvimento das atividades policiais e prestação de serviços de qualidade à sociedade.

“O Governo do Estado e a Secretaria de Segurança Pública entenderam que mesmo em momento de crise, o investimento no fardamento é necessário e disponibilizaram verbas para a aquisição”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana