conecte-se conosco


Política

Sala da Mulher repassa quase 1 tonelada de alimentos em fevereiro

Publicado

Elenir Saia, da Paróquia de Guadalupe, recebe 150kg de alimentos para ações realizadas pela comunidade religiosa

Foto: Demóstenes Milhomem

Oito entidades filantrópicas receberam da Sala da Mulher, neste mês de fevereiro, ao todo 878 quilos de alimentos não perecíveis, de acordo com disponibilidade e demanda. O repasse feito pelo braço social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso é possível mediante recolhimento de mantimentos nos espetáculos apresentados no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, anexo da ALMT.

O ingresso social – quando a entrada no espetáculo ocorre mediante doações, especialmente de alimentos, bem como a meia social – quando o ingresso para show comerciais é vendido pela metade do preço, mediante repasse de mantimentos – são possíveis graças à gestão conjunta da Sala da Mulher e do Teatro, em vigor há dois anos. Um dos grandes arrecadadores recentes foi o show da banda de rock nacional Jota Quest.

“É uma honra fortalecer este ciclo de solidariedade e cultura. A gente incentiva a ocupação do Teatro com espetáculos de boa qualidade, busca facilitar o acesso ao público com ingressos a baixo custo ou mediante apenas alimentos e, no fim da ponta, repassa doações a associações ou outras entidades filantrópicas, que atendem quem mais precisa, lá na periferia”, explica a diretora da Sala da Mulher e do Teatro Zulmira, Daniella Paula Oliveira.

Leia mais:   Botelho lamenta morte de líder da Igreja Assembleia de Deus Ministério Belém

Dona Elenir de Amorim Nunes Saia, coordenadora do Conselho Pastoral Econômico, em nome da Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, agradeceu os 150 quilos de alimentos não perecíveis recebidos nesta quinta-feira (28), que contribuirão para a elaboração de cestas básicas, entregues mensalmente a 50 famílias cadastradas pela agremiação religiosa.

A paróquia também atende a pedidos diários e desenvolve ações junto a 13 comunidades periféricas de bairros como Ribeirão do Lipa, Jardim Ubirajara, Residencial Paiaguás e região.

“Aqui na Igreja Nossa Senhora Conceição Aparecida, no bairro Paiaguás [região do Centro Político Administrativo], no primeiro domingo de cada mês temos a ‘Missa do Quilo’, quando os fiéis trazem alimentos não perecíveis para as cestas básicas. Também recolhemos roupas e fazemos bazares para reverter o dinheiro nas ações. Há também os vicentinos, que trabalham na finalização de casas de quem precisa. Você sabia que, aqui em Cuiabá, tem gente que não tem um banheiro digno?”, narra Elenir e convida que mais pessoas doem e participem dos trabalhos voluntários.

Leia mais:   Primeira audiência sobre PLDO 2021 é realizada pela Assembleia

Além da Paróquia de Guadalupe, em fevereiro, foram repassados 100 quilos de alimentos para o time de futebol Juara Atlético Clube, 100 quilos para o Apoio Comunitário 3 Barras, 150 quilos para a Igreja Batista de Arenápolis, 28 kg para Assembleia de Deus, em Cuiabá, 100 para a Câmara Municipal de Dom Aquino – ações coordenadas pelo vereador Luciano Cláudio da Silva, 100 quilos para a Academia de Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso e 150 quilos para a Arquidiocese de Cuiabá. A quantidade entregue considera demanda e disponibilidade.

“Só podemos agradecer, de coração, a cada um que doa e solicitar que continuem doando, para aliviar um pouco da dor de tantas pessoas em situação precária em nosso Estado”, convida a diretora Daniella Paula.

O telefone da Sala da Mulher, para parcerias e doações, é o (65) 3313-6994.

Comentários Facebook

Política

Deputado Nininho indica ao contratação de médicos formados no exterior para atender a saúde pública

Publicado

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Na sessão matutina desta quarta-feira (08), o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, defendeu, por meio de indicação ao governo do estado, a contratação de médicos formados no exterior para atender as unidades de saúde pública estaduais.

Durante sua fala na tribuna, o parlamentar citou o exemplo do Estado de Sergipe, que por meio de uma ação conjunta do Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho e do Ministério Público do Estado permitiu à Justiça conceder liminar para contratação de médicos formados em instituições de ensino estrangeiras, que ainda não passaram pelo exame Revalida, para atuar na assistência a pacientes diagnosticados com a Covid-19.

De acordo com o texto, é de conhecimento da população que os médicos formados no exterior aguardam o exame Revalida desde o ano de 2017. 

“Neste momento, Mato Grosso passa por uma situação crítica com o aumento da contaminação. Precisamos de medidas austeras para resolver o problema, a contratação temporária é uma saída”, justificou Nininho.

Nininho disse que teve uma conversa com o governador Mauro Mendes sobre a possibilidade de aplicar, em Mato Grosso, a experiência do estado sergipano, e disse acreditar que esta seja a maneira eficaz para atender e tranquilizar a população. 

Leia mais:   Sancionada lei que determina que hotéis abriguem mulheres vítimas de violência doméstica

“O governador me informou que Mato Grosso conta com mais 50 leitos de UTI devidamente instalados, sendo 20 no Hospital Santa Casa e 30 no Hospital Metropolitano. Nesta quarta-feira, cinco a dez leitos serão ativados na Santa Casa, o restante por falta de recursos humanos não será possível liberar, talvez a contratação dos médicos enquanto perdurar a pandemia seja a solução para atender a baixada cuiabana e se estender aos municípios polos de saúde”, ratificou o deputado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

João Batista quer informações sobre contratações temporárias no sistema socioeducativo

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual João Batista (Pros), durante a sessão matutina desta quarta-feira (08), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, usou a tribuna por meio de videoconferência, para apresentar um requerimento, encaminhado ao secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, que pede informações sobre as contratações temporárias no âmbito das unidades do sistema socioeducativo de Mato Grosso.

Em sua justificativa, Batista traz o mesmo questionamento usado pelo promotor Célio Fúrio, da 35ª Promotoria de Justiça do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público de Cuiabá, requerendo que o secretário explique a decisão de realizar contratos temporários ao invés de nomear os candidatos aprovados em concurso público. O promotor instaurou inquérito civil para investigar a conduta de Bustamante, referente às contratações temporárias no Sistema Socioeducativo por processos seletivos simplificados.

“Desde o início do meu mandato venho lutando e reivindicando a convocação dos concursados. O governo do estado sempre usou o discurso da Lei de Responsabilidade Fiscal, a LRF, como principal argumento para não chamar os concursados. Agora quero saber qual vai ser o argumento usado pela Secretaria de Segurança Pública, uma vez que tivemos acesso a planilha da LDO para o próximo ano, e observamos que o orçamento do Estado já está se equilibrando”, disse o deputado.

Leia mais:   Primeira audiência sobre PLDO 2021 é realizada pela Assembleia

João Batista disse que não descarta a ideia de apresentar uma nota de repúdio contra o secretário, afirmando ainda que irá acompanhar de perto todo o inquérito. “Queremos explicações sobre as decisões adotadas pelo Poder Executivo. Caso todas as acusações sejam comprovadas, irei cobrar providências por parte da Justiça e da Assembleia Legislativa, responsabilizando os autores e cobrando a imediata convocação dos aprovados nos concursos públicos do sistema socioeducativo, penitenciário e Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica)”.

Ao todo, 59 profissionais para o sistema socioeducativo, no regime de contratação temporária, foram identificados pelo promotor, sendo 26 agentes de segurança em Lucas do Rio Verde (Case) e 30 agentes de segurança, dois enfermeiros e um técnico de saúde bucal em Cuiabá (Case).

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana